31 janeiro 2018

Resenha - Dear heart, eu odeio você!, J. Sterling


Livro: Dear heart, eu odeio você!
Autor(a): J. Sterling
Editora: Faro Editorial
Páginas: 288
Adquira: Submarino | Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Jules era viciada em trabalho. Colocando sempre o amor em segundo plano, sua principal meta era construir uma carreira com sólida reputação. Cal Donovan era muito parecido. Ele havia traçado uma lista de objetivos para alcançar na vida, e nela só havia espaço para ascensão profissional. Mas um encontro ao acaso muda tudo. De repente, o amor não parece uma distração para atrapalhar seus planos. Como fazer um relacionamento dar certo quando a sua cara-metade mora a milhares de quilômetros de você? Como viver esse amor sem abandonar tudo o que construiu? Algumas vezes as nossas mentes elaboram planos, estabelecem metas, perseguem sonhos. E algumas vezes os nossos corações ignoram as nossas mentes e decidem apostar no amor.


Uma prospera carreira no ramo imobiliário de alto luxo, fez Jules Abbott redefinir suas metas para o futuro. Com uma carga horária flexível e extensa, ela poderia trabalhar até tarde da noite em alguns dias e sempre havia alguns compromissos no final de semana. Ela não se importava, amava o que fazia e era estimulada a cada conquista a estimulava. Já seu ex-namorado não pensava da mesma maneira.... Como não estava disposta a abrir mão de suas ambições, Jules decidiu congelar seu coração. Um dia, quem sabe, ela atenderia a ele novamente.

Do outro lado do país, Cal Donovan tem uma filosofia de vida muito parecida. Disposto a virar sócio da empresa de investimentos onde trabalha, ele se colocou uma meta: três anos sem qualquer distração sentimental. As mulheres que passavam por sua vida ficavam muito felizes com suas conquistas, mas estavam pouco dispostas a colaborar com seu sucesso.

Assuntos profissionais os fizeram estar hospedados no mesmo local naquele final de semana e uma troca de olhares começa a ruir as regras que haviam criado para suas vidas. Era para ter sido apenas um aventura de final de semana, uma companhia inteligente e agradável aos olhos. Contudo, quando milhares de quilometros foi colocado entre eles, as trocas de mensagem não cessaram. Pelo contrário. O que irá acontecer dai para frente é uma aventura que nenhum dos dois estava preparado para encarar.

Você conhece milhares de pessoas, mas nenhuma delas tem algum real significado para você. Porém, um belo dia, você esbarra em alguém e, de repente, esse alguém significa tudo.

Esta não é a primeira publicação da autora no Brasil, a trilogia Jogo Perfeito publicada também pela Faro há algum tempo, mas foi o primeiro livro que me chamou a atenção. Narrado em primeira pessoa com capítulos que alternam entre os protagonistas, o livro me conquistou nas primeiras linhas. Conforme fui conhecendo os protagonistas, a ligação entre eles me parecia cada vez mais palpável e eu só conseguia me perguntar quem iria quebrar o coração de quem. E o por que. J. Sterling conduz a trama com maestria, envolvendo o leitor e fazendo-o se apaixonar por esse casal. Ela saiu da caixinha, criando personagens criveis, falhos e tão humanos como qualquer um de nós.

Workaholics sem tempo para distrações, é uma afirmativa que define bem nossos protagonistas. Foi interessante ver a dinâmica entre o casal que racionalmente não eram um casal, mas que aos poucos deram brechas para o coração agir. Teve apenas um momento em que me irritei com Jules pois vi a mulher decidida de tantas páginas antes, ter atitudes que não combinavam com ela. Mas ela errou, nós erramos, então é admissível.

Por causa de Jules eu estava quebrando todas as regras e fazendo o tempo todo coisas que eu não considerava sensatas. Uma dura batalha estava em curso dentro de mim e eu já não sabia mais o que era certo ou errado.

Cal é o oposto dos bad boys por quem sempre me apaixono. Ele é regrado, consistente e acaba descobrindo um lado romântico que nem sabia que existia. Nada extravagante, apenas uma sutil mudança de atitudes. Foi importante ter a versão dele da história, do contrário não sei se ficaria tão contagiada com o casal.

Quando me interessei pelo livro, imaginei que sua classificação seria erótico. Fiquei feliz por ter me enganado. Até encontramos algumas cenas mais quentes, mas elas são poucas e estão longe daquela descrição extensa e detalhada encontrada nos livros do gênero. Acontece porque a história trata da relação de dois adultos e isso é natural. Tenho preferido histórias com essa pegada ou que invistam mais na tensão sexual entre os personagens. E isso já me deixou louca e vontade de ler outros livros da Sterling.

Eu torci muito para que o meu coração sobrevivesse a tudo isso sem ficar perdido de paixão por esse homem. Mas já era tarde demais.

Os principais personagens secundários são Lucas e Tami, respectivamente os melhores amigos de Cal e Jules. Eles são divertidos e verdadeiros amigos, daqueles que apoiam quando é necessário, falando o que você não quer mais precisa ouvir e claro, os tiram do sério. Curti tanto os dois que não reclamaria se viesse um spin-off. Eles tem elementos que podem ser explorados e fiquei bem curiosa para saber como Lucas seguiria sua vida após o termino dessa história.

Graficamente, a Faro Editorial deu um novo show. Eles acertaram muito em fazer uma adaptação da capa original. Além de ser linda, cheia de detalhes e muito fotogênica, a modelo representa bem a protagonista. Confesso que seria interessante vislumbrar o lábios dos sonhos de Cal, mas não da para ganhar sempre, né? A segunda capa que é o verso da capa também é linda! É muito detalhe em um exemplar só e eu fico louca com isso. As folhas são bem grossas - um padrão já conhecido da editora, a diagramação está confortável para a leitura e não encontrei erros na revisão.

Algumas vezes as nessas mentes elaboram planos, estabelecem metas, perseguem sonhos. E algumas vezes os nossos corações ignoram as nossas mentes e decidem apostar no amor.

Com uma trama leve e envolvente, Dear hear: eu odeio você, se mostra o livro ideal para lermos em momentos mais descontraídos ou para intercalar com histórias mais densas.

- - - - -
Postagem válida para o TOP COMENTARISTA, Participe!
Valendo um exemplar de Lady Whistledown Contra-Ataca.

7 comentários

  1. Oi Dreeh
    Romance clichê? Com certeza é comigo e já estou de olho no livro desde o lançamento, rs. Jules pelo visto é uma personagem surpreendente e bem pra frente, gostei disso, já o mocinho, bem me apaixonei antes mesmo da leitura e fiquei curiosa pra saber como esse casal termina.
    Sou apaixonada nessa capa, já tá na lista de desejados.
    Bjs

    ResponderExcluir

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Com certeza vou ler esse livro quero conhecer muito mais a história do Cal e é óbvio que esse livro é um daqueles clichês românticos e eu amo tanto esses clichês que com certeza vou ler esse livro mas não agora claro

    ResponderExcluir
  4. Recebi meu exemplar que ganhei aqui no blog esta semana e não vejo a hora de poder conferir esta história.
    Sou uma romântica incurável e romances clichês sempre fizeram meus olhos brilharem.
    Gostei de saber que o mocinho foge do tipinho que tem sido retratado hoje em dia. É bom quando o autor ou autora conseguem sair da modinha.rs
    A capa é realmente belíssima!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Pretendo ler este livro, pois já li diversos comentários positivos referentes a ele. Que bom que o livro te conquistou desde as primeiras linhas, e que os personagens são incríveis, pela sua resenha este livro parece ser muito bom. Pretendo ler Dear heart, eu odeio você! em breve.

    ResponderExcluir
  6. Gláucia!
    Também nunca li nada da autora, mas fiquei feliz em ver que a protagonista é forte e decidida, já me interessou.
    Adoro os romances clichês, aliás, acredito que não dá para ter amor sem ter clichê, concorda?
    Fiquei interessada e ler.
    Desejo um final de semana esplendoroso e um mês mais que abençoado!!
    “Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você.” (Cynthia Kersey)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Dreeh.

    É bacana ver o relacionamento da Jules e do Cal, que a princípio começou com uma relação de amizade, se desenvolver, a longo prazo.

    Torcer por eles e ver como eles vão vencer esse obstáculo, que é a distância... Como eles vão conciliar tudo a partir daí.

    ResponderExcluir


Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥