25 agosto 2016

Review - Stranger Things

Fala, galera. Tanto tempo ausente e eu estava morrendo de saudades do meus posts (espero que vocês também). Contratempos a parte, vamos ao que interessa. Stranger Things.


24 agosto 2016

Parceria: Grupo Companhia das Letras

Algumas parcerias são muito especiais de ser anunciadas, o Grupo Companhia das Letras é uma delas. Uma parceria que nós buscamos faz pelo menos dois anos, mas sempre batíamos na trave. Bem, agora esta aqui ♥

Uma biblioteca se faz com leituras possíveis. Todo livro que se compra é um projeto de leitura. Diante da página impressa, o leitor está sozinho com sua imaginação, o único lugar onde cada um pode viver o que deseja. A Companhia das Letras foi fundada em 1986. Nos primeiros doze meses de existência, lançou 48 títulos; em 2009, foram mais de 250. Em 24 anos, publicou quase 3 mil títulos, de 1300 autores, incluindo os lançamentos dos outros selos da editora: Companhia das Letrinhas, Cia. das Letras, Companhia de Bolso, Quadrinhos na Cia., editora Claro Enigma e Penguin Companhia.


23 agosto 2016

Resenha - Silêncio, Richelle Mead


Livro: Silêncio
Autor(a): Richelle Mead
Editora: Galera Record
Páginas: 280
Adquira: Saraiva | Submarino | Travessa | Americanas | Livraria Cultura
Livro cedido através da parceria com a editora
Pelo que Fei se lembra, nunca houve um ruído em seu vilarejo todos são surdos. Na montanha, ou se trabalha nas minas ou na escola, e as castas devem ser respeitadas. Quando algumas pessoas começam também a perder a visão, inclusive a irmã de Fei, ela se vê obrigada a agir e a desrespeitar algumas leis. O que ninguém sabe é que, de repente, ela ganha um aliado: o som, e ele se torna sua principal arma. Ao seu lado, segue também um belo e revolucionário minerador, um amigo de infância há muito afastado em função do sistema de castas. Os dois embarcam em uma jornada grandiosa, deixando a montanha para chegar ao vale de Beiguo, onde uma surpreendente verdade mudará suas vidas para sempre. Fei não demora a entender quem é o verdadeiro inimigo, e descobre que não se pode controlar o coração.


Opequeno vilarejo onde Fei cresceu fica localizado no pico de uma montanha. Seus antepassados viviam em harmonia com a natureza, levando uma vida muito diferente da que eles tinham atualmente. Eles não eram mais autossuficientes, já que um deslizamento de terra os isolar do mundo, inclusive da região que utilizavam para o plantio e o pasto, obrigando-os a desenvolveram um sistema de permuta com aqueles que habitavam ao pé da montanha. Através de cabos, eles enviavam o minério que extraíam da montanha - que era extremamente rica - e recebiam sacas de comida.

Há algumas gerações um mal se instalou no povoado, fazendo com que todos perdessem sua audição. Eles aprenderam a viver com todas as limitações (apesar de assim reforçarem cada vez mais o sistema de castas), mas agora, temem que um novo mal extingua-os de vez: a cegueira. Só foram verificadas ocorrências entre os trabalhadores das minas, o que agrava consideravelmente a situação, pois menos trabalhadores significa diminuição na extração de minério e quando menos puderem enviar, menos comida receberão em troca.

Enquanto caminhamos, penso no que foi dito sobre equilíbrio e em como não temos temos alternativa a não ser fazer tudo o que o guardião nos disser. Estramos à mercê dele, e também do sistema da tirolesa. Será que isso realmente se chama equilíbrio? Ou é extorsão? 

Os aldeões são divididos entre artistas e mineradores. A elite é composta pelos artistas, sejam eles aprendizes ou anciões. Eles são responsáveis por uma espécie de jornal local. Os aprendizes passam o dia observando os acontecimentos da cidade, que depois são pintados e, ao raiar do dia, expostos na praça do vilarejo. Não é fácil se tornar um aprendiz, já que eles precisam pintar de forma primorosa tudo aquilo que veem.

Fei era talentosa, mas nunca pensou em se tornar uma artista, já que isso implicaria em abandonar todas as pessoas que conhecia. A situação mudou quando seus pais morreram. Querendo o melhor para sua irmã, ela se desdobrou para que ambas fossem admitidas como aprendiz, por isso, quando Zhiang Jing demostra sinais de que está perdendo a visão, ela se desespera. Como se já não tivesse muita coisa sobre o que pensar, certa noite Fei acorda incomodada com uns zumbidos enlouquecedores. Depois de tantas gerações mergulhados no silêncio, o som está retornando para o vilarejo e justo ela foi a escolhida para viver esse momento especial.

É muito atordoamento todo o tempo, fazendo com que seja impossível concentrar-se em qualquer coisas. Que vantagem esse monte de estímulos extras poderia trazer para a vida de qualquer pessoa?

Extremamente preocupada com o futuro da irmã - e do vilarejo de uma forma geral -, o milagre de voltar a ouvir era o impulso que ela precisava para fazer algo que pudesse mudar as coisas. Junto de Li Wei, um amigo minerador que precisou ser esquecido quando se tornou aprendiz no Paço do Pavão, ela decide quebrar as regras e descer a encosta para falar pessoalmente com o Guardião dos Cabos. Mais eles vão descobrir que perigoso que a aventura, é a verdade que eles vão descobrir quando chegarem lá embaixo.

Acredito que todo fã da Richelle Mead recebe seus novos livros com curiosidade e apreensão, já que ela não é muito constante. Fiquei feliz em constatar que Silêncio apresenta uma história encantadora e uma mitologia bem estruturada. Além de trazer a cultura asiática, tão pouco explorada em livros, ainda há o fato de todos serem surdos e mudos. Por conta disso, o livro é praticamente um texto corrido, sem diálogos ou quaisquer quebras no texto. As conversas que existem são todas interpretadas pela protagonista e apresentadas no texto com formatação em itálico. É uma forma simples de diferenciar os pensamentos da personagem da fala dos demais, mas é eficiente em não deixar o texto confuso.

Fei é uma garota extremamente correta. Ela faz aquilo que lhe cabe e o que a mandam fazer. A atitude que teve de ir atrás de uma solução foi uma experiência nova para ela, mas que mostra a força de sua lealdade a família. Se não fosse pela irmã, dificilmente ela teria quebrado alguma regra. Li Wei é muito diferente dela e logo no primeiro encontro deles fica nítido que existe algo não esclarecido no passado dos dois. Se Fei demorou um pouco para me conquistar, Li Wei foi o oposto. Seu jeito gentil e decidido me conquistou, e a cada choque de realidade que dava na amiga, eu só gostava ainda mais dele.

Como todo sistema de castas, o existente no vilarejo também é cruel e exclusivo. Logo, me deixa revoltadíssima! Não é permitido qualquer tipo de relacionamento entre integrantes de castas distintas, mesmo se eles forem familiares. Fei era prometida para se casar com um dos artistas mais babacas do Paco do Pavão, só porque eles eram os melhores artistas entre os aprendizes. Era em momentos assim que eu me irritava com a protagonista, que se mantinha passiva ao que acontecia. Por outro lado, eu conseguia entendê-la. Sua irmã era sua prioridade, e ela nunca faria nada que pudesse prejudicar a ela.

O mundo precisaria mesmo mudar para que algo assim fosse possível, retruco. Acha que tem chance de isso acontecer num futuro próximo?

A história acontece a passos lentos, mas isso não me incomodou. Na verdade eu estava praticamente degustando a história, então o ritmo menos acelerado me agradou demais. Infelizmente, a forma com a autora desenvolveu o desfecho do livro comete o maior dos pecados para mim: resolver com fantasia uma história que, até então, não tinha se aprofundado nos elementos fantásticos. Quando um autor faz isso eu fico a impressão de que ele ficou com preguiça de desenvolver um final apropriado. E a fantasia aqui foi pesada demais para uma história que parecia tão crível.

A capa é uma adaptação da original e eu acho ela bem bonita. Não se me atrairia no meio de uma livraria, mas ela representa bem a história do livro e as aplicações em dourado são uma charme a mais. Internamente o livro é muito simples, porém confortável para a leitura.

Silêncio é uma leitura rápida, mas recomendo que você aproveite cada segundo mergulhado nesse vilarejo atemporal.

- - - - -
Postagem válida para o TOP COMENTARISTA, Participe!
Valendo um exemplar de Três Coisas Sobre Você.

22 agosto 2016

Lançamento Agosto/2016 - Grupo Planeta




Nerve, Jeanne Ryan
Vee cansou de ser só mais uma garota no colégio e quer deixar os bastidores da vida para assumir seu merecido posto sob os holofotes. E o jogo online NERVE, febre
nacional transmitida ao vivo, pode ser o início dessa trajetória de sucesso. Basta que ela clique no botão “Jogador” em vez de “Observador” para entrar na disputa, que propõe, a cada etapa, um desafio novo.
A adolescente acaba formando uma dupla imbatível com Ian, um garoto desconhecido com quem trava contato ao se inscrever em NERVE. Juntos, vão galgando posições no jogo. Mas, conforme os dois avançam na disputa, os desafios ficam cada vez mais complexos... e perigosos.



Quantum Break:Estado Zero, Cam Rodgers
Jack Joyce passou seis anos tentando escapar. Escapar da vida, do tempo, da loucura de seu irmão, Will. Mas quando ele finalmente volta para casa, descobre que seu irmão não era louco como ele imaginava. Will criou uma máquina do tempo, com o potencial de salvar a humanidade. Guerras? Agora podem ser previstas. Desastres naturais? Podem ser evitados. Só há um pequeno problema… sua máquina também vai causar o final do tempo, tal como o conhecemos. Agora Jack te apenas uma chance de voltar ao passado, de consertar o que está errado e de salvar o mundo. 'Quantum Break: estado zero' é o romance oficial do game de mesmo nome, dos mesmos criadores de Max Payne e Alan Wake, conhecidos por transformar suas produções em verdadeiros filmes de ação, com atores conhecidos e efeitos especiais de última geração.



Depois do fim, Daniel Bovolento
Como fica a minha vida depois de você? Como é que a gente faz para esquecer alguém? Os primeiros vestígios do fim, as despedidas, deixar alguém, ser deixado, o recomeço, a necessidade de se acostumar a viver sozinho de novo, os flashbacks, as ligações de madrugada, a falta que persiste, os novos encontros, os velhos encontros, a gente encontrando a gente, um mundo novo surgindo, a luz no fim do túnel. Em Depois do fim, Daniel Bovolento conta a trajetória de todo mundo que terminou alguma coisa e tem que aprender a lidar com as diferentes dores e superações de quem perdeu um amor. São 50 textos em que se misturam crônicas e desabafos sobre recomeço, aprendizado e a esperança de um novo final feliz. “Cada um de nós encontra uma maneira diferente de encarar o fim. Cada um de nós passa por fins diferentes, por mais que tenhamos tido histórias parecidas.”



Minha vida antes do Invento na Hora, Lucas Lira
Lucas Lira tem dois canais no YouTube, o Invento na Hora e Invento na Hora TV, que “trollam” com tudo e todos: a namorada, o melhor amigo, o exame do Enem e até com ele mesmo. Neles, momentos de seu dia a dia e do cotidiano de pessoas próximas são revelados totalmente sem filtro. E Lucas ainda embarca nos desafios propostos por seus fãs: já colou a boca com uma supercola e foi “baleado” com uma pistola de ar comprimido. Mas você que está inscrito em seus canais sabe mesmo quem é o Lucas? Sabe dizer onde ele nasceu e qual foi sua inspiração para lançar um canal no YouTube? Neste livro você vai, com certeza, descobrir as respostas para essas e outras tantas perguntas.



Fala aí, Malena, Malena 2002
Fala aí, povo bonito! Pra quem não me conhece, eu sou a Malena, a menina por trás do headset verde. Talvez você possa pensar: o que essa garota de vinte e um anos tem pra contar num livro? Calma! O objetivo é falar de infância, adolescência dilemas dessas idades, que só quem está passando ou quem acabou de passar vai entender. Por isso estou aqui! Com o coração aberto pra contar coisas que ainda não contei. Quero que vocês se divirtam lendo este livro, que deem algumas risadas, e tirem algo de bom. Quem sabe este livro te faz pensar diferente? Tenho certeza que vão curtir! O livro tem um espaço interativo, então não deixem de preencher e me enviar. Agora, sem mais enrolação. Chega aqui, deixa eu contar umas coisinhas...



Desejo Concedido, Megan Maxwell
Na Inglaterra do século XIV, após a morte dos pais, a jovem lady Megan Phillips, de vinte anos, segue uma vida tranquila, focada na educação e na criação de seus dois irmãos mais novos. Para fugir de um casamento arranjado por sua tia, Megan e a irmã, Shelma, vão para o castelo de Dunstaffnage, na Escócia, onde vive seu avô Angus de Atholl, do clã McDougall. Anos depois, durante o casamento de um de seus primos, Megan – uma mulher aguerrida, pronta a empunhar uma espada pra defender sua família e que não se dobra por nada e nem por ninguém –, conhece o temido guerreiro de olhos verdes Duncan McRae – um homem acostumado a liderar exércitos, mas que nunca esteve preparado para enfrentar o gênio forte de uma mulher. O destino trama contra (ou a favor de) Megan, que, contra a sua vontade, acaba se casando com Duncan. Conseguirão os dois se entender e seguir a vida como um casal feliz? Ou viverão às turras, como se estivessem num campo de batalha?



Um carretel de linha azul, Anne Tyler
Os Whitshank são uma família comum, sem nada que os diferencie de qualquer outra de classe média de Baltimore, com pais que levam uma vidinha ordinária numa antiga casa com varanda e quatro filhos que de tempos em tempos vêm visitar.
Essa primeira impressão se desfaz com habilidade ao longo de Um carretel de linha azul, em que a escritora americana Anne Tyler constrói os personagens para em seguida desconstruir convicções que possam ter sido formadas sobre eles, explorando as imperfeições que existem do lado interno de uma fachada impecável.
Autora de sucessos como O turista acidental, adaptado ao cinema, e vencedora do Pulitzer por Lições de vida, Tyler conta, entre idas e vindas, a história de quatro gerações dos Whitshank, do início do século XX aos dias atuais, fazendo com que ao final o leitor conheça uma realidade inteiramente distinta daquela apresentada no início.



Cesareia, J. J. Benítez
Cavalo de Troia Vol. 5 
Em 1973, numa operação ultrassecreta chamada Cavalo de Troia, dois astronautas voltaram no tempo e presenciaram a Vida, Paixão, Morte, Ressurreição e “Ascensão” de Jesus de Nazaré. Nessa emocionante viagem, o leitor é transportado à Palestina do ano 30 e compartilha todos os riscos e os intrincados e incríveis acontecimentos, como testemunha ocular dessa grande aventura que envolve a verdadeira história do Mestre. Em Cavalo de Troia 5, J. J. Benítez segue a transcrição do Diário do Major da Força Aérea dos Estados Unidos. Jasão – o Major –, enterrado vivo, consegue libertar-se e retoma sua missão em Nazaré e depois ruma à Cesareia para reencontrar o governador romano Pôncio Pilatos. O objetivo é aprofundar-se na perturbada personalidade do carrasco de Jesus de Nazaré, o homem que julgou e mudou o rumo dos acontecimentos para sempre... E em sua terceira aparição na Galileia, o Mestre rememora sua mais importante mensagem: “Amai aos homens com o mesmo amor com que vos amei. E servi vossos semelhantes como eu os servi. Servi a eles com o exemplo... e ensinai os homens com os frutos espirituais de vossa vida. Ensinai-lhes a grande verdade... Levai-os a crer que o homem é um filho de Deus... um filho de Deus! O homem é um filho de Deus e todos, portanto, sois irmãos... Meu amor vos envolverá. Meu Espírito e minha Paz reinarão sobre vós. Que a paz seja convosco.”



Caça-fantasmas brasileiros, Rosa Maria Jaques e João Tocchetto de Oliveira
Dos mortos no massacre do Carandiru ao estilista e polemista Clodovil, são muitos os fantasmas que se comunicam com Rosa – e encontram a paz graças a suas palavras e orientação. Na companhia de seu marido, João Tocchetto de Oliveira, ela viaja o Brasil com a missão de resolver histórias de assombrações. Desde 1996 os dois são conhecidos como os caça-fantasmas brasileiros e solucionam casos sobrenaturais, sejam eles com entidades mal resolvidas, espíritos ou fantasmas. A dupla já contabiliza mais de seiscentos casos resolvidos e documentados. Neste livro, narram os principais deles. São histórias em manicômios, hospitais, cadeias, escolas e cemitérios, seja num casarão do bairro do Bixiga em São Paulo ou num presídio abandonado no Rio Grande do Sul.



Renato Russo: O Filho da Revolução, Carlos Marcelo
A mais completa biografia do vocalista da Legião Urbana ganha edição revista, atualizada e ampliada pelo autor. Escrita a partir de mais de cem entrevistas e de pesquisas realizadas ao longo de nove anos, Renato Russo – o filho da revolução narra, de forma fluente e minuciosa, a transformação do adolescente Renato Manfredini Junior no maior ídolo do rock brasileiro. A vivência intensa em Brasília sob a ditadura militar nos anos 1970 é reconstituída em detalhes neste best-seller lançado em 2009, presença constante na lista dos mais vendidos de não ficção daquele ano. Manuscritos com os planos ambiciosos do iniciante Renato e os rascunhos de sucessos como Tempo perdido e Eduardo & Monica também são reproduzidos com exclusividade, bem como as letras vetadas pela Censura Federal. Além dos depoimentos de integrantes da Legião, Capital Inicial, Plebe Rude, Paralamas e de outras bandas da era de ouro do rock nacional, a nova edição inclui capítulo inédito elaborado a partir de entrevistas com amigos e colegas, como Marisa Monte, que trabalharam e conviveram com Renato Russo no período final de sua vida, encerrada prematuramente aos 36 anos, em 11 de outubro de 1996. Lembranças e histórias do maior ídolo de sua geração e que, com a sua poética incisiva e lírica, continua a fascinar – e a emocionar – jovens de todas as idades.





O órfão de Hitler, Anne Tyler
Piotr Bruck era apenas um menino polonês quando os nazistas mataram seus pais e invadiram seu país. Seu destino parecia traçado: acabaria num orfanato e depois seria um trabalhador escravo. Mas seus olhos azuis, cabelo loiro, pele clara e estatura faziam dele um exemplo da raça pura, um modelo para a Juventude Hitlerista. Então, os alemães o entregaram a uma família nazista... O que seus olhos vivenciaram o transformaria para sempre. Afinal, ele deveria ou não lutar pela humanidade? De qual lado deveria estar? Uma escolha difícil que faz desse livro um romance arrebatador.






25 Verbos Para Construir a Sua Vida, Alberto Saraiva
Através de 25 verbos como conquistar, sonhar, confiar, persistir, Saraiva vai contando a sua vida desde os tempos em que sonhava ser médico, passando pelo dia que seu pai foi assassinado na porta de sua padaria e o filho teve que assumir o negócio para garantir o sustento da família. A cada verbo, ao lembrar a sua trajetória, Saraiva dá conselhos diretos para o leitor que não ficam só no campo profissional, mas passam também pela vida espiritual, emocional e física. O livro traz também uma série de frases inspiradoras que levantam a moral de qualquer um.



O milagre de Teresa, João Carlos Almeida
Madre Teresa de Calcutá é definida, na página oficial do Vaticano, como uma mulher “de pequena estatura, mas firme como uma rocha na sua fé”. Com seu 1,5 metro de altura, fez com que os maiores líderes do mundo se curvassem a ela, trajetória reconhecida com o Prêmio Nobel da Paz, em 1979. Falecida em 1997, a “santa das sarjetas” teve seu processo de beatificação acelerado pelo então papa João Paulo II, que a declarou “beata” em 2003. Faltava um milagre para que ela pudesse receber o mais alto grau de reconhecimento da Igreja Católica: a canonização. Isto aconteceu no Brasil. Foi no dia 9 de dezembro de 2008, na Baixada Santista. Um paciente com vários abscessos no cérebro e hidrocefalia acordou diante do médico que estava pronto para operá-lo. A cirurgia nunca aconteceu, e o paciente ficou completamente curado enquanto sua esposa rezava com fé ardente pedindo a intercessão de Madre Teresa de Calcutá. Após vários anos de estudo, a Igreja Católica reconheceu tratar-se de um verdadeiro milagre, que abriria as portas para a canonização da “santa dos pobres”. Neste livro, que possui Nihil Obstat – aprovação da Igreja Católica para publicações oficiais –, será possível conhecer a história do milagre e acompanhar os passos de uma verdadeira jornada de fé e esperança. O livro traz uma breve história de Madre Teresa, revela segredos por trás dos milagres, apresenta relatos pessoais e emocionantes dos envolvidos nestes processos e reúne as orações de Madre Teresa. 'O milagre de Teresa' é o grande lançamento da Igreja Católica após a publicação do livro do Papa Francisco, 'O nome de Deus é misericórdia' (também pela Editora Planeta).







Destino, liberdade e alma, Osho
Em Destino, liberdade e alma, primeiro livro da série - Osho - Questões Essenciais?, o autor aborda questionamentos profundos que vivem na mente de todos os seres humanos, tratando de dúvidas sobre alma, imortalidade, karma, destino, liberdade... Será que nossa vida tem um significado ou um propósito especial?
Baseada em palestras proferidas por Osho ao longo de sua vida, esta série lhe permitirá vivenciar a sabedoria dele diretamente da fonte.



Vencer apesar das dificuldades, Charles Swindoll
O ritmo da vida e suas exigências ficam cada vez mais intensos. E, para muitos, tempos difíceis trazem as crises. Este é um livro de encorajamento, esperança e liberdade, um convite à reflexão e ao entendimento para buscar soluções. Se você foi atingido por um golpe imprevisto ou se está percebendo a aproximação de nuvens agourentas no horizonte, provavelmente precisa de alguém para ajudar a superar as dificuldades. 'Vencer apensar das dificuldades' se apresenta como a ajuda perfeita para resolver qualquer problema. O autor dos best-sellers 'O poder da esperança' e 'Vivendo provérbios' propõe soluções para lidarmos com problemas como o casamento, dúvidas, preconceito, a dor e até mesmo a morte. Muitos problemas são imprevisíveis e fogem de nosso controle, porém a solução só depende de você.

- - - - -
Postagem válida para o TOP COMENTARISTA, Participe!
Valendo um exemplar de Três Coisas Sobre Você.

21 agosto 2016

Lançamento Agosto/2016 - Geração Editorial


A Guerra da Água, Harald Welzer
Este livro impressionante e devastador nos informa que neste século XXI os homens não vão mais entrar em guerra, matar e morrer só por causa da economia, da religião e dos conflitos racionais, mas também em conseqüência das mudanças climáticas que podem tornar imensas áreas no planeta inúteis para a sobrevivência. Os espaços vitais disponíveis encolherão e provocarão conflitos armados permanentes. As guerras civis, os poderosos fluxos de refugiados e as injustiças atuais se aprofundarão. Ondas de refugiados climáticos e fugitivos do terrorismo vagarão às cegas pelo planeta. Harald Welzer nos aponta um cenário apocalíptico e adverte: o que estamos fazendo para conter o terror que se avizinha?

- - - - -
Postagem válida para o TOP COMENTARISTA, Participe!
Valendo um exemplar de Três Coisas Sobre Você.

19 agosto 2016

Resenha - PAX, Sara Pennypacker



Livro: Pax
Autor(a): Sara Pennypacker
Editora: Intrínseca
Páginas: 333
Adquira: Saraiva | Submarino | Travessa | Americanas | Livraria Cultura
Livro cedido através da parceria com a editora
Peter e sua raposa são inseparáveis desde que ele a resgatou, órfã, ainda filhote. Um dia, o inimaginável acontece: o pai do menino vai servir na guerra, e o obriga a devolver Pax à natureza. Ao chegar à distante casa do avô, onde passará a morar, Peter reconhece que não está onde deveria: seu verdadeiro lugar é ao lado de Pax. Movido por amor, lealdade e culpa, ele parte em uma jornada solitária de quase quinhentos quilômetros para reencontrar sua raposa, apesar da guerra que se aproxima. Enquanto isso, mesmo sem desistir de esperar por seu menino, Pax embarca em suas próprias aventuras e descobertas. Alternando perspectivas para mostrar os caminhos paralelos dos dois personagens centrais, Pax expõe o desenvolvimento do menino em sua tentativa de enfrentar a ferocidade herdada pelo pai, enquanto a raposa, domesticada, segue o caminho contrário, de explorar sua natureza selvagem. Um romance atemporal e para todas as idades, que aborda relações familiares, a relação do homem com o ambiente e os perigos que carregamos dentro de nós mesmos. Pax emociona o leitor desde a primeira página. Um mundo repleto de sentimentos em que natureza e humanidade se encontram numa história que celebra a lealdade e o amor.


Peter e Pax eram amigos inseparáveis e compartilhavam da mais pura relação de amor e cumplicidade existente entre um ser humano e um animal. Desde que perdera a mãe a cinco anos atrás, o menino encontrou no bichinho de estimação a companhia de que necessitava. Afinal pouco podia contar com o pai para lhe dar mais do que sustento e uma casa para morar.

18 agosto 2016

Especial PAX - Por dentro do Livro

Ei pessoal, tudo bem com vocês? Espero que sim! Hoje é quinta-feira e nossa semana especial sobre Pax está quase chegando ao fim, porém antes de finalizarmos nosso bate papo sobre esse livro amorzinho que vem sendo sucesso entre muitos leitores, vou mostrar mais sobre a diagramação do livro que está maravilhosa, acompanhe!


Com capa dura, folhas amareladas e diversas figuras que complementam a leitura. Pax além de possuir uma história envolvente e cativante, também possui uma bela diagramação e lindas imagens que remetem o leitor a história da raposa e seu menino.












Então, o que acharam da diagramação de Pax? Eu estou completamente apaixonada pelo capricho da Editora Intrínseca, a edição física está simplesmente sensacional. Para quem ainda não decidiu se irá ler Pax, fiquem calmos, ainda teremos resenha desse livro lindo amanhã, espero que curtam.

- - - - -
Postagem válida para o TOP COMENTARISTA, Participe!
Valendo um exemplar de Três Coisas Sobre Você.

Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥