03 outubro 2014

Resenha - A Maquina de Contar Histórias, Maurício Gomyde

Na noite em que o escritor best-seller Vinícius Becker lançou A Máquina de Contar Histórias, o novo romance e livro mais aguardado do ano, sua esposa Viviana faleceu sozinha num quarto de hospital. Odiado em casa por tantas ausências para cuidar da carreira literária, ele vê o chão se abrir sob seus pés. Sem o grande amor da sua vida, sem o carinho das filhas, sem amigos... O lugar pelo qual ele tanto lutou revela-se aquele em que nunca desejou estar. Vinícius teve o mundo nas mãos, e agora, sozinho, precisa se reinventar para reconquistar o amor das filhas e seu espaço no coração da família V. Uma história emocionante, cheia de significados entrelaçados pela literatura, mostrando que o amor de um pai, por mais dura que seja a situação, nunca morre nem se perde.

SÉRIE:  Volume Único
AUTOR: Maurício Gomyde
EDITORA: Novo Conceito
EDIÇÃO: 2014
CONCEITO: 5 estrelas
PÁGINAS: 191
ADQUIRA: Saraiva |  Submarino | Americanas
Adicione no SKOOB


Li uma frase um dia no Facebook. Ela dizia assim: livro bom é aquele que, quando você termina, tem vontade de ficar amigo do escritor.

Vinícius Becker poderia se considerar um cara bem sucedido na vida. Ele tinha uma esposa que amava, uma filha linda e outra prestes a nascer. Como escritor profissional ele estava ganhando destaque na mídia e a cada dia mais leitores aguardavam suas publicações. Até que sua vida virou de ponta cabeça. Sua esposa ficou doente e ele, sem conseguir lidar com a situação, se dedicou cada dia mais ao trabalho. No dia do coquetel de “A Maquina de Contar Histórias”, seu mais novo best-seller, sua esposa morre no hospital. Sozinha.

Valentina é a filha mais velha do casal. Ela nunca aceitou as atitudes do pai, que não deu a sua família a atenção que ela julgava necessária ao longo do tratamento de Vivian. Depois da morte da mãe o ressentimento que ela nutre só aumentou.  Vida, a filha caçula, não entende totalmente do que está se passando, mas acaba seguindo os passos da irmã. A família V está oficialmente despedaçada.

Da grande habilidade de Vinicius em escrever histórias tocantes ninguém duvidava. Mas onde isso o levou? Desolado com a morte da esposa e sem chão com a resistência de Valentina a qualquer tentativa de aproximação, Vinicius sabe que precisa fazer algo para ter de volta a sua família. Ou o que restou dela.

Sendo assim ele traça seu plano. Vinicius sabe que só terá uma chance para ser bem sucedido, que  qualquer falha poderá acabar de fez com tudo e é por isso que ele vai se fazer de tudo pra que as coisas acabem bem.

- Papai, você é famoso? - Vida perguntou.
- Não, fadinha. Não sou. Mas, se vocês duas virarem minhas fãs, eu vou ser o homem mais famoso e feliz do mundo. (pág. 87)

A máquina de contar histórias é um livro lindo e que não pode ser considerado como menos que fantástico. Eu não poderia ter iniciado a minha história com esse autor – sim, iniciado, porque agora eu vou ter até a lista de compras dele! -de forma melhor.  A história é narrada em terceira pessoa, mas o narrador sempre acompanha o protagonista. O livro dividido em três partes, o antes, o durante e o depois do plano de Vinícius. Os capítulos tentem a ser curtos, o que só impulsiona a leitura. Atrelando isso a  escrita fluida e contagiante o autor, o resultado não poderia ser outro: devorei essas páginas a cada segundo livre que surgia.

Uma das coisas que mais me encantou nessa história, foram as referencias literárias do livro. O protagonista é um autor, então vemos muito sobre o processo de escrita dele. Não vou dizer que é um dos que mais me agrada e com certeza parei para pensar se alguma das histórias que tanto me emocionaram foram escritas desta forma, porque vou dizer.. seria uma decepção!

Uma máquina de contar histórias- era como Salvatore o chamada. Frio, certeiro, veloz. Emoções transcritas no papel de forma científica, como se amor, ódio, pena e saudade fossem tópicos de um fichário que ele abria, selecionava e inseria com precisão nas entranhas do texto. (pág. 14)

Os personagens são extremamente cativantes. Fato esse que me levou a uma situação complicada: eu fiquei compadecida tanto com as dores de Vinícius, quanto as de Valentina. É claro que o pai tinha culpa no cartório, mas o amor dele é tão eminente que não tem como culpa-lo por completo. Torci muito por esses dois! Vida foi um ponto especial. Sempre que surgia em cena ela vinha com tiradas engraçadas e típicas de uma menina tão nova.  Não vou contar muito sobre o plano de Vinícius, porque é gostoso por demais ir descobrindo as coisas aos poucos, mas posso adiantar que fiz várias anotações rs.

A capa é linda, linda, linda. Eu sempre a achei bonita, por conta dos traços desenhados e tudo o mais. Só que depois de ler a história, eu fiquei ainda mais encantada. Todos os personagens estão representados aqui. A diagramação também não deixa a desejar, mas vou confessar a vocês que ela só fez sentido para mim lá mais no final do livro.

No fundo, as pessoas não compram autores, não compram livros. Compram a emoção que a história promete proporcionar (pág. 126)

Essa resenha está enorme! E tenho certeza de que não conseguir passar a vocês metade do que eu senti ao ler esse livro, que entrou para minha lista de favoritos. Mas eu tentei, juto que tentei. Sabe aquele livro que você pensa ‘agora acabou’, mas ai o autor te surpreende com mais alguns capítulos? Então, é desse tipo de livro que eu estou falando. Uma história tocante, que fala de amor, de família, de vida... LEIAM e assim vocês irão entender do que estou falando.


- - - - -
Essa postagem está participando do TOP COMENTARISTA, 
Veja como participar aqui.

27 comentários

  1. Oieeeeeeeeee, tudo bom?

    Olha gostei da resenha e tipo amei o livro, mas ultimamente nem posso dizer que vou ler, porque ando mais sem tempo que tudo hahaha

    Ai lá estou eu pensando, porque família V? Vinicius, Vida, Viviana e Valentina, muito top isso hahah
    Bjs bjs e até.
    http://mlivrosmmundo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Mas que capa linda, que titulo mais perfeito, nossa paixão a primeira lida nessa resenha. Eu gosto muito de livros/filmes/seriados que contam a historia de quem escreve historias, principalmente amo biografias de autores que são inspiradoras para quem tentar seguir o mesmo sonho. É interessante a essencia do livro que ele tenta se redimir, ele não deve querer perder mais uma pessoa na sua vida. E sua critica foi bem positiva, confio que deve ser muito bom.
    fro_thielly@hotmail.com
    diario-empoeirado.tumblr.com

    ResponderExcluir
  3. Oiee,
    Eu só tenho ouvido falar bem desse livro do Gomyde.
    E já estou querendo lê-lo faz tempo justamente por isso.
    As resenhas que tenho lido tem me passado uma emoção tão grande e tão bonita, que é impossível ficar alheia a isso quando as lemos. E toda essa emoção que vocês passam quando escrevem sobre a leitura do livro, sem dúvidas desperta muito a vontade para fazer a leitura do mesmo.
    Parabéns por conseguir passar isso numa resenha.
    Beijos
    ♫ Conversas de Alcova ♫

    ResponderExcluir
  4. Oie, esse também foi o primeiro livro do Gomyde que li, infelizmente tive alguns probleminhas com ele "/. Mas no geral gostei da história e da narrativa, com certeza vou conferir outras obras do autor e espero gostar dessas tanto quanto você curtiu A Máquina de Contar histórias rs.

    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Amei essa capa. Adorei a sua resenha ainda não li esse livro mais desejo muito lê-lo só vejo comentários positivos a respeito do livro e do autor pena que ainda não li nenhuma de suas obras mais espero ler em breve.

    ResponderExcluir
  6. Olha eu sinceramente tenho que dizer que fiquei fascinada com sua resenha, até porque eu encaixei esse livro para que eu possa ler esse mês, pois ainda não tive chance de ler nenhuma obra do autor e espero poder gostar bastante da história, pois todos tem comentado muito bem. E vou ter mais prazer ainda de ler, porque depois que conheci o autor na Bienal de SP e de ter conversado com ele lá, eu sinceramente estou devendo uma resenha pra ele, até porque ele é uma pessoa muito simpática e que merece tudo de bom e de sucesso nesse mundo. Ele vai gostar da sua resenha se ele ainda não viu. Parabens linda. Espero gostar tanto como vc gostou. =]



    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Aaaaaah, adoro quando as amigas amam o livro que eu amei! ♥ Muito amor por esse livro, pela maneira como o Maurício conduziu a história e me surpreendeu no final. Já conversamos sobre o livro no inbox, vc já me aturou falando dele muito tempo, então nem preciso encher esse comentário. Agora trata de ler os outros logo!
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  8. Eu vi várias resenhas desse livro e a cada nova resenha eu fico mais interessada ainda, foram poucos que leram e não gostaram da história e eu fico me perguntando como não gostaram, porque só de ler as resenhas eu já imagino uma história completamente linda e emocionante. Enfim, eu espero ler logo esse livro, pois ele está na minha wish list faz um tempinho e eu quero conhecer algo desse autor que é tão bem falado oo/

    Beijos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá

    Adorei a resenha e a proposta do livro. E ainda ele tem poucas páginas o que tornar uma leitura bem rápida. Pretendo ler em breve já que todo mundo fala super bem do livro.
    Abraços

    estantejovem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá

    Fui conquistado pela blogosfera a ler esse livro e saber que o livro também te agradou só aumenta minha curiosidade com relação a ele. Ótimo saber que é em terceira pessoa, que os capítulos são curtos deixando a leitura mais fluida e que tem diversas referências literárias. Parece ser realmente emocionante e cativante.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  11. Olá Dreeh,
    você como muitos caíram no encanto que é a escrita do Mauricio. E este livro esta na minha lista, mas não sei quando vou poder ler.
    Eu gostei tanto desta obra pelo motivo dele trazer a trajetória de um escritor, alem da drama que acompanha deixando a leitura mais fluida e muito mais interessante. Quero muito saber como tudo se resolvera, como ele conseguira passar por tudo isso.
    Parabéns pela resenha!

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir
  12. Oii Dreeh, tudo bem? Eu também agora quero comprar até a lista de compras do Maurício, preciso demais ler os outros livros. Bom, você leu a minha resenha, então sabe o que eu achei... não preciso falar muito. A sua resenha está incrível e esse livro é lindo demais sim <3 Eu que não sou de chorar, eu chorei... e isso significa muito... rsrs. Bom, eu acho que eu eu ficaria muito triste se os livros que eu leio forem escritos como os livros do Vinícius. Eu também ficava com pena pela situação do Vinícius, mas também ficava com raiva por ele ter deixado chegar a situação que estava... Ah, e a Vida é um amor com suas perguntas de "Papai, você é famoso?".

    Enfim, sem palavras para descrever esse livro, ele é perfeito!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  13. Oii,

    Sabe, eu ainda não li nada do Mauricio, morro de vontade, principalmente desse livro. Só vejo elogios á ele. Mas não li ainda... Espero formar minha opinião em breve!


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  14. Oi, Andressa!

    Eu já tinha visto resenhas do livro, mas a sua foi a que mais me agradou! Me deixou com vontade de ler.
    Já li uma entrevista do autor em um blog e as histórias dos livros dele parecem ser ótimas!
    Quem sabe eu compro e leio!
    Ahhh eu adorei esse último quote: "No fundo, as pessoas não compram autores, não compram livros. Compram a emoção que a história promete proporcionar."

    Abraços!

    ResponderExcluir
  15. Oi Andressa, tudo bem?
    Nossa, como o livro te tocou não é mesmo??? Eu já li algumas resenhas sobre essa história e o pessoal está em dividido, algumas pessoas esperavam mais comparando com os outros livros do autor.
    Mesmo assim é uma história muito triste, eu sempre fiquei pensando no personagem, sobre a escolha dele. Acho que ele amava tanto a esposa que não suportou a ideia de perdê-la e se afastou, fingir que a realidade não acontecia foi o caminho que ele escolheu. Certo ou errado??? Acho que errado, ele abandonou a pessoa que ele mais amava na hora que ela mais precisava. Ele fingiu que ela não iria morrer e no fim ela morreu e ele perdeu a oportunidade de conviver com ela nos último minutos.
    mas cada pessoa reage de uma forma diferente. Não vou julgar, nunca julgaria, ainda mais com um assunto desse, Acho que só pelo fato do livro me fazer refletir é porque ele passa verdade e deve ser muito bom.
    Sua resenha ficou ótima!!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Ainda não li esse livro, mas tenho muita curiosidade sobre ele. Primeiro porque o autor é muito bem falando, segundo porque sempre achei a sinopse muito boa. E por ser um livro que fala de um autor, acho que torna a coisa muito mais interessante. Certamente daria uma chance a obra.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro

    ResponderExcluir
  17. Também acho que a gente não pode considerar o livro menos que fantástico! E você começou com o pé direito com os livros do autor, li três até agora e esse é o meu preferido. Com certeza entrou para os meus favoritos, também torci enlouquecidamente para que terminasse tudo bem para a família V. E a Vida, nem tenho palavras pra dizer o quanto amo essa garotinha!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  18. Andressa não vejo a hora de ler e sentir todas essas emoções , terei que ler em casa para não chorar no metrô. O fato dele perder a esposa lidar com as filhas e ainda essa dor já nos comove. amei sua resenha veio carregada de emoção. beijos lindona

    Joyce

    ResponderExcluir
  19. Hey, Andressa!

    Estou há tempos atrás desse livro, acredita? Parece ser um daqueles que mostra o ser humano como ele realmente é: racional, mas ao mesmo tempo emotivo. A premissa do livro é excelente, ainda mais por ser metalinguistico. Pretendo adquirir meu exemplar em breve!

    Até logo,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Cada resenha que leio desse livro fico com mais vontade ainda de ter meu exemplar. Ando vendo maravilhas a respeito do livro, e espero em breve poder conhecer, pois essa sua frase me chamou bastante atenção, pois você falou com tanto amor rsrs "A máquina de contar histórias é um livro lindo e que não pode ser considerado como menos que fantástico."
    Adorei sua resenha, e ela não ficou grande não, aliás ficou perfeita, pois ao lermos sentimos o quanto você amou o livro.
    Adorei de verdade mesmo! Parabéns!!!
    beijinhos!

    ResponderExcluir
  21. Oiiie

    A cada resenha este livro ganha mais um pedacinho do meu coração...
    super preciso lê lo...
    Ficou linda sua resenha... Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  22. Paixão pelo blog começa quando ele começa a dar ótimas dicas de livros incríveis que você não conhece, não leu, mas agora precisa ler, kkk.' Outro livro pra lista de PRECISO LER AGORA. Muito obrigada pela resenha e a super dica ;))

    ResponderExcluir
  23. Amo blogs como o seu, pois amo ler e as vezes não achamos nenhum interessante.

    ResponderExcluir
  24. Já tinha visto esse livro anteriormente e não tinha me interessado, mas tenho que admitir que nem tinha procurado saber sobre a história... O enredo parece ser bem interessante... Imagino bem a decepção e a raiva que a Valentina sente pelo pai... Fiquei curiosa pra saber o lado dele e qual vai ser esse plano... Fiquei com vontade de ler, ainda que não seja aquela vontade tão desesperadora, mas vou ler e não vai demorar...
    Kisses =*

    ResponderExcluir
  25. Este livro e bastante interessante !
    Muuitos fãs este livro tem!
    O ator soube fazer a historia nos prender do começo ao fim!
    Quero muuuito ler este livro, pois a muuuito enorme elogios dele!

    ResponderExcluir
  26. Oi Dreeh,

    A Giulia fala tão bem do autor, que já quero comprar um livro dele, esse que o fio o último lançado é o que tem mais probabilidades de eu adquirir, acho a premissa da historia emocionante, fico cuirosa, e é como se nós tivessemos acompanhando o autor escrevendo o seu livro, tá na cara né? Acho não, tenho certeza de que se eu ler o livro, lágrimas vão rolar!

    Mayla

    ResponderExcluir
  27. Oi Andressa!
    Ultimamente só rola este livro do Mauricio nos blogs. Ainda teve aquela promoção né? eu não ganhei rs.
    Enfim, acho a capa tão linda!! Linda, linda!!
    Amei a sua resenha, e o enredo do livro já me persegue a tempos. Quero muito ele na minha estante. Achei a ideia dele genial.

    Beijos,
    Vic

    ResponderExcluir


Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥