10 outubro 2014

[Especial Dia das Crianças] A formação de novos leitores

Nesse final de semana será comemorado o dia das crianças e nada mais justo do que abordarmos um tema voltado totalmente para elas. E cá entre nós, um tema de suma importância!

Esses livros (feitos para criança pequenas, mas que podem encantar aos de qualquer idade) são sobretudo experiências de olhar... (...) E é tão bom saborear e detectar tanta coisa que nos cerca usando este instrumento nosso tão primeiro, tão denotador de tudo: a visão. Talvez seja um jeito de não formar míopes mentais.
ABRAMOVIC, Fani. Literatura infantil: gostosuras e bobices. São Paulo: Scipione, 1995, p. 10

A formação de um novo leitor nunca foi uma tarefa fácil. Aproximar as crianças do mundo literário normalmente é uma tarefa dos pais e professores, mas como fazê-las se interessar pelas letras quanto a tantas telas brilhantes chamando sua atenção? Existem algumas táticas para isso como os projetos gráficos, as ilustrações... mas existem outras características importantes a serem levadas em conta na hora chamar a tenção um futuro leitor.

Normalmente a primeira pergunta que surge na hora de comprar um livro para uma criança é: qual livro é adequado para sua idade? Mas será que essa é a questão mais importante a ser abordada? A idade não indica toda a experiência e conhecimento de uma criança, ou de qualquer outra pessoa, e se basear apenas nisso pode levar a um afastamento entre leitor e livro. É importante levar em consideração as características pessoais da criança. Pensando nisso as Editoras Biruta e Gaivota desenvolveram uma nova forma de qualificar um livro, que leva em consideração a qualidade do livro e o interesse do leitor: a fluência na leitura.

Se apresentarmos um texto complexo para leitores com desempenho incipiente em leitura, o grau de dificuldade será um obstáculo à formação desse leitor. Ao contrário, se oferecermos um texto muito simples para um leitor com vocabulário mais rico e experiência em leitura de enredos mais complexos, dificilmente haverá interesse na leitura. É possível estabelecer uma relação geral entre características do texto e o desempenho em leitura que facilite a seleção de livros e que, não necessariamente, tenha a ver com a idade ou série de escolaridade.
Site da Editora Biruta

Não nego para vocês que, ao estabelecer uma parceria com as editoras, essa foi a parte que mais me chamou a atenção. Sem dúvidas é uma atenção a parte que a editora dedica ao seu publico alvo. Mas chega de blábláblá e vamos conhecer essa classificação linda!

Para ver as primeiras páginas e saber mais sobre os livros, basta clicar nas imagens.

INICIAÇÃO À LEITURA
Livros de imagens ou com frases curtas, poemas curtos de fácil interpretação. Ilustrações atraentes, personagens e contexto de fácil identificação.

http://www.editorabiruta.com.br/livro/o-que-e-que-nao-e/http://www.editoragaivota.com.br/livro/que-toro-dia-de-chuva/


LEITOR INICIANTE
Textos curtos ou um pouco mais longos. Ilustrações atraentes, enredo simples, poucos personagens, histórias de humor, narrativas poéticas e emocionantes, contos curtos, histórias que possam ser contadas.

http://www.editoragaivota.com.br/livro/o-segredo-do-amor/


LEITOR EM PROCESSO
Texto um pouco mais longo, mais de um personagem, enredo mais complexo, estilo simples e envolvente, ilustrações em cores ou preto e branco.

http://www.editorabiruta.com.br/livro/1001-historias/ http://www.editoragaivota.com.br/livro/caixinha-de-guardar-o-tempo/


LEITOR FLUENTE
Textos de vários tamanhos, enredo mais complexo, mais informação, diversos personagens, vocabulário que enriqueça a experiência cultural do leitor.

http://www.editorabiruta.com.br/livro/konrad-o-menino-da-lata/http://www.editoragaivota.com.br/livro/o-menino-e-o-fantasma-do-menino/


LEITOR CRITICO
Textos com trama mais complexa que impliquem em interpretações mais elaboradas. Maior quantidade de informações, vocabulário mais rico, temas de interesse dos jovens.

http://www.editorabiruta.com.br/livro/cordeluna/http://www.editoragaivota.com.br/livro/ela-tem-olhos-de-ceu/

- - - - -
Essa postagem está participando do TOP COMENTARISTA, 
Veja como participar aqui.

26 comentários

  1. Olá Dreeh,
    realmente incentivar a criançada a ler é algo que tem que ser feito de uma maneira que desperte atenção deles. E como tenho três aqui, comecei assim.
    Com livro de contos pequenos com ilustrações, onde eu incentivava a eles( a rafa de 11) a contar a nós. Depois veio o Renan que aprendeu a pouco a ler, mas se sente motivado a ler, então comprei mais contos com ilustrações, porem para meninos e hoje ele lê para o irmão que ainda não sabe( Uma cena muito linda de se ver). Hoje a minha filha já lê livros sem gravuras, como por exemplo, ela é louca pelos livros jogos vorazes, Divergente e a serie do Percy jackson. E meu menino esta nesses contos e nos gibis.
    E essas dicas de leituras que você deu para o post eu gostei de muitos, principalmente para os iniciantes e no processo. Vou procurar por eles e adquirir a meu pequeno.
    Simplesmente amei o post e tudo que você falou de inicio serve e muito para orientar a pais, conhecidos e parentes com as crianças.

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir
  2. Olá. Aqui na minha cidade fico triste porque é raro ver uma criança lendo, hoje em dia eles preferem outros atrativos. Mas sempre que tenho a oportunidade estou indicando um livro pra minhas primas menores algum livro, acho que pra começar aqueles livros fininhos com historias de princesa e depois quem sabe passar pra Harry Potter, que pra mim, qualquer pessoa que ler HP será introduzido automaticamente para esse mundo tão lindo da literatura.
    Beijos, Polliana.
    http://www.vicioempaginas.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que post interessante Dreeh. Acho de extrema importância a iniciação das crianças na leitura, e realmente tem sido cada vez mais difícil indicar leitura de acordo com a idade. Eu mesma me perco quando vou indicar algo.. quando leio um livro infantil que acho que seria apropriado para crianças de 11 anos, me deparo com eles já lendo livros muito mais complexos que eu recomendaria para adolescentes de 15 anos.. kkk o que as crianças leem hoje em dia, afinal? Por isso que amo a Biruta e Gaivota. Por mais que a idade seja importante em termos de referência, não é mais fator primordial. Tudo depende do desenvolvimento emocional e crítico do leitor. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  4. Oi flor, achei super legal eu post, ele é totalmente minha cara! Eu sempre li coisas da Disney, desde pequena. Minha mãe que me dava essas coisas e me lembro até hoje das coisas que tive, como por exemplo, todos os clássicos da Disney, gibis da época, revistinhas de colorir com textos (haha) e até alguns livros sobre atlas do corpo humano (que me fez interessar por medicina). Enfim, deixo aqui minha experiência haha. Sempre amei ler e continuarei amando! E incentivar as crianças é a melhor forma de criá-las.
    Beijos!

    Literamagia
    Facebook Literamagia

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua postagem, e acho realmente o máximo essa classificação que as editoras Biruta e Gaivota utilizam, realmente, muito mais importante que a idade é a relação do leitor com os livros, levando em conta a fluência na leitura. O trabalho que elas fazem nos livros já é lindo, e é muito legal ver o quanto se dedicam ao público-alvo.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  6. Oii!!!

    É muito importante mesmo incentivar a leitura das crianças! Eu comecei a ler mais ano passado. Quando criança eu lia somente revistas em quarinhos ou aquelas histórias clássicas infantis.

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá, Andressa. Tudo bem?
    Como professor sei o quanto é difícil introduzir os mais jovens na literatura, ainda mais em um tempo com tantos atrativos digitais.
    Gostei bastante dos livros apresentados e da classificação. Realmente muitas crianças da mesma idade tem práticas de leituras bem diferentes, então essa nova divisão em "tipos de leitor" ajuda bastante.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro

    ResponderExcluir
  8. Olá Andressa, tudo bem???

    Achei super interessante essa sua proposta de postagem para o dias das crianças... eu tenho uma filha de 11 anos e tento levá-la ao gosto pela leitura ainda mais eu que sou uma leitora viciada e tenho mais de 200 livros aqui em casa e preciso procurar o lugar maior para colocá-los e eu não sei onde rsrsrsrsrs. Mas a minha filha não lê muito, mas pede alguns livros e os lê e acho que vai se integrando aos poucos. O que eu gostei mais dessa postagem foi a indicação dos livros para iniciantes até os mais fluentes... até mostrei a postagem para a minha filha que leu toda empolgada... Xero!!

    ResponderExcluir
  9. Muito interessante o post, sempre é bom ter uma pessoa incentivando a leitura quando criança. Quando eu era criança lia historias da disney e HQ da turma da mônica.
    *-*

    ResponderExcluir
  10. Oii, Dre!!!!

    Adorei esse post!!
    Acho muito lindo incentivar a leitura dos pequenos, para eles apenderem a criar um mundo de fantasia...
    Gostei das indicações que você deu, meu primeiro livro foi o Sr. Rabanete (ou algo desse genero hahaha)


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  11. Oii Dreeh, tudo bem? Adorei o post, realmente a formação de um novo leitor é uma tarefa um pouco complicada e que requer bastante atenção, principalmente no nosso mundo atual em que a tecnologia ocupa cada vez mais espaço e as crianças ficam cada vez mais e mais cedo usando-as. E realmente, se a criança começar a ler por um livro "errado" isso pode comprometer pelo resto da vida. Adorei essa classificação das editoras, realmente mostra um cuidado com o seu público alvo. Além disso, os livros são extremamente fofos e as ilustrações são incríveis.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  12. Dreeh,
    Adorei seu post. Como você, eu defendo muito esse lema de que o incentivo a leitura deve ser iniciado na infância e estou sempre erguendo a bandeira de como nós, enquanto blogueiros, devemos levar a leitura principalmente àqueles que não possuem o hábito.
    Eu penso que além de escolher um livro adequado a idade, é necessário listar o que a criança gosta. Temos de cativá-los pelo que lhes atrai mais.
    Eu sempre leio para os meus primos e sempre que posso estou presenteando-os. Acho interessante deixar uma dica. O Banco Itaú todo o ano envia gratuitamente livros para quem solicitar para que sejam lidos para as crianças. Essa campanha de incentivo a leitura é muito importante! :)

    Abraços
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi flor, tudo bem?
    Adorei o tema que você abordou nessa postagem! Está super diferente dos blogs que fizeram posts 'especiais' para o dia das crianças. Sabe, eu nunca tinha parado muito pra pensar nesse assunto, em como decidir qual livro é o melhor para determinada criança, que a idade não deveria influenciar muito, e coisas assim. Acho super legal as editoras apostarem nesse tipo de público, afinal, eles serão os futuros leitores, e devemos incentivá-los da maneira correta. Também achei muito legal como você dividiu os tipos de livros, ficou bem explicado o objetivo de cada um :)


    Mil beijos e uma maravilhosa semana,
    Cássia :*
    Blog Procurei em Sonhos

    ResponderExcluir
  14. Essa semana, eu li um artigo que falava de uma criança que li até quatro livros por dias,
    que é uma coisa que não vemos muito hoje em dia.
    Porque o que eu vejo é os pais darem celulares, tablets, PC, video game
    são coisas divertidas, mas isso de certa forma nao abre a mente tanto quanto um livro.
    A lista esta otima, com toda certeza se meus sobrinhos morassem perto eu daria livros pra eles.
    Gostei muito do livro ela tem os olhos de ceu, achei fofissimo.

    ResponderExcluir
  15. Eu lembro de ir na escola e a professora fazer um cantinho de leitura com os alunos, isso foi o que me incentivou a ler, era legal, mas infelizmente hoje os professores não fazem mais isso :/ Ai sobra para os pais, mas dificilmente os pais possuem livros e o hábito de leitura, então acaba que a criança não tem nenhum incentivo e não lê, por essa razão eu apoio o incentivo de leitura na escola, mas nada que seja obrigado, a maioria dos professores acha que incentivar é obrigar e isso faz com que a pessoa cresça odiando ler :/ Mas enfim, eu achei bacana essa divisão de livros, eu já comecei a incentivar a minha sobrinha a ler, tenho uns livros bem ilustrados e chamativos, ela adora o/ Mas algo bem em conta e fácil para incentivar a leitura dos pequenos são os famosos livrinhos de pouquíssimas páginas, aqueles bem baratinhos, eles estão ao alcance de todos ;3

    Beijos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Andressa lindona hoje em dia para as crianças ter o hábito da leitura em plena era digital é uma tarefa difícil viu e olha que incentivo lá em casa, mas muitas vezes o celular vence . O livro o Segredo do amor é lindo vi na Bienal me encantei quero muito comprar. E Caixinha de guardar o tempo amei o título . ótima postagem . beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  17. Oi Dreeh,

    Bom primeiro amei o post, queria eu ter me apaixonado pela leitura mais cedo, acho que hoje ja teria a minha biblioteca, sempre que vejo crianças falarem que não gosta de ler, que é uma cois chata, eu fico muito triste e tento convencê-la, a mudar de opinião, mas nunca tenho livros adequados a idade dela, então ai fica meio dificil, agora eu tenho alfuns que se encaixam perfeitamente nessa classificação, e já vou querer mudar as opiniões dessas crianças.

    Mayla
    http://meulivromeutudo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Adoooooro esse tema, inclusive tenho o livro da Fanny Abramovich, do qual é o primeiro quote (revirei os sebos pra comprar e usar na monografia).
    Eu sou a favor de deixar disponível vários livros pra criança, sem medo de ela rasgar, rabiscar ou estragar, pra que ela escolha o que lhe interessar. Claro que isso soa lindo no discurso teórico, mas já estou me preparando psicologicamente pra colocar em prática quando tiver os meus filhos. Se eu quero que a leitura seja algo prazeroso pra eles, tenho que fazê-los enxergar inicialmente o livro como um brinquedo - e que criança não "estraga" os brinquedos pra se divertir?
    Adorei o post e as indicações.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  19. Olá

    Esse tema é sensacional pra se conversar. Primeiramente Konrad, O Menino da Lata <3 que livro sensacional e que ilustrações maravilhosas. Eu admito que ainda sou e serei pra sempre uma eterna criança que gosta de coisas de criança, lê livros de criança e faz coisas de criança vlw flw. Eu sempre estou incentivando a minha irmã a gostar de ler, ela tem bastante exemplo na família e uma biblioteca particular por aqui com livros pra faixa etária dela, aliás a escola dela é maravilhosa porque sempre está pedindo trabalhos relacionados a livros e histórias, mesmo ela ainda não sabendo ler completamente essas tarefas incentivam bastante. Eu acho que tive exemplos relativos, meu pai sempre gostou de ler jornal e revista, mas nunca foi de pegar livros e minha mãe sempre estava lendo alguma coisinha desde livros à revistas e sempre me comprava revistinhas de passatempo e gibis da Turma da Mônica, aliás eu queria os gibis do Chaves também (que é amor pra vida toda) e acredito com isso por volta dos meus sete anos de idade decidi que iria ser escritor pra poder fazer meus próprios gibis do Chaves que eu nunca encontrava pra comprar. Acho que o incentivo parte da escola, de casa, de exemplos. Uma criança nunca vai saber que um livro é uma coisa legal se nunca tiver a oportunidade de tocar em um ou poder vê-lo de perto. Adorei o post.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  20. Oie...


    Não existe cena mais linda, do que ver uma criança com um livro na mão
    Mesmo que ela não consiga ler, apenas interpretando as imagens já é valido pois é assim que elas vão criando as historias em suas mentes...

    ResponderExcluir
  21. Olá, como eu disse em alguns posts anterior, meus pais não eram leitores mas sempre me incentivavam, e não tem coisa melhor do que te incentivarem a fazer coisas que tanto lhe acrescenta na vida. Achei o assunto maravilhoso, e é muito importante essas dicas, porque realmente quando se compra o livro incerto, podemos atrapalhar e despertar um desinteresse da criança a leitura.

    ResponderExcluir
  22. Já é um ótimo incentivo para as crianças. bju

    ResponderExcluir
  23. As criança de hoje sera os escritores do amanhã!
    Pois isso acho tão importante criança ler livros
    pois e algo tão espetacular ! E tão legal!
    E tao divertido, não tem como não amar

    ResponderExcluir
  24. Gostei dessa iniciativa da Biruta e da Gaivota! Realmente um livro errado pode fazer toda a diferença pra um leitor iniciante... E é super importante influenciar as crianças para que elas leiam mais... A leitura proporciona mudanças inigualáveis pro aprendizado de qualquer pessoa...
    Kisses =*

    ResponderExcluir
  25. OI Andressa!
    Acho mega importante incentivas as crianças a lerem. Minha mãe me incentivou e me incentiva até hoje a ler. Tento passar isso para o meu irmão. Quero passar isso aos meu filhos. A leitura ´desde pequena é essencial para o desenvolvimento do ser humano. Ler é tudo de bom!!!

    Beijos, Vic

    ResponderExcluir
  26. Adorei o post, acho que incentivar as crianças a lerem é algo muito importante, por isso sempre que posso estou focando nisso com a minha filha e olha que ela só tem 3 anos, mas já adora os livrinhos dela.
    Gostei muito das dicas. Beijos

    ResponderExcluir


Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥