12 julho 2017

Resenha - Os Mistérios de Sir Richard, Julia Quinn


Livro: Os Mistérios de Sir Richard (Quarteto Smyth-Smith #4)
Autor(a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Adquira: Saraiva | Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Sir Richard Kenworth tem menos de um mês para encontrar uma esposa… Por isso sabe que não pode ser muito exigente. Mas, quando vê Iris Smythe-Smith ao violoncelo no tradicionalmente desafinado recital de sua família, pensa que o destino trabalhou a seu favor. Ela é o tipo de garota que não atrai muitos olhares, porém algo o faz ter certeza de que é a escolha perfeita. Iris Smythe-Smith já se acostumou a ser subestimada… Com seu cabelo muito claro, a pele alva e o jeito discreto, ela quase sempre passa despercebida, ainda que seja a única do Quarteto Smythe-Smith que realmente sabe tocar um instrumento – não que alguém consiga escutá-la em meio à cacofonia dos concertos. Por isso, quando o charmoso Richard Kenworthy pede para ser apresentado a ela, Iris fica envaidecida, mas também desconfiada. E quando o pedido de casamento dele se transforma numa situação comprometedora, Iris tem a sensação de que ele está escondendo algo… ainda que Richard pareça mesmo apaixonado e que o coração dela esteja implorando para que diga sim.


ESSA RESENHA NÃO POSSUI SPOILER DOS LIVROS ANTERIORES.
LEIA A RESENHA DE SIMPLESMENTE O PARAÍSOUMA NOITE COMO ESTAA SOMA DE TODOS OS BEIJOS.


Os Mistérios de Sir Richard é o quarto e último volume da série Smyth-Smity escrito pela autora Julia Quinn lançado no Brasil pela Editora Arqueiro. Depois de acompanharmos o desfecho das histórias de amor de Honoria, Daniel e Sarah que protagonizaram os livros antecessores, chegou o momento de encontrarmos um final feliz também para Iris, a integrante do quarteto que pouco chama a atenção devido a sua palidez ou “falta de cor” como diz sua irmã, embora seja a única prima que realmente saiba tocar um instrumento musical.

Depois de muito tempo afastado da sociedade londrina, Sir Richard Kenworthy retorna no período do recital anual acompanhado do amigo Winston Bevelstoke em busca de uma esposa, ele precisa encontrar uma noiva imediatamente e talvez o concerto das Smyth-Smith seja o lugar ideal para conhecer uma moça que possua um bom dote e não questione os motivos de sua pressa. Qual o motivo disso? É o que iremos tentar desvendar durante a leitura desse livro.

Como é de costume na tradição de sua família e por ainda permanecer solteira, Iris novamente integra o recital anual das Smyth-Smith. Ela não suporta mais tanta humilhação e não compreende o motivo de tantas pessoas comparecerem ao concerto para assistir a falta de talento de suas primas. Mas para livrar-se dessa tortura sem fim a moça precisa casar-se, o único problema é que Iris não possui pretendentes.

Quando Richard põe os olhos na moça pálida que se esconde por trás de seu violino durante todo recital, ele tem certeza de que ela seria a esposa perfeita. E embora Iris pertença a uma família renomada, certamente não possui o dote que Richard deseja, contudo sua posição social também não impediria um casamento entre os dois. Disposto a levar seus planos adiante, o rapaz começa a pôr em prática sua missão de cortejar e conquistar a jovem.

Com suas aparições diárias na casa Smyth-Smith, Richard aos poucos começa a conhecer mais sobre Iris e a compreender que ela é muito mais do que aparentava. Iris é inteligente, perspicaz, divertida e sua companhia o deixa cada vez mais certo de que é a pessoa ideal. Em contrapartida Iris começa a despertar pelo jovem um interesse que jamais sentiu por qualquer outro homem, mas sua intuição lhe diz que há algo por trás das convicções de Sir Richard, mesmo que seu coração acelere a cada sorriso e a cada elogio que recebe em sua presença.

Iris sempre soube que não ostentava o tipo de beleza que levava os homens à paixão ou à poesia. Talvez, em outras terras, as mulheres fossem reverenciadas por sua pele clara e seu cabelo ligeiramente ruivo, mas não na Inglaterra. Entretanto pela primeira vez na vida, tinha começado a se sentir bela. E fora Richard quem a fizera se sentir assim, com seus olhares sutis e sorrisos cálidos. De vez em quando o apanhava observando-a e se sentia especial. Valorizada.

Devido à falta de tempo e a urgência em casar-se, Richard acaba apressando demais as coisas e colocando Iris em uma situação comprometedora que a impedirá de recusar sua proposta. Ele odeia ter que fazer isso com alguém tão especial e que de fato mereceria mais do que um homem desesperado, no entanto as circunstâncias o fazem seguir adiante, mesmo sabendo que Iris jamais o perdoará quando souber a verdade absoluta de suas intenções.

E então Richard fez algo muito estranho: estendeu o braço e tomou a mão de Iris. Não para beijá-la ou segurá-la. Para sentir seu calor. [...] Ele sabia que não a merecia [...] Mas, naquele momento horroroso, com toda a sua vida desmoronando ao redor, ia segurar a mão de Iris e fingir que ela jamais a recolheria.

Nesse romance divertido e com uma pitada de mistério, Julia Quinn nos deixa roendo as unhas durante quase todo o livro antes de finalmente nos revelar os verdadeiros segredos de Sir Richard. Já de início sabemos que sua intenção em casar-se com Iris é duvidosa, mas no decorrer da leitura começamos a perceber que Richard não é um vilão e que enganar Iris também lhe fere o coração e o deixa com ódio de toda a situação que não lhe deixa outra escolha.

Além do mistério e dos diálogos inteligentes e divertidos entre Iris e Richard, o desenvolvimento do romance entre os personagens foi o ponto alto da trama, a autora teve todo o cuidado em construir de forma gradativa o afeto entre esse casal, e mesmo com um segredo formando um grande abismo que poderia arruinar esse casamento, foi possível perceber a confiança e cumplicidade que crescia em ambos.

Os Mistérios de Sir Richard, foi uma deliciosa surpresa e uma linda despedida dessa série apaixonante criada por Julia que já me deixa com o coração despedaçado após o término. Richard e Iris são personagens encantadores e nos conquistam com seus dilemas e suas decisões em meio a situações tão complicadas para a época.

Outro ponto alto do livro são as menções ao clássico Orgulho e Preconceito de Jane Austen que fazem parte dos diálogos trocados entre Richard e Iris, achei uma delícia acompanhar a visão de cada um relacionada a certos trechos da obra, foi uma verdadeira surpresa para os leitores e fãs de Austen. O livro ainda toca em assuntos importantes como o preconceito entre posições sociais, algo que era muito comum naquele período.

Indico o livro para os amantes de romance, em especial romance de época e para aqueles que buscam uma história divertida e arrebatadora.

- - - - -
Postagem válida para o TOP COMENTARISTA, Participe!
Valendo um exemplar de Meus dias com você.

12 comentários

  1. Acredito que tenha lido todas as resenhas dos livros anteriores, acompanhando a saga que tão impecavelmente, Julia nos apresenta. Mas confesso que este último livro foi o que mais me chamou a atenção.
    Adoro isso de pessoas que estão ali, mas que na verdade, nunca são vistas de verdade. E quando isso acontece, não é da melhor forma possível.
    Mas com o tempo, acaba sendo.
    Essa pitada de humor, de romance e de descobertas é algo que me agrada e muito!
    Lerei se tiver oportunidade.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Glaucia,
    Então, é Julia Quinn que não acaba mais e nem acredito que só tenho 3 livros desta autora. O quarteto Smyth-Smity tem dado o que falar, as vezes vejo críticas muito boas e, em outras ocasiões, os comentários me deixam um pouco receosa sobre as histórias. Sempre fico incomodada quando o protagonista masculino se aproxima da mocinha com segundas intenções, pois as inocências delas não permitem que percebam que estão sendo atraídas para uma armadilha. Fiquei curiosa para saber os segredos que Sir Richard esconde e espero que a relação dele com Iris seja maior do que seu plano. De todas as capas, achei esta a mais bonita e a sinopse a mais intrigante.

    ResponderExcluir
  3. Ótimo blog, parabéns !! Dê um olhada no meu https://www.blogger.com/profile/05482104363625190197

    ResponderExcluir
  4. Ótimo blog, parabéns !! Dê um olhada no meu https://literaturadajay.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho uma paixão inexplicável por Julia Quinn. Terminei recentemente a serie; Os Bridgertons e ainda sinto as dores da despedida. Nunca me senti tanta simpatia e amor como me sentir ao conhecer os Bridgertons. Esse quarteto é citado em alguns dos livros e portanto, não vejo o momento em que irei conhecer todos os segredos, amores e aventuras dessas garotas. Mais histórias em que vou derramar um mar de lágrimas.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  6. Gláucia!
    Adoro romances de época, embora essa série da Julia Quinn ainda não tenha lido nenhum dos livros, mas tenho a maior vontade, porque já li vários livros da autora ainda quando saíam como romances de banca.
    Tão bom ver uma série terminar com todas as pontas fechadinhas, embora tenha achado que esse exemplar, apesar do amor, teve algumas atitudes não tão louváveis por parte do protagonista.
    “Bendito seja eu por tudo o que não sei, gozo tudo isso como quem sabe que há o sol” (Fernando Pessoa)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Sinto que vou me apaixonar perdidamente por Iris e Richard!
    Julia tem essa magia né? De conquistar o leitor com suas histórias.
    Fiquei ainda mais animada pra ler esse livro. O mistério envolta da história, o romance, o casal, o enrendo... parece estar tudo muito bem completinho.
    Curto demais romances de época e com certeza, vou me apaixonar lendo essa série.
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  8. Oi Glaucia,
    Que saudades que eu tenho dos livros da Julia Quinn ♥
    Desejo demais o box Quarteto Smythe-Smith, mas acho que ainda vai levar um tempinho para eu ter essa belezura na minha estante :/
    Que livro mais prazeroso de ler! Além de um romance digno da época a autora nos presenteia com menções de Orgulho e Preconceito nos diálogos do casal. Gente, que surpresa mais boa essa. Vai ser uma delicia de ler esse livro *-*
    Amo quando o relacionamento vai sendo construído aos poucos e, estou bem intrigada para saber quais são os mistérios do Richard.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Não tem alegria maior de um fã de Julia Quinn ao ver que ela encerrou a série de forma impecável, ganhando mais uma vez o favoritismo de quem ama um bom livro de época cheio de romance, segredos, humor e muita paixão. Sei que seus livros são envolventes, cada um com sua peculiaridade, cada um com seu encanto, todos nos deixando completamente apaixonada! Na primeira oportunidade, lerei sobre o quarteto até a última página!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. O fato do romance entre este casal se dá de maneira gradativa durante esta leitura, me deixou bastante entusiasmada, já que amo este tipo de relacionamento que vai ganhando confiança, e ficando mais sólido a cada acontecimento, mesmo que no meio disto existam segredo, que nos prende e nos envolve nesta leitura. Quero muito adquirir este quarteto, tenho certeza que vou amar me aventurar neste romance.

    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Cada resenha que leio dos livros de Julia Quinn, fico muito encantada e apaixonada pela história. Amei esse livro é com certeza já quero ler logo os livros dela. Gostei muito do personagem masculino, parece um cavaleiro romântico e apaixonando.

    ResponderExcluir
  12. Ainda não li nenhum livro da série e nem da autora, mas quero. Esse despertou muito minha curiosidade em saber o que o mocinho esta aprontando escondendo sua intenções em relação a mocinha, fiquei tentando adivinhar o que é, mas vou ter que ler para saber rs. Os dois parecem ser muito divertidos juntos e uma dupla que nos encanta.

    ResponderExcluir


Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥