10 julho 2020

Resenha - Verity, Colleen Hoover


Livro: Verity
Autor(a): Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Páginas: 320
Adquira: Amazon | Submarino | Livraria Cultura
Livro cedido através da parceria com a editora

O amor é capaz de superar a pior das verdades?
Verity Crawford é a autora best-seller por trás de uma série de sucesso. Ela está no auge de sua carreira, aclamada pela crítica e pelo público, no entanto, um súbito e terrível acidente acaba interrompendo suas atividades, deixando-a sem condições de concluir a história... E é nessa complexa circunstância que surge Lowen Ashleigh, uma escritora à beira da falência convidada a escrever, sob um pseudônimo, os três livros restantes da já consolidada série. Para que consiga entender melhor o processo criativo de Verity com relação aos livros publicados e, ainda, tentar descobrir seus possíveis planos para os próximos, Lowen decide passar alguns dias na casa dos Crawford, imersa no caótico escritório de Verity – e, lá, encontra uma espécie de autobiografia onde a escritora narra os fatos acontecidos desde o dia em que conhece Jeremy, seu marido, até os instantes imediatamente anteriores a seu acidente – incluindo sua perspectiva sobre as tragédias ocorridas às filhas do casal. Quanto mais o tempo passa, mais Lowen se percebe envolvida em uma confusa rede de mentiras e segredos, e, lentamente, adquire sua própria posição no jogo psicológico que rodeia aquela casa. Emocional e fisicamente atraída por Jeremy, ela precisa decidir: expor uma versão que nem ele conhece sobre a própria esposa ou manter o sigilo dos escritos de Verity?

Verity Crawford é autora best-seller de uma série de suspense. Seus livros, escritos pela perspectiva do vilão, são aclamados pela crítica e pelo público, que anseiam por cada lançamento. Até que, uma tragédia a impossibilita de continuar escrevendo.

Por questões contratuais, a editora sugere que uma nova autora, com experiência no gênero, concluia a história sob um pseudônimo. E é Lowen Ashleigh, uma autora quase falida a escolhida para escrever a sequência desse fenômeno literário.

25 junho 2020

Resenha - Feitos de Sol, Vinícius Grossos


Livro: Feitos de Sol
Autor(a): Vinícius Grossos
Editora: Faro
Páginas: 256
Adquira: Amazon | Submarino | Shoptime
Livro cedido através da parceria com a editora

E se você soubesse que o mundo está prestes a acabar, qual seria o último momento que você gostaria de guardar para sempre? E se fosse sua última chance de seguir seu coração e descobrir um mundo novo de possibilidades? E se você encontrasse o verdadeiro amor prestes a enfrentar o bug do Milênio? Essas eram algumas das dúvidas que Cícero tinha em mente, no auge de seus 15 anos e prestes a vivenciar a virada dos anos 2000. Mas tudo isso mudou no instante em que Vicente atravessou o seu caminho e colocou tudo de pernas para o ar. A Faro Editorial lança em julho “Feitos de Sol”, o novo romance de Vinicius Grossos, um dos mais amados autores nacionais de YA. Vinícius incluiu nesta obra cenas que ele próprio viveu: a luta por aceitação em um lar religioso e o medo do fim do mundo. Neste romance, vamos acompanhar os planos finais de dois meninos que viram suas vidas se entrelaçarem quando um grande desastre estava prestes a acontecer. Vicente, um jovem reprimido por uma família extremamente religiosa e conservadora. Cícero, um garoto criado apenas pela mãe com muito carinho, mas com enormes dúvidas quanto ao seu papel no mundo. Unidos pelo destino em busca da última edição de uma revista da qual eram fãs, Vicente e Cícero vão descobrir o valor da amizade e do primeiro amor, o peso do ódio e do preconceito, e meio a momentos inesquecíveis em uma das décadas mais fantásticas: os anos 90. Um a história delicada e divertida sobre o primeiro amor e suas consequências.


Aos quinze anos, Cicero não tem muitas preocupações. Sua mãe é sua melhor amiga e a relação deles é a melhor que qualquer um poderia desejar. Sua amizade com Karol - uma amizade com benefícios, por assim dizer - segue fluindo normalmente e sua série de quadrinhos favorita, Under Hero, está prestes a lançar o seu volume final.

O ano é 1999 e Cícero acredita que o Bug do Milênio está prestes a acontecer, com a virada para o ano 2000. O garoto tem a certeza de que isso trará o fim do mundo, já que os computadores não entenderão a nova data e dispararão todos os mísseis existentes, destruindo tudo ao seu alcance.

22 junho 2020

Resenha - Black Hammer: Era da Destruição II, Jeff Lemire


Livro: Era da Destruição - parte II (#04)
Autor(a): Jeff Lemire
Editora: Intrínseca
Páginas: 192
Adquira: Amazon | Submarino | Cultura | Americanas
Livro cedido através da parceria com a editora


Criada por Jeff Lemire e Dean Ormston, a premiada série Black Hammer conquistou o público e a crítica ao unir elementos de grandes clássicos dos quadrinhos, tramas únicas e personagens complexos. Sucesso inquestionável, agora a intensa jornada se encaminha para o desfecho, quando finalmente vamos descobrir o que aconteceu com os maiores heróis de Spiral City.






Dez anos atrás, quando salvaram Spiral City das ameaças do ANTIDEUS, Abraham Slam, Menina de Ouro, Barbalien, Joseph Weber e Madame Libélula foram considerados mortos. Os corpos, jamais foram encontrados, o que levou a crer que se desintegraram durante a batalha. Mas a verdade, é que nossos heróis foram misteriosamente transportados para um mundo prisão, onde por anos precisaram esconder a própria identidade até encontrar uma maneira de retornar.

No terceiro volume da série, a verdade relacionada ao mundo prisão é revelada, trazendo consigo segredos dolorosos para nossos ex-heróis. Agora, eles querem uma nova chance de retornar a antiga vida e enfrentar o ANTIDEUS. No entanto, alguns desejos podem colocar em perigo o equilíbrio do mundo. Estariam eles dispostos a correr o risco?

E chega ao fim a jornada de nossos heróis! Quando descobri que esse era o último volume de Black Hammer, comecei a leitura tomada de emoções. Afinal, ao mesmo tempo em que ansiava por conhecer o desfecho para esses personagens, não queria me despedir. E talvez tenha sido esse o motivo da minha surpresa quando me vi tão perdida ao iniciar essa HQ, que imaginei que traria todas as respostas que eu aguardava, contudo, o autor seguiu por um caminho inesperado, nos mostrando uma nova realidade alternativa para nossos personagens. Escolha essa que me deu a sensação de permanecermos dando voltas na história, sem sair do lugar.

E eu não estava enganada! Quando todas as informações se conectam, nossos heróis são colocados à prova mais uma vez, frente a uma escolha que influenciará suas vidas e o destino de Spiral City. Depois de dez anos vivendo uma ilusão, qual será a melhor escolha?

Terminei essa leitura com a sensação de: eles mereciam mais, no entanto, após dias absorvendo todas as opções que Lemire nos apresenta durante esses quatro volumes, percebi que não havia alternativas e que a história criada pelo autor ia muito além de merecimento e compreensão.

Com muito suspense, ação e mistério, o autor construiu uma história de heróis que deixarão saudade, e inseriu em seu enredo elementos como altruísmo, amizade, amor e família.


17 junho 2020

10 Distopias Que Você Precisa Conhecer

Eu sempre falo que sou bem eclética quando falo de livros, mas se tem um gênero que sou apaixonada, é a Distopia. Primeiramente por trazer assuntos que esbarram tanto na nossa própria realidade como sociedade, mas também por inserir fantasia para tratar de pautas tão importantes e que precisam ser refletidas e analisadas.

Nos últimos meses, tem sido um hábito constante responder mensagens relacionadas a essa temática, e é por isso que foi um prazer quando a mybest Brasil mais uma vez me convidou para falar dos meus 10 livros distópicos favoritos.

Alguns títulos como Ceifador e Estilhaça-me são óbvios nessa seleção, no entanto, tentei diversificar e trazer livros que falei poucas vezes por aqui, mas que certamente tem todos os ingredientes para encantá-los.

Para conferir minhas indicações e o artigo completo, basta clicar aqui. 


10 junho 2020

Resenha - O Melhor Que Podíamos Fazer, Thi Bui


Livro: O Melhor Que Podíamos Fazer
Autor(a): Thi Bui
Editora: Nemo
Páginas: 136
Adquira: Amazon | Submarino | Cultura | Americanas
Livro cedido através da parceria com a editora

Esta é uma história sobre a busca por um futuro melhor e saudosismo pelo passado. Explorando a angústia da imigração e os efeitos duradouros que o deslocamento tem sobre uma criança, Bui documenta a difícil fuga de sua família após a queda do Vietnã do Sul, na década de 1970, e as dificuldades que enfrentaram para construir uma nova realidade. O melhor que podíamos fazer traz à vida a jornada de Thi Bui em busca de compreensão e fornece inspiração a todos aqueles que anseiam por um futuro melhor enquanto recordam o passado de privações.




Já faziam alguns anos que "O melhor que podíamos fazer" estava na minha lista de desejados. Os elogios eram unânimes a cada resenha lida, mas nada me preparou para a profundidade e delicadeza que encontraria nas páginas dessa graphic novel autobiográfica.

04 junho 2020

Resenha - A Prometida, Kiera Cass


Livro: A Prometida (#1)
Autor(a): Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 344
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora

A autora da série best-seller A Seleção está de volta com um novo universo apaixonante! Quando o rei Jameson se declara para a Lady Hollis Brite, ela fica radiante. Afinal, a jovem cresceu no castelo de Keresken, competindo com as outras damas da nobreza pela atenção do rei, e agora finalmente poderá provar seu valor. Cheia de ideias e opiniões, logo Hollis percebe que, por mais que os sentimentos de Jameson sejam verdadeiros, estar ao seu lado a transformaria num simples enfeite. Tudo fica ainda mais confuso quando ela conhece Silas, um estrangeiro que parece enxergá-la ― e aceitá-la ― como realmente é. Só que seguir seu coração significaria decepcionar todos à sua volta…
Hollis está diante de uma encruzilhada ― qual caminho levará ao seu final feliz?



Enquanto provoca sorrisos em Jameson, Lady Hollis também desperta sentimentos controversos pelo castelo de Keresken. Outras meninas na corte lhe invejam, algumas famílias começam a sussurrar sobre admirá-la e um comissário do rei sente confiança o suficiente nela para lhe pedir um favor político. O elemento desconhecido na estratégia de Dalia e Hollis se chamava Silas Eastoffe, um estrangeiro que havia acabado de ganhar asilo no castelo, após fugir - juntamente com sua família - do sombrio reino de Isolte.

30 maio 2020

Resenha - Disputa Irresistível, Vi Keeland


Livro: Disputa Irresistível
Autor(a): Vi Keeland
Editora: Essência
Páginas: 136
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora

Bennett Fox entrou na minha vida em uma manhã infernal de segunda-feira. Eu estava atrasada para o primeiro dia em meu novo emprego: um trabalho pelo qual eu teria que batalhar, por causa de uma inesperada fusão. Enquanto carregava meus pertences para o meu novo escritório, recebi uma intimação para comparecer ao estacionamento. A policial de trânsito tinha multado uma longa fila de carros - exceto pelo Audi estacionado na minha frente, que por acaso era da mesma marca e modelo do meu. Irritada, decidi presenteá-lo com minha multa. Provavelmente o dono pagaria sem nem se questionar. Porém, acidentalmente, quebrei o limpador de para-brisa enquanto deslizava o bilhete para a janela do carro. As coisas só começaram a melhorar quando encontrei um homem lindo no elevador. Tivemos um desses breves momentos que só acontecem nos filmes. Você sabe do que eu estou falando... Seu corpo se acende, fogos de artifício explodem e o ar ao seu redor crepita com eletricidade. Talvez o novo trabalho não fosse tão ruim assim. Ou pelo menos foi o que eu pensei, até eu entrar no escritório do meu novo chefe e conhecer meu concorrente. O homem do elevador era agora meu inimigo. Seu olhar não tinha sido por causa de qualquer atração mútua. Foi porque ele me viu vandalizar seu carro. E agora ele não podia esperar para aniquilar sua rival.

Deve ter uma maneira melhor de começar um dia de trabalho, que não envolva ter o carro vandalizado por um desconhecido ou ganhar uma multa de estacionamento que não é sua. Talvez, não chegar atrasado para uma reunião com o chefe, onde seria apresentado ao adversário pela vaga de Diretor Criativo da nova empresa fosse o ideal. Mas se Annalise O’Neil pudesse escolher uma única coisa para mudar naquela manhã, seria que os desconhecidos continuassem anônimos.

A fusão de duas empresas sempre tem um início caótico. Para Annalise e Bennet Fox, a boa notícia é que nenhum deles perderia o emprego. A ruim, é que um dos dois precisaria se mudar para o Texas. A dinâmica proposta pela diretoria é simples. Cada um irá apresentar seu plano de marketing para três potenciais clientes, quem for escolhido mais vezes, fica na cidade.

Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥