01 dezembro 2016

Clicando por aê... 4º Encontro das Raposinhas do RJ

Ei gente, tudo bem com vocês? Espero que sim! No dia 23 de outubro aconteceu na Quinta da Boa vista/ RJ o quarto encontro de Raposinhas do Rio. Para quem ainda não conhece o grupo ou ficou curioso(a), vou deixar o link do último post que fiz explicando como o grupo surgiu e o que rolou no encontro de Paquetá aqui.


Quem acompanhou o último post linkado acima provavelmente conseguiu perceber o quanto o grupo cresceu de março a outubro. E sim gente, tivemos cerca de 40 meninas caracterizadas com o tema halloween andando pela Quinta da Boa Vista esbanjando simpatia, beleza e parando para tirar foto com quem achou tão incrível a ponto de querer registrar o momento. Quem teve a oportunidade de assistir esse encontro de pertinho com certeza saiu de lá admirado, rs..




O encontro teve cerca de 6 fotógrafos acompanhando as Raposinhas e registrando os momentos que passamos juntas aquele dia, o resultado foi tão lindo que seria impossível não compartilhar aqui com vocês.



Além de raposinhas também tivemos a presença de meninas com o tom cerejinha no encontro, e isso já demonstra que estamos abertas a aceitar também as meninas com esse tom em nosso grupo, viva a diversidade! <3





Para os mais observadores, acredito que essa foto seja um exemplo de quantas nuances de ruivo temos espalhados por aí, então para quem se preocupa com a cegueira ruiva, junta-se ao nosso grupo e vamos trocar experiências.




Muito mais do que posar para fotos ou fazer um passeio, o intuito das raposinhas é fazer amizade e levantar a estima de mulheres que por algum motivo sintam-se sozinhas ou inferiores, afinal somos todas lindas, cada uma do seu jeito e com suas qualidades e defeitos, por isso ter alguém ali sempre para nos lembrar disso é super importante.


 






Isso foi um pouquinho do que rolou em nosso último encontro galera. Foi um dia de muita alegria onde nos divertimos e ampliamos laços de amor e amizade. O grupo tem o intuito de crescer ainda mais e de fazer novas amizades e parceria, então se você se identificou ou tem algum(a) conhecido(a) que possa vir a se interessar, compartilhe esse post ou mostre nossa página do facebook, vai ser um prazer receber mais membros em nossa matilha.

Créditos

Fanpage: Raposinhas do Rio
Fotográfos:   Photo C.Lames - Cayo Lames
                    Biótiva Fotografia
                    Mémorie-Fotografia
                    Paulo Marrucho
                    MF Fotografia
                    Invicta Fotografias



30 novembro 2016

Resenha - Rock Star, S.C. Stephens


Livro: Rock Star ( Trilogia Rock Star # 1,5)
Autor(a): S.C. Stephens
Editora: Valentina
Páginas: 512
Adquira: Saraiva | Submarino | Travessa | Americanas | Livraria Cultura
Livro cedido através da parceria com a editora
Ele é intenso, complicado e perigoso. Ele é demais! O único lugar onde Kellan Kyle sempre se sentiu em casa foi no centro de um palco. Tocando guitarra num bar escuro, ele consegue esquecer o passado doloroso. Nos últimos tempos a sua vida se resume em três coisas: música, seus companheiros de banda e intensos encontros sexuais. Até que uma mulher muda tudo... Kiera é o tipo de garota que Kellan jamais deveria desejar -- ela é inteligente, doce, e também a namorada do seu melhor amigo. Convencido de que nunca conseguirá merecer o amor dela, ele esconde a sua crescente atração... até que o coração atormentado de Kiera oferece a Kellan algumas pistas de que os sentimentos dele podem ser correspondidos. Agora, não importam as consequências, Kellan tem uma certeza: não vai deixar Kiera escapar sem lutar por ela. Em Intenso Demais, Kiera contou sua história. Agora é a sua vez ouvir a versão pela boca do “rock star” sexy que cativou fãs do mundo inteiro.


Quem leu minhas resenhas de Intenso demais, Complicado demais e Perigoso demais já deve estar familiarizado com a minha paixão por essa série e pelo triângulo amoroso entre Kiera, Kellan e seu melhor amigo Denny. Essa série me deixou desesperada e dividida em diversos momentos e quando terminei o terceiro livro me senti completamente órfã. Então quando a Editora Valentina divulgou que lançaria o livro Rock Star que contaria a versão de Kellan relacionada aos fatos do primeiro livro, não pude conter minha emoção, sério, acho que todo fã depois de ler a versão feminina de uma história que ama sempre sonha em conhecer o lado do mocinho, por isso imaginem a minha alegria.

29 novembro 2016

Resenha - As Sete Irmãs, Lucinda Riley


Livro: A história de Maia (As sete irmãs #1)
Autor(a): Lucinda Riley
Editora: Arqueiro
Páginas: 480
Adquira: Saraiva | Submarino | Travessa | Americanas | Livraria Cultura | Fnac
Livro cedido através da parceria com a editora
Em As sete irmãs, Lucinda Riley inicia uma saga familiar de fôlego, que levará os leitores a diversos recantos e épocas e a viver amores impossíveis, sonhos grandiosos e surpresas emocionantes. Filha mais velha do enigmático Pa Salt, Maia D’Aplièse sempre levou uma vida calma e confortável na isolada casa da família às margens do lago Léman, na Suíça. Ao receber a notícia de que seu pai – que adotou Maia e suas cinco irmãs em recantos distantes do mundo – morreu, ela vê seu universo de segurança desaparecer. Antes de partir, no entanto, Pa Salt deixou para as seis filhas dicas sobre o passado de cada uma. Abalada pela morte do pai e pelo reaparecimento súbito de um antigo namorado, Maia decide seguir as pistas de sua verdadeira origem – uma carta, coordenadas geográficas e um ladrilho de pedra-sabão –, que a fazem viajar para o Rio de Janeiro. Lá ela se envolve com a atmosfera sensual da cidade e descobre que sua vida está ligada a uma comovente e trágica história de amor que teve como cenário a Paris da belle époque e a construção do Cristo Redentor.


Inspirado nas Plêiades, mais conhecida como a constelação das sete irmãs, o livro conta a história de Pa Salt, um velejador muito rico que adotou seis meninas e deu a cada uma o nome de uma estrela da constelação. Inicialmente já existe um mistério nessa história, pois a sétima irmã jamais chegou à família e até então não existe alguém que possa explicar isso, afinal Pa Salt morre já no início da trama.

27 novembro 2016

Lançamentos Novembro/2016 - Grupo Companhia das Letras


O livro dos cachos, de Sabrinah Giampá
Se você tem cachos, provavelmente escuta frases como essas desde a infância. Isso porque, em nossa sociedade, o cabelo não liso é tido como um problema que deve ser corrigido a qualquer custo. Não é à toa que o Brasil é um dos países em que mais se gasta dinheiro com tratamentos químicos de alisamento. Mas o que está por trás da suposta supremacia do liso? Quais são os males que as escovas progressivas, japonesas e afins trazem para nossa saúde? Como tratar, hidratar e estilizar nosso cabelo (e o de nossas filhas) de forma eficaz e saudável, respeitando a natureza dos fios? Em O livro dos cachos, Sabrinah Giampá – jornalista e cabelereira com especialização em cachos – responde a todas essas perguntas de maneira simples e direta. De quebra, ensina técnicas infalíveis para escolher os produtos adequados, higienizar o cabelo da maneira correta e, claro, combater o ressecamento e o tão temido frizz. Uma leitura indispensável para todas as mulheres, cacheadas ou não. E aí? Pronta para fazer as pazes com suas madeixas?



Juntando os pedaços, Jennifer Niven
Junte um pedaço de amizade com outro de autoaceitação, mais outro de amor e ainda um de esperança — todos juntos compõem a história de Libby e Jack. Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar todas as peças do quebra-cabeça para gravar na memória. Então ele usa marcas identificadoras, como o cabelo, a cor da pele, o jeito de andar e de se vestir, para tentar distinguir seus amigos e familiares. Mas ninguém sabe disso — até o dia em que ele encontra a Libby. Libby é nova na escola. Ela passou os últimos anos em casa, juntando os pedaços do seu coração depois da morte de sua mãe. A garota finalmente se sente pronta para voltar à vida normal, mas logo nos primeiros dias de aula é alvo de uma brincadeira cruel por causa de seu peso e vai parar na diretoria. Junto com Jack. Aos poucos essa dupla improvável se aproxima e, juntos, eles aprendem a enxergar um ao outro como ninguém antes tinha feito.


O bebê de Bridget Jones, Helen Fielding
Diários de Bridget Jones Vol. 3
Criada há mais de vinte anos, Bridget Jones continua a voz de mulheres de trinta e poucos anos ao redor do mundo, narrando os percalços da busca pelo amor verdadeiro, satisfação no emprego, decisões sobre o matrimônio e a maternidade. Este último desafio é o que a espera agora. Apesar de todos em seu redor a pressionarem, Bridget não estava planejando engravidar justamente agora. E mais: ela planejava saber quem era o pai de seu bebê. Já que as coisas nunca saem de acordo com o plano, ela aproveita o lado bom da situação e se diverte ao comprar roupas para recém-nascidos e consumir todas as batatas gratinadas possíveis. À medida que os meses se passam e a data do parto se aproxima, Bridget precisa tomar decisões e tentar descobrir quem é o pai de seu bebê. Mais divertida do que nunca, Helen Fielding apresenta mais um romance da série Bridget Jones. Reunindo os nossos personagens preferidos, sem deixar de fora Daniel Cleaver e Mark Darcy, ela prova que continua uma voz única na literatura feminina contemporânea.



Ouça a canção do vento & Pinball 1973, Haruki Murakami
Em 1978, um jovem Haruki Murakami se instala na mesa da cozinha para começar a escrever. Como resultado temos duas novelas brilhantes que marcam o início da carreira de um dos mais cultuados autores contemporâneos. Duas histórias poderosas, e levemente surreais, que tratam de amadurecimento, solidão e erotismo, no melhor estilo Murakami. Alguns dos personagens que conhecemos nessa obra irão reaparecer em Caçando carneiros e Dance, dance, dance, formando uma espécie de trilogia inicial do autor e esse conjunto, em vez de mostrar um escritor procurando sua voz, já mostra um autor maduro e seguro de seus temas. Traduzidas no Brasil pela primeira vez, Ouça a canção do vento & Pinball, 1973 são uma janela para o mundo fascinante de Murakami.



Cujo, de Stephen King
Frank Dodd está morto e a cidade de Castle Rock pode ficar em paz novamente. O serial-killer que aterrorizou o local por anos agora é apenas uma lenda urbana, usada para assustar criancinhas. Exceto para Tad Trenton, para quem Dodd é tudo, menos uma lenda. O espírito do assassino o observa da porta entreaberta do closet, todas as noites. Você pode me sentir mais perto… cada vez mais perto. Nos limites da cidade, Cujo – um são bernardo de noventa quilos, que pertence à família Camber – se distrai perseguindo um coelho para dentro de um buraco, onde é mordido por um morcego raivoso. A transformação de Cujo, como ele incorpora o pior pesado de Tad Trenton e de sua mãe e como destrói a vida de todos a sua volta é o que faz deste um dos livros mais assustadores e emocionantes de Stephen King.




Caviar é uma ova, Gregorio Duvivier
Caviar é uma ova reúne as melhores e mais interessantes crônicas publicadas por Gregorio Duvivier, um dos autores mais inventivos do Brasil na atualidade. Gregorio é ao mesmo tempo ator, roteirista, comediante, cronista e poeta, e este livro é uma versão impressa da multiplicidade única do autor. Transitando entre ficções, memórias de infância, artigos de opinião, militância política e exercícios de estilo, o conjunto final acaba marcado pela agudeza crítica. Em pouco tempo, Gregorio se transformou numa das vozes mais ativas da esquerda brasileira, tornando-se referência por conta de sua combatividade generosa, em que a inteligência é a principal arma.



O tribunal da quinta-feira, Michel Laub
Um publicitário faz confissões por e-mail ao melhor amigo. Os textos falam de sexo e amor, casamento e traição, usando termos e piadas ofensivas que contam a história de uma longa crise pessoal. Quando a ex-mulher do protagonista faz cópias das mensagens e as distribui, tem início o escândalo que é o centro deste romance explosivo. O fio condutor da história, que une o destino dos personagens diante de um tribunal inusitado, são os reflexos tardios e ainda hoje incômodos da epidemia da aids, e o que está em jogo são os limites do que entendemos por tolerância — mas para chegarmos a eles é preciso ir além do que seria uma literatura "correta" ao tratar de homofobia, assédio, violência, empatia, liberdade e solidariedade.




Repeteco, de Bryan Lee O’Malley
A vida de Katie vai muito bem. Ela é uma chef talentosa, dona de um restaurante de sucesso e com grandes planos para a vida. De repente, em um único dia ela perde uma grande chance de negócios, sua paquera com um jovem chef azeda, sua melhor garçonete se machuca e um ex-namorado charmoso aparece para complicar ainda mais a situação. Quando tudo parece perdido e Katie já não enxerga mais uma solução, uma misteriosa garota aparece no meio da noite com a receita perfeita para uma segunda chance. E, assim, Katie ganha um repeteco na vida e precisará lidar com as consequências de suas melhores intenções.


26 novembro 2016

Lançamento Novembro/2016 - Grupo Novo Conceito


O Amor em Primeiro Lugar, Emily Giffin
Uma tragédia familiar muda tudo na vida das irmãs Josie e Meredith. A tristeza torna-se algo recorrente, mas elas fazem de tudo para seguir em frente. E seguem... Quinze anos mais tarde, Josie e Meredith não têm um relacionamento harmonioso. As diferenças de personalidade delas, que já existiam antes da tragédia, estão ainda mais acentuadas. Elas se veem com frequência, mas não se entendem. Uma vida marcada pela tristeza velada e por segredos que as afastam cada vez mais. Será que Josie e Meredith vão conseguir se libertar de seus medos e se abrir para o novo? Será que, finalmente, elas conseguirão seguir em frente de verdade? “O Amor em Primeiro Lugar” é uma fascinante história sobre família, amizade e a coragem de seguir o próprio coração.



Sete Minutos Depois da Meia-Noite, Patrick Ness
Conor é um garoto de 13 anos e está com muitos problemas na vida.  A mãe dele está muito doente, passando por tratamentos rigorosos. Os colegas da escola agem como se ele fosse invisível, exceto por Harry e seus amigos que o provocam diariamente. A avó de Conor, que não é como as outras avós, está chegando para uma longa estadia. E, além do pesadelo terrível que o faz acordar em desespero todas as noites, às 00h07 ele recebe a visita de um monstro que conta histórias sem sentido.  O monstro vive na Terra há muito tempo, é grandioso e selvagem, mas Conor não teme a aparência dele. Na verdade, ele teme o que o monstro quer, uma coisa muito frágil e perigosa. O monstro quer a verdade.  Baseado na ideia de Siobhan Dowd, Sete minutos depois da meia-noite é um livro em que fantasia e realidade se misturam. Ele nos fala dos sentimentos de perda, medo e solidão e também da coragem e da compaixão necessárias para ultrapassá-los.



Um Gato de Rua Chamado Bob, James Bowen
Gato Bob # 1
James é um músico de rua lutando para reerguer-se. Bob É Um Gato de Rua à procura de um lugar quente para dormir. Quando James encontra Bob no corredor de seu prédio, não tem ideia do quanto sua vida está prestes a mudar. Ele, despretensiosamente, cuida de Bob e, depois, permite que o gato siga seu caminho, imaginando que nunca o verá novamente. Mas Bob jamais o abandonaria... “Um Gato de Rua Chamado Bob” é uma sensação internacional, permaneceu na lista dos mais vendidos na Inglaterra por 52 semanas consecutivas e foi publicado em 26 países ao redor do mundo. Uma história comovente de superação sobre uma improvável amizade entre um homem e o gato que o adotou e transformou sua vida completamente.

25 novembro 2016

Resenha - Maluca por você, Rachel Gibson

Livro: Maluca por você (Lovett, Texas #2)
Autor(a): Rachel Gibson
Editora: Jardim dos Livros
Páginas: 113
Adquira: Saraiva | Travessa | Livraria Cultura
Livro cedido através da parceria com a editora
Um charmoso policial acaba de chegar à cidadezinha de Lovett, no Texas. Seu nome é Tucker Matthews. Tudo o que ele quer é um pouco de sossego e um lar pra chamar de seu. Seu e de Pinky, sua gatinha de estimação, deixada com ele por uma ex-namorada louca. Mas parece que Tucker tem sorte (ou azar) para mulheres doidas. Sua nova vizinha é ninguém menos que Lily Brooks, ou, a Maluca Lily Darlington, famosa na cidade pelos excessos do passado, como quando entrou com o carro dentro do escritório do ex-marido cretino. Fofocas à parte, Tucker não imaginou que no lugar da suposta barraqueira fosse conhecer uma baita mulher em seus trinta e oito anos, linda, inteligente, sexy e engraçada, que irá virar sua cabeça do avesso. Maluca por você é um romance apimentando e divertidíssimo! Você não vai conseguir parar de ler!

ESSA RESENHA NÃO POSSUI SPOILER DO LIVRO ANTERIOR.
LEIA A RESENHA DE DAISY ESTÁ NA CIDADE E SALVE-ME.


Se você já leu qualquer livro da série Lovett, Texas da Rachel Gibson, já ouviu falar na Maluca Lily. Ela nunca foi uma má pessoa, apenas se entrega de corpo e alma aos sentimentos, fossem eles bons ou ruins. Quando adolescente, ela dançava em cima das mesas sem se preocupar; quando seu ex-marido a abandonou, ela entrou com carro e tudo na sala de estar dele. Essa é a Lily Brooks, e os moradores da pequena Lovett nunca se esqueceriam de todos os momentos em ela que se tornou assunto na cidade. Não importava o quanto ela mudasse.


Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥