10 janeiro 2018

Resenha - Só Escute, Sarah Dessen


Livro: Só Escute
Autor(a): Sarah Dessen
Editora: Seguinte
Páginas: 352
Adquira: Submarino | Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Para encarar a verdade, você precisa estar disposta a ouvi-la. Ano passado, Annabel era a típica “garota que tem tudo” — inclusive era esse o papel que interpretava no comercial de uma loja de departamentos da cidade. Este ano, porém, ela é a garota que não tem nada: não tem mais a amizade de Sophie; não tem uma família feliz desde a descoberta do distúrbio alimentar de uma de suas irmãs; e não tem ninguém com quem passar a hora do almoço na escola. Até conhecer Owen Armstrong. Alto, misterioso e obcecado por música, Owen é um garoto que vivia se metendo em brigas, mas agora está tentando mudar. Um de seus novos lemas é sempre falar a verdade, não importa qual seja, e jamais guardar ressentimentos. Será que com a ajuda desse amigo inesperado Annabel vai conseguir encarar a verdade e enfrentar o que aconteceu na noite em que brigou com Sophie?



Annabel Greene é conhecida como a garota que tem tudo, ela cresceu na carreira de modelo, tem duas irmãs, também modelos, pais presentes e uma linda casa de vidro. Porém nem tudo é perfeito como se vê pelo lado de fora. A família de Annabel passa por diversos problemas complicados, como por exemplo, a depressão de sua mãe e depois disso o distúrbio alimentar da sua irmã do meio, Whitney. Após o começo de um ano difícil para Annabel, o qual ela briga com sua melhor amiga e guarda um grande segredo, ela passa de popular para a rejeitada do colégio, e se vê completamente sozinha. Durante esse momento difícil ela conhece Owen que também não é um dos mais admirados já que no ano anterior socou um jovem no estacionamento e foi preso. Annabel e Owen começam uma estranha amizade e através do jeito sincero de Owen, ela conheça a questionar o quanto tem sido verdadeira com os outros e com ela mesma.


Eu estava começando a perceber que o desconhecido nem sempre era o que mais deveríamos temer. As pessoas que nos conhecem melhor podem ser mais perigosas, porque suas palavras e seus pensamentos podem não apenas ser assustadores, mas verdadeiros.

Annabel é nossa protagonista e caçula das três irmãs. Kristen a mais velha é a que fala tudo o que pensa, Whitney por sua vez é a séria e mais fria e Annabel é a gentil. Apesar de Annabel ser a personagem de destaque, o livro não foca apenas nela e em seus problemas, mas também no ambiente familiar e nas atitudes que podem afetar outras pessoas que vivem ao nosso redor. Como sua família vive tantos momentos difíceis por causa da anorexia de Whitney, Annabel acaba guardando segredos e sentimentos para evitar que o fardo de seus pais se torne ainda pior. E esse segredo a corrói a cada dia, porém ela prefere ignora-lo e evitar conflitos a qualquer custo. A postura sem atitude de Annabel incomoda em vários momentos, ela é forte, mas não é uma personagem segura de si, até mesmo quando precisam de uma resposta, de uma ajuda na qual ela se sinta um pouco amedrontada, a menina se fecha por completo.

Já eu ficava em algum lugar no meio do caminho entre minhas irmãs e suas personalidades fortes. Era a personificação da imensa zona cinzenta que as separava. Não era a corajosa e franca nem silenciosa e calculista. Não sabia como as pessoas me viam ou o que vinham à cabeça delas ao ouvir meu nome. Era só Annabel.


Owen é um personagem de suma importância nessa história, ele é obcecado pelos tipos mais loucos de músicas e tem a politica de ser sincero 100% das vezes: não quer saber a verdade, então nem pergunte. Sua amizade com Annabel à torna alguém melhor, e a faz se soltar e liberar sentimentos e pensamentos que antes ela guardaria por medo de magoar o próximo. Claro que há um romance entre os dois, porém ele acontece tão lentamente, com tantos outros temas relevantes em volta, que achei que nem fosse acontecer mais, porque não se espera ansiosamente por ele, há tantas coisas importantes e que precisam se resolvidas, assuntos inacabados entre os personagens que ficamos envolvidos de uma forma que apesar do romance, a amizade e apoio de Owen se torna mais importante.

Quer dizer, no mínimo você deveria dizer a verdade a si mesma. Se não confia em si mesma, em quem vai confiar? Entende?

Concluindo, Só Escute é um livro maravilhoso, e me envolveu de uma forma que desde o primeiro capitulo eu já ansiava pelos próximos. Sarah Dessen mais uma vez me conquistou com sua trama bem desenvolvida e sua escrita leve e fluída. A história é completamente envolvente, os personagens são reais, e conseguimos nos identificar com suas atitudes e suas dificuldades. E isso é um ponto muito importante. Acho incrível quando um autor possui tamanha sensibilidade em abordar temas difíceis, de uma forma tão atual. Leitura mais do que indicada.

Só estou fazendo o melhor que posso, considerando as circunstâncias

Não pense nem julgue. Só escute


- - - - -
Postagem válida para o TOP COMENTARISTA, Participe!
Valendo um exemplar de Lady Whistledown Contra-Ataca.

7 comentários

  1. Oii Glaucia, amei a sua resenha e fiquei hiper curiosa para ler esse livro.. <3

    ResponderExcluir
  2. Oi, Glaucia.

    Deve ter sido muito duro para a Annabel ser julgada cruelmente por todos e por sua amiga, Sophie, mesmo que sendo uma consequência de sua escolha própria, por não querer revelar seu segredo. E ainda passar, em casa, por um difícil dilema.

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li nem um livro da autora Sarah Dessen, achei interessante que o livro não foca apenas na personagem destaque e nos problemas dela, mas também no ambiente familiar e nas atitudes que podem afetar outras pessoas que vivem ao nosso redor, que bom que a amizade de Annabel com Owen ajuda a tornar ela alguém melhor, pela sua resenha este livro parece ser muito bom, pretendo ler Só Escute em breve.

    ResponderExcluir
  4. Oi Glaucia.
    Esse foi o único livro que li da Sarah Dessen até o momento e eu AMEI esse livro.
    Ele passa uma mensagem tão bonita, com personagens palpáveis que poderiam ser nossos amigos ou vizinhos. Ao mesmo tempo em que nos abre os olhos para prestar mais atenção ao que acontece ao nosso redor e escutar.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi Glaucia
    Não conheço a escrita da autora ainda, mas sei que seus livros são um sucesso, não é atoa, a autora trata de temas tão importante e é ótimo que atinja um público juvenil.
    Lendo a resenha acho que consigo entender um pouco o que a personagem passa, quantas vezes não escondemos algo por medo não é? Fiquei bem curiosa pra saber o que aconteceu com ela e o namorado da Sophie (já sei que tem algo envolvido com isso), deve ter sido bem ruim já que mesmo a prejudicando ela esconde. Espero ter a oportunidade de ler!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Gláucia!
    Os livros da autora sempre trazem grandes reflexões para o cotidiano de nossa realidade, talvez porque aborde problemas tão reais que as personagens e enredo tornam-se críveis de forma incontestável.
    E tem um pouquinho de tudo, inclusive de música, deve ser um ótimo livro.
    Desejo uma semana mais que abençoada e Novo Ano repleto de realizações!!
    “Meta para o Ano Novo? Ser feliz!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir


Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥