01 julho 2016

Resenha - O Caderninho de Desafios de Dash e Lily, David Levithan e Rachel Cohn


Livro: O Caderninho de Desafios de Dash e Lily
Autor(a): David Levithan e Rachel Cohn
Editora: Record
Páginas: 256
Adquira: Saraiva | Buscapé | Livraria da Folha | Travessa Livro cedido através da parceria com a editora


O novo livro de David Levithan e Rachel Cohn que juntos escreveram Nick e Nora Uma noite de amor e música acompanha a dupla Lily e Dash. Ela está doida pra se apaixonar e, pra encontrar o par perfeito, decide criar um caderninho cheio de tarefas e deixá-lo na livraria mais caótica de Manhattan. Quem encontra o moleskine é Dash, e os dois começam a se corresponder e trocar sonhos, desafios e desejos no caderninho, que vai se perdendo nos mais diversos lugares de Nova York.


Quem me conhece sabe o quanto sou apaixonada pelas histórias e pela escrita de David Levithan, portanto quando a Editora Record anunciou o lançamento de O caderninho de desafios de Dash e Lily fiquei cheia de expectativas para solicitar o livro para resenha. E mesmo preferindo as histórias solo do autor, tenho que dizer que essa trama criada em parceria com a autora Rachel Cohn funcionou bem e me conquistou desde o início.

O livro tem como pano de fundo a cidade de Nova York as vésperas do Natal. Para Lily esse é um de seus feriados favoritos, pois significa família reunida, ruas e casas enfeitadas e trocas de presentes em baixo da arvore de Natal. Porém nesse ano algo inesperado acontece, os pais de Lily decidem aproveitar a época para viajar e desfrutar de uma segunda lua de mel, deixando a filha em casa apenas na companhia do irmão Langston.

Entretanto Langston não está disposto a ficar de babá da irmã, afinal seu tempo livre já está reservado para o novo namorado. Sem querer interrupções da caçula, Langston tem uma grande ideia: arranjar um namorado para Lily, uma tarefa que exigirá grande esforço, mas que acaba por resolvida quando um dos moleskines vermelho da garota entra na história.

Após criar alguns desafios no caderninho de Lily e deixa-lo nas prateleiras de uma livraria bem frequentada próximo ao autor favorito da irmã para ser encontrado, Langston acredita que Lily achará sua alma gêmea, mas para isso aquele que encontrar o caderno precisará cumprir todas as tarefas descritas ali.

Então, aqui estamos. Agora só depende de você o que vamos (ou não) fazer. Se estiver interessado em continuar essa conversa, escolha um livro, qualquer livro, e deixe uma folha de papel com seu e-mail dentro dele. Entregue-o para Mark, na mesa de informações. (Pág. 19)

Em contrapartida conhecemos Dash, um jovem inteligente, filho de pais separados e que decidiu passar o Natal sozinho, dizendo a mãe que passaria o feriado na casa do pai e vice versa. Diferente de Lily, percebemos no mesmo instante sua aversão por qualquer tema relacionado ao Natal. Dash foge dos abraços calorosos, dos presentes sem significados e da alegria “falsificada” que sempre nasce nesse período do ano. E ter a oportunidade de se ver longe de tudo isso parece um presente.

Contudo as coisas começam a ficar mais interessantes quando ao entrar em uma livraria ele se depara com um caderninho vermelho. Ao abri-lo e ler as instruções contidas ali Dash sente a necessidade de cumprir os desafios, porém invés de devolver o caderninho para o local onde o encontrou Dash faz algo inesperado, ele deixa um desafio para Lily e somente ao cumprir a proposta ela poderá reavê-lo. E assim Dash e Lily começam a trocar desafios regularmente, fazendo o caderninho viajar por vários cantos da cidade com os desafios mais inusitados. Nesse período os jovens que ainda não se conhecem começam a trocar algo único através de suas mensagens.

Parecia que eu era incapaz de pensar em uma resposta séria. O que realmente queria de Natal era que o Natal passasse. Talvez Lily fosse entender isso... mas talvez não. (Pág. 60)

Como o destino adora pregar peças, o primeiro encontro dos dois acontece de forma inesperada e em situação inapropriada. E como se a magia das palavras do moleskine se esvaísse a decepção é visível.

Porém Dash e Lily compartilharam muito mais do que palavras naquele caderninho, eles compartilharam fragmentos de suas almas. Algo que nem mesmo uma primeira impressão ruim deveria ser capaz de destruir. Mas será que uma relação que ainda nem se iniciou realmente sobreviverá a isso? Só lendo para saber.

David e Rachel criaram uma história mágica e deliciosa de acompanhar. Os personagens são carismáticos e apaixonantes, cada um com sua personalidade e peculiaridade. Amei a doçura de Lily e mesmo em sua inocência foi possível visualizar uma personagem cheia de atitude e força. Dash mesmo com seu jeito rebelde e seus problemas familiares se mostrou um personagem independente e com um coração enorme.

Adorei o fato de Lily ter parentes espalhados pela cidade inteira e fiquei impressionada como os autores nos fizeram simpatizar com cada um deles. Outro personagem incrível foi Boomer, melhor amigo de Dash que se mostrou aquele tipo de amigo que se pode contar nos bons e maus momentos.

As trocas de mensagens entre Dash e Lily foi algo que enriqueceu brilhantemente a trama. A cada mensagem compartilhada eu me via envolvida na história e ansiosa por mais detalhes.

Em relação à diagramação do livro, a capa está linda e remete bem a história. Minha única reclamação é em relação às folhas brancas, mas confesso que isso nem me incomodou durante a leitura.

O Caderninho de desafios de Dash e Lily foi uma leitura agradável e divertida. Com certeza recomendo para os fãs de Levithan ou para aqueles que desejam conhecer a escrita do autor.



- - - - -
Postagem válida para o TOP COMENTARISTA, Participe!
Valendo um exemplar de Oníria.

9 comentários

  1. Olá!
    Ainda não li nada do autor, mas creio ser um bom começo. Ótima sua resenha, fiquei bem curiosa para conhecer melhor essa linda história. Como você mesma comentou, uma leitura divertida e agradável. Não é muito meu estilo de leitura, mas sempre é bom ler novos gêneros e leituras leves. Obrigada pela dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Glaucia, eu estou in love pela capa de O Caderninho de Desafios de Dash e Lily. Ela é tão delicada e linda! Este é um dos livros que mais desejo no momento. Acho incrível quando uma narrativa tem esse teor de aventura e desafio, além de nos proporcionar uma leitura fluida, leve e divertida. É maravilhoso saber o quanto você gostou, isto cria em mim grandes expectativas.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Então...
    Ao contrário de você, não consigo curtir muito as letras do David. Já li algumas obras dele e a leitura não conseguiu me prender de forma nenhuma.
    Mas gostei muito da leitura da resenha. Parece que se diferencia um pouco do que o autor tem feito. Acho que Will e Will me traumatizou demais..rs
    Mas se possível, lerei sim!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Estou muito curiosa para ler este livro, logo quando eu vi as pessoas comentando sobre ele eu já fiquei louca. Li somente um livro do autor que se chama "Todo dia" e e apaixonei.

    ResponderExcluir
  5. Olá Glaucia,
    Estou doida pra ler algum livro do David Levithan, e a escolha está pesando para o livro Todo Dia. Já vi alguns comentários bem contraditórios a respeito dessa parceria entre os dois autores, então é claro que estou bem curiosa para ver qual vai ser a minha opinião.
    Esse livro entrou para a minha lista de desejados desde quando vi o lançamento, pois adorei a sinopse, e agora fiquei ainda mais interessada para conhecer essa história tão empolgante, mágica e deliciosa de acompanhar. Adorei saber que os personagens são bem construídos e apaixonantes, isso aumenta ainda mais as minhas expectativas com a leitura. Espero ler em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Glaucia,
    essa é a terceira resenha que leio do livro e amei =)
    Parece ser um livro bem fofo, divertido e até mesmo reflexivo.
    Aliás, os livros do Levithan sempre vem com um que de reflexivo, ousado e tal. Curto muito.
    Vou querer lê-lo o mais breve possível, estou curiosa pra saber dessa história do caderninho, rs
    bjos

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Ainda não li nada de nenhum dos dois autora, mas esse é um livro que estou na duvida se leio ou não, primeiro não gostei muito dessa historia mas lendo algumas resenha estou começando a gostar, achei essa ideia do caderninho meio maluca, mas parece que essa jornada dos personagens vai ser bem interessante, também gostei de ser um livro passado no natal e a capa retrata bem esse clima !!

    ResponderExcluir
  8. Nossa, esse livro parece ser maravilhoso, amei a resenha, não li nada do David, não sei porque, sendo que tenho o livro dele em casa, o caderninho de desafios, parece ser o livro que nos prender e não queremos largar mais, espero poder ler em breve e que a leitura me prenda.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  9. Parece ser diferente esse livro, a ideia de escreverem, não se conhecem e o que um gosta o outro não achei interessante, parece que os dois estao em busca de suas identidades, deve gerar muitos questionamentos no leitor. Deve ser um livro daqueles fofo e de leitura agradável.

    ResponderExcluir


Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥