04 março 2017

Resenha - Como se fosse magia, Bianca Briones


Livro: Como se fosse magia
Autor(a): Bianca Briones
Editora: Gutenberg
Páginas: 208
Adquira: Saraiva | Submarino
Livro cedido através da parceria com a editora
Eva nasceu com o dom de passar os sentimentos para o papel, com isso conquistou milhares de leitores pelo mundo. Agora ela precisa escrever o último livro da sua série de fantasia, mas está com um bloqueio há um ano e não sabe o que fazer. Enquanto ela tenta se reconectar a seus personagens, a vida coloca em seu caminho um homem igualzinho a um dos seus protagonistas. O problema é que o desconhecido surge sem nenhuma lembrança de quem ele é. Enzo está muito confuso. A princípio, ele duvida da conversa maluca de Eva. Mas, mesmo com seu ceticismo, ele não pode negar que se sente extremamente ligado a ela. O que isso quer dizer? Envolvidos por esse curioso e estranho mistério, Eva e Enzo estão prestes a descobrir que às vezes para que duas pessoas se encontrem mundos inteiros são capazes de colidir.


Eva é uma autora de grande sucesso. Em cinco anos de carreira, foram dez livros publicados. Dez histórias com uma vivacidade quase nunca encontrada nas prateleiras. Seu dom só faz com que sua legião de fãs esteja sempre crescendo. Não há uma pessoa que leia seus livros e não fique encantada.

Sua série de maior sucesso fala sobre uma leitora que realiza o sonho de todas nós. Seu personagem favorito sai das páginas do livro para o mundo real, e eles acabam se envolvendo romanticamente. Falta apenas um livro para concluir essa saga emocionante, mas já faz um ano que Eva vem enfrentando um bloqueio criativo terrível. Nenhum dos rituais que fez para tentar se reconectar com os personagens e seu prazo já chegou ao fim tantas fezes que ela nem sabe mais o que dizer ao seu agente.

Tarde da noite, quando retornava da cafeteria para casa, Eva presencia um assalto onde a vitima acaba desmaiada no meio da rua. Como não havia mais ninguém por perto, ela se sente obrigada a socorrer aquele homem. Só que ao se aproximar, ela leva um grande susto ao se deparar com a copia perfeita de seu protagonista.

Nem que um artista profissional o tivesse desenhado ele seria tão igual ao que imaginei. É impressionante. É o retrato perfeito do homem que me acompanhou por dias, noites e madrugadas enquanto escrevia sua história. Se ele não for o Enzo, é uma pegadinha muito estranha do destino.

Em consequência da queda, o rapaz acorda sem nenhuma lembrança do passado. Seus documentos foram embora junto com a pasta que o assaltante levou, então até o seu nome é uma incógnita. Eva fica muito abalada em esbarrar com esse homem, justo quando estava procurando inspiração para escrever. Além disso, ela se compadece com a situação do rapaz, que não tinha para onde ir.

Coincidência ou um recado do além. Para descobrir o que esse encontro significa, ela precisará se entregar aos acontecimentos da mesma forma como faz com suas histórias.

Bianca Briones é um dos autores da minha lista de altamente indicados. Como quase todos os seus livros fazem parte de uma série bem grande, acabava enrolando e nunca lia. Quando fiquei sabendo que ela lançaria um chick-lit pela Editora Gutenberg, já coloquei como leitura prioritária. Que bom que fiz isso!

Narrado em primeira pessoa com capítulos alternados entre Enzo e Eva, a história me conquistou logo nas primeira páginas. Uma escrita fácil e os capítulos curtos foi a combinação que me impulsionou a finalizar a leitura depois de semanas sem conseguir tempo para, sequer, abrir um livro. Como é de se esperar em qualquer livro do gênero, há um humor constante nos diálogos, mas também existe uma sensibilidade que me pareceu característica da autora. (Eu nunca tinha lido nada dela, mas há um tempo atrás participei de uma entrevista dela.)

Todo livro que fale sobre processo de escrita me deixa curiosa para entender o limite entre a história e a vida real do autor. A Briones tem jeito de quem se entrega de corpo e alma as suas histórias, com direito a sala de espera de personagens e conversas que mais ninguém entende. Eva é tão crível, com seu amor pelos gatos e tendo um relacionamento sério com o Netflix, que minhas suspeitas sobre a inspiração da autora só aumentam. Será que se eu perguntar ela me responde? rs

- Minha amiga, você não é louca. - Ele me deu um beijo estalado na bochecha. - Você é uma escritora. Não uma comum, daquelas que vemos aos montes por aí. Você é capaz de ver além do que vemos. Você vai além das palavras. Você tem um dom. É como se fosse magia. E nem todo mundo está preparado para ser preenchido com uma boa dose de magia.

A história gira em torno de Eva e Enzo, por isso não existe espaço para muitos personagens. O único relevante é Thiago, o melhor amigo e agente de Eva. Ambos vieram de uma família que não os aceita como são. Isso cria uma conexão linda entre eles. A forma como se protegem e se apoiam é um belo exemplo de amizade verdadeira.

O grande mistério do livro é o homem desmemoriado que, apesar de não saber quem é, sente uma estranha conexão com Eva e o nome pelo qual ela lhe chamou. O final tinha de tudo para ser desastroso, com alguma solução milagrosa e cheia de fantasia. Existe mágica sim, a mesma que sentimos acontecer ao longo de toda a história, mas foi perfeito.

O trabalho da Editora Gutenberg está tão lindo que da vontade de apertar o livro contra o peito e não largar mais. A ilustração da capa é fofíssima e reflete bem o que vamos encontrar dentro dele - tanto na história quanto na diagramação. O início do capítulo identifica o narrador, além de trazer um trecho de música. Várias tipografias são utilizadas, trazendo um resultado que agrada aos olhos. as páginas são grossinhas, amareladas e a diagramação é confortável para a leitura. A revisão também foi bem boa. Só ficou faltando uma playlist com a músicas apresentadas.

Como se fosse magia é um livro indicado para todos os públicos. Uma história gostosa de se acompanhar e que será uma ótima companhia à qualquer momento.

- - - - -
Postagem válida para o TOP COMENTARISTA, Participe!
Valendo um exemplar de Paris para um e outros contos.

18 comentários

  1. Oi Dreeh!
    Pra começar, adorei a capa do livro.
    Gosto muito de livros que vão alternando o POV entre os personagens. Eva ama gatos e netflix?! Me identifiquei super!!! Não conhecia a autora, mas fiquei bem curiosa para ler algo dela, mesmo não tendo costume de ler chick-lits!

    BJS

    ResponderExcluir
  2. Olá pessoal, achei um site que compara preços e lista todas as promoções de livros, filmes e hqs, vale a pena dar uma conferida: http://promogeek.com.br

    ResponderExcluir
  3. Conheci a Bianca através da serie Batidas perdidas, estou louca para ler esse novo dela... Torcendo para ser tão bom quanto os outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, vc pode me dizer a ordem dos livros? Eu tentei achar mas fiquei perdida��

      Excluir
  4. Essa autora parece ser muito boa mesmo. Eu não consegui ler outros livros dela ainda, mas confesso que esse me chamou bem mais atenção. E olha que não leio muita coisa do gênero. Mas achei a história bem interessante pelo mistério com o tal homem sem memoria e a conexão com a garota.
    Parece um livro engraçado e fofo, gostoso pra ler quando bate aquela vontade de uma história mais leve.
    Imagino só o que aconteceu no final. Parece que tem magia, mas a solução para o caso pode ser uma surpresa.
    Gostaria de ler e ver como tudo se resolve ^^

    ResponderExcluir
  5. Sonho de consumo que um boy magya saísse das páginas né? HAHA
    Adoro a escrita da Bianca e estou super animada pra ler esse livro dela.
    Parece ser bem delicinha e apaixonante essa leitura mesmo.
    Sua resenha me deixou ainda mais interessada, espero que eu consiga ler em breve.
    A edição está um capricho, adorei essa capa <3
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  6. Dreeh!
    Nunca li nada da autora, entretanto gosto dos enredos onde as pessoas perdem a memória e fiquei interessada também porque o Enzo é a cara do protagonista dos livros de Eva, por que será? Gostaria de ver esse mistério desvendado.
    Bom final de semana!!
    “Se sabemos exatamente o que vamos fazer, para quê fazê-lo?” (Pablo Picasso)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  7. Quem nunca fantasiou um personagem saindo do livro e se tornando real, que atire a primeira página!
    Fiquei aqui, imaginando a cena e claro, suspirando.
    Mesmo não parecendo tão original, eu sou uma romântica que nunca vou deixar de acreditar no amor e em amores inusitados assim.
    Vai para a lista de desejados, com certeza!
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Oi Dreeh, tudo bem?
    Nunca li nada da Bianca, mas as capas dos livros dela são tão divertidos que sempre tive curiosidade. Este livro parece ser bem levinho e uma leitura gostosa para aqueles dias de ressaca literária. Adorei!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi Dreeh....
    Você não é a primeira pessoa que vejo falar o quanto esse livro é um amorzinho... A capa é uma fofura e a história parece ser leve e envolvente... Espero poder fazer essa leitura em breve...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  10. Ainda não li nenhum livro da autora, embora a série famosa dela esteja na minha lista de desejados
    Também não li Quando o amor bater à sua porta (não tenho certeza se é esse o nome rs) mas pelo que lembro das resenhas que li a premissa é parecida.
    Acho que eu gostaria dessa leitura para intercalar com outras mais densas, porque geralmente fico de ressaca literária e prefiro não ler nada por vários dias, então um livro levinho assim seria ótimo pra eu retomar a rotina

    Duas Leitoras - no Top Comentarista de Março você pode escolher entre 4 livros!

    ResponderExcluir
  11. Oi Dreeh.
    Eu já conheço a escrita da autora, mas confesso que esse não despertou minha curiosidade não, achei tudo muito clichê, apesar de ainda ter o suspense sobre quem o personagem é e tudo mais, a capa é linda, mas no momento essa não é uma leitura para mim.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Olá amantes de livros,
    Será que alguém pode me dizer a ordem dos livros dela?? Eu nunca li nenhuma obra dela mas morro de vontade só que não sei a ordem:(

    ResponderExcluir
  13. Olá amantes de livros,
    Será que alguém pode me dizer a ordem dos livros dela?? Eu nunca li nenhuma obra dela mas morro de vontade só que não sei a ordem:(

    ResponderExcluir
  14. Conheço a autora pela série Batidas perdidas e foi uma grande mudança nesse livro ao que parece. Acho bem florzinha e quase um chick-list, principalmente pela capa. Amei a resenha e super leria. Me pergunto se boa parte da protagonista não foi inspirada na própria autora rsrs

    ResponderExcluir
  15. Tenho vontade de ler os livros da autora, fiquei bem curiosa para saber o desenrolar dessa historia, nossa encontrar alguém parecido com o personagem do livro dela ou o próprio personagem é bem intrigante o que será que isso quer dizer. Parece ser um livro divertido e leve, uma leitura BEM agradável.

    ResponderExcluir
  16. Olá, é difícil achar livros nos quais os protagonistas são escritores, e por isso fiquei muito interessado em ler. Quanto a trama ela parece ser simples e clichê, mas um clichê bom. Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Oi Dreeh,
    Quero muito conhecer a escrita dessa autora, a série Batidas Perdidas está na meta de leitura desse ano, espero ter a oportunidade de ler em breve.
    Adoro um chick-lit e pelo que li acho que vou gostar de Como se Fosse Magia, parece ser uma história gostosa de se ler, leve e apaixonante. É uma boa dica para ler um livro dessa autora, já que é livro único, então está na lista!
    Beijos

    ResponderExcluir


Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥