15 outubro 2015

Resenha - Paris do Oriente, Belinda Alexandra


Livro: Paris do Oriente
Autor(a): Belinda Alexandra
Editora: Fundamento
Páginas: 446
Adquira: SaraivaLivraria da Travessa | Buscapé
Livro cedido através da parceria com a editora
Em um bairro da cidade chinesa de Harbin, um refugio para famílias russas que fugiram da Revolução Comunista, Alina Koslova tem que tomar uma decisão importantíssima se quiser que sua única filha, Anya, sobreviva. São os últimos dias da Segunda Guerra Mundial e a situação da cidade é tensa. Mãe e filha se veem tragicamente separadas: Anya com apenas 13 anos, vai para Xangai, enquanto Alina é levada de volta para a Rússia. Para Anya o que poderia ser a salvação acaba se tornando o início de uma montanha-russa de descobertas, emoções, tragédias e mudanças intensas, quase inacreditáveis. Entre alegrias, tristezas, uma paixão avassaladora, fugas e recomeços, a única coisa que não muda em Anya ao longo dos anos é a certeza de que um dia ela e sua mãe vão se reencontrar. Paris do oriente é uma saga rica sobre as transformações do mundo no século XX e uma celebração do amor e da esperança, sobre a incerteza e a distância. Apaixone-se por este livro comovente e poderoso!

Mais do que um romance, Paris do Oriente nos apresenta momentos históricos que não estamos acostumados a encontrar em livros. Até a abordagem da Segunda Guerra Mundial se dá por um ângulo completamente diferente.

Alina Koslova e sua filha Anya são russas, mas há algum tempo estão instaladas na cidade chinesa de Harbin. A revolução que acontecia em seu país de origem afugentou muitos compatriotas e todos pareceram fugir para o mesmo local em busca de um recomeço. Mas ainda era cedo para isso, já que na China também estava travando suas batalhas.

Ao final da Segunda Guerra Mundial, os japoneses que tentavam dominar a China foram expulsos e os conflitos internos recomeçaram, mas dessa vez tendo o apoio comunista. Quando os russos tomaram a cidade chinesa que servia de refúgio para milhares dos seus, eles se veem obrigados a voltar para casa ou continuar fugindo pelo mundo. Porém Alina queria um futuro melhor para sua pequena Anya, que tinha apenas treze anos. Mãe e filha se encontram pela última vez em uma plataforma de trem, mas a menina é resgatada e levada para Xangai. Era sua chance de um futuro melhor!

A história acompanha Anya e a retrata a montanha russa na qual sua vida se transformou após a separação. Ela amadureceu no decorrer da história, se transformando em uma mulher forte e corajosa, que nunca fraquejou no propósito de reencontrar a mãe. Sua persistência é resultado do forte elo que elas criaram e esse, sem dúvida, foi um dos pontos que mais me emocionou. Outro ponto forte foram as pessoas incríveis que surgiram ao longo de sua jornada. Eles acrescentaram muito a composição da história, deixando-a ainda mais interessante. Deixarei para vocês o prazer de conhecê-los, só digo que Dimitri não era merecedor da compaixão de Anya.

A escrita de Belinda é ótima. Ela é detalhista e a ambientação me fez viajar por aquelas culturas que são tão diferentes das que conheço. Meu único porém é que a história se alongou demais. Algumas partes poderiam ser retiradas sem prejuízo a história, e pelo contrário, a deixaria um pouco mais dinâmica. A edição está belíssima e também não esperava algo diferente da Editora Fundamento. A fonte é confortável, assim como as margens e espaçamentos. Há vários ornamentos pelo livro e essa capa é de tirar o fôlego. Te todas as edições que vi, a brasileira é a mais bonita!

Esse é um livro que merece ser lido, principalmente por quem gosta de livros com ambientações históricas. Quem tiver o coração mole, como o eu, pode se preparar porque os olhos marejados serão inevitáveis.

12 comentários

  1. Parceria ? http://bibliotecaresytonline2.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oláá
    Sua resenha está ótima e que capa mais graça, adorei, mas o gênero não chama minha atenção, mesmo assim, boa dica.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiii!

    Eu não li nenhum livro da editora e adoraria conhecer o trabalho deles, tooodas as resenhas são super positivas.
    Lendo sua resenha fui ficando com a sensação de um drama muito bonito e bem emocionante - sim, tenho o coração fraco como vc hahaha - mas não sou tão fã de livros com cenarios históricos. O que eu acho legal é o poder que temos de "viajar" para o local. Fico feliz que mesmo tendo partes desnecessarias a obra foi proveitosa :D


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro e sua resenha é tão simples e cheia de sentimento, conseguiu transmitir o que vc leu e por isso, me deixou extremamente curiosa, vou atras para poder adquiri-lo
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Dreh, tudo bem?

    Adoro escritas detalhistas. A premissa do livro parece interessante e é bom o fato da personagem ter os seus altos e baixos depois da separação. Pena que o livro se alongou demais, mas ainda assim foi uma leitura proveitosa.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Andressa, sua linda, tudo bem
    Quando você falou que elas foram separadas, eu já fiquei com os olhos cheios d'água, e tentei visualizar a cena, principalmente com esse cenário. Eu sempre adorei história e já perdi a conta de quantos filmes sobre guerra eu já vi, esse momento específico mexe muito comigo. Tenho certeza que irei me emocionar com a história delas. Não conhecia o livro, mas não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima!!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Andressa confesso que não conhecia o livro e se fosse julgar pela capa jamais imaginaria seu contexto, principalmente histórico. Parece que a autora fez uma boa pesquisa sobre os fatos históricos para construção de seu texto, mas infelizmente exagerou em algumas partes deixando a narrativa um pouco cansativa como você destacou. Isso é uma pena.
    Mas o importante é que você apreciou a leitura e tirou algumas mensagens para sua vida, isso é o que vale. Além disso você escreveu um ótimo texto, para que pessoas como eu, que desconheciam, possam conhecer um pouco do enredo antes de decidir ler ou não.
    Amei a sugestão de leitura, mesmo não sendo muito o que procuro no momento.

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  8. Olá! A capa é linda e a premissa também! Fiquei imaginando a dor da separação delas, nossa...deve ter sido horrível! Fiquei curiosa para ler este livro, mesmo sendo uma história longa, acho que vale a pena ser lida! Beijos!

    http://www.livrosepergaminhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi!!
    Curti!! Nas minhas últimas leituras peguei uns livros assim e gostei bastante. Esse realmente parece ter uma carga emocional um tantinho pesada, junto do fator histórico. As guerras sempre são algo duro de se encarar.. Mas quando vejo histórias assim e ainda nos vejo sendo tocados por elas lembro de algo dito em A menina que contava histórias: não adianta contar os horrores, mesmo contando, eles vivem se repetindo. Não aqui desse jeito, mas longe dos nossos olhos, de vez em quando na televisão.. Ler histórias assim é bom para nos lembrarmos dessa dureza da realidade.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?

    Sempre gosto quando alguns fatos históricos são abordados de forma diferente nos livros, mas infelizmente o gênero dessa obra não faz meu estilo. Também não gostei de saber que a autora deu uma enrolada e que parte do texto poderia ser cortado sem prejuízo, penso que alguns autores querem escrever coisas desnecessárias só para dar página, e isso não é legal. Vou deixar essa dica passar.

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Andressa, tudo bom?
    Gosto de fatores históricos ligados a uma história e achei a ambientação interessante. Não é um livro que eu leria de cara, mas até que curti a proposta da narrativa.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá Andressa, que surpresa esse livro, adoro esses dramas históricos e a história já fez pensar no cenário que ele ocorre, gosto quando o personagem amadurece ao longo da história e sua determinação, são ingredientes que deixa a leitura muito dinâmica.
    Bjkas

    ResponderExcluir


Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥