09 janeiro 2022

Resenha - Sira, María Dueñas



Livro: Sira (Sira #2)
Autor(a): María Dueñas
Editora: Planeta
Páginas: 480
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora

"Em Sira, María Dueñas traz de volta essa personagem que cativou milhões de leitores no mundo, e ela retorna não mais como uma costureira inocente, mas sim com a força inabalável de uma mulher que fará o que for preciso para atingir seus objetivos. Depois dos horrores da Segunda Guerra, o mundo começa a se reerguer lentamente. Sira, depois de concluir suas funções como colaboradora do Serviço Secreto Britânico, só consegue pensar em uma coisa: paz. Mas nem tudo é tão simples.
Um trágico acontecimento colocará os planos de Sira em xeque, e, mais uma vez, ela terá que tomar as rédeas de seu próprio destino e buscar em si a coragem e as forças para seguir lutando. Entre perdas e reencontros, participando de momentos históricos em lugares como Jerusalém, Londres, Madri e Tánger, Sira Bonnard – antes conhecida como Arish Agoriuq e Sira Quiroga – irá correr riscos inimagináveis, a fim de garantir um futuro tranquilo para seu filho. "

Quando ouvimos os ditados como “o mundo é pequeno” ou “o mundo dá voltas” não os imaginamos em sentido literal, não é mesmo? Em Sira, obra homônima à protagonista conhecida outrora em “O tempo entre costuras“, podemos até mesmo vibrar com algumas reviravoltas que o mundo e o tempo dão. O momento certo chega e cobra seu preço!

Sira Quiroga, uma distinta e simplória ajudante de costureira torna-se dona de ateliês de alta costura tendo como clientes esposas de oficiais alemães durante a guerra. É claro que entre linhas, pespontos, tecidos e máquinas há algo muito além que o simples fato de coser peças esplendorosas. De Madrid a Tetuán, Tânger, Londres e Palestina nossa personagem passa por peripécias e intempéries as quais a torna uma mulher segura de si e capaz de lutar com unhas e dentes por aquilo que lhe é mais precioso.

Alguma vez, por acaso, chegou a pensar ou quiçá imaginar por quantas vezes uma mulher consegue e pode se reinventar?? Te digo sem medo de errar: inúmeras vezes!! Tantas quantas forem necessárias; tantas mais ainda quando outras vidas dependem dela. No caso de Sira, a costureira chega até a espiã do Serviço Secreto Britânico, sem contar outras coisitas que acontecem até o fim desse segundo volume.

Amizades sinceras, mesmo à distância, são sua âncora em meio ao turbilhão de acontecimentos desastrosos e dolorosos. Sira Quiroga, Arish Agoriuq, Sira Bonnard, Arish Bonnard são nomes e personalidades adotadas por nossa protagonista para realizar as missões que a ela foram impostas. Saber que tinha para onde voltar e com quem contar tornaram sua jornada laboriosa um pouco menos solitária. Coragem e pensamento assertivo também foram suas marcas e fizeram de Sira a mulher forte, aguerrida e destemida na qual se tornou.

Não foi muito fácil essa leitura não; por vezes tornou-se enfadonha devido à quantidade de descrição de cenários, personagens e afins; capítulos extensos, além de o design das páginas não serem atrativos, mas ao atingir por volta de 70% fiquei doida pra saber o desenrolar da história e fiquei grata com o desfecho.





Nenhum comentário

Postar um comentário


Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥