27 fevereiro 2019

Resenha - Caçadora de Estrelas, Raiza Varella


Livro: Caçadora de Estrelas
Autor(a): Raiza Varella
Editora: Verus
Páginas:448
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Romance de Raiza Varella que figurou na lista de e-books da revista Veja. Após flagrar o namorado com outro cara (não, você não leu errado) e constatar que o safado tem um gosto para homens melhor que o seu, Eva se arrepende de ter abandonado a família, o gato, o emprego, os amigos e até o país para seguir o imbecil e decide que é hora de voltar para casa, com um mau humor feroz e sem um tostão no bolso. Embora a vida em casa esteja bem diferente do que ela se lembrava, Eva é obrigada a seguir em frente e lidar com a situação como uma mulher adulta. Mas o destino lhe prepara uma nova surpresa: um amor proibido. Será Eva corajosa o suficiente para lidar com mais um coração partido, mesmo que seja pela estrela mais brilhante do céu?

Eva cresceu acreditando que sua vida só teria real sentido quando encontrasse “sua estrela” - aquele amor épico que a faria sentir-se única e especial. Por esse motivo, a jovem nunca poupou seus sentimentos quando o assunto era amor, entregando-se sempre de corpo, alma e coração em cada relacionamento, motivo pelo qual seu coração já foi despedaçado tantas e tantas vezes.

Em cada momento em que se iludiu e foi abandonada pelo homem que considerava ideal, era Gabriel, seu melhor amigo de infância quem estava pronto para catar os cacos de seu coração e reconstruir sua autoestima. Mas independente dos tombos que levou, Eva jamais desistiu de ir atrás do amor.

25 fevereiro 2019

Resenha - Todas as pequenas luzes, Jamie McGuire


Livro: Tuddas as pequenas luzes
Autor(a): Jamie McGuire
Editora: Verus
Páginas: 350
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Quando Elliott Youngblood vê Catherine Calhoun pela primeira vez, ele é apenas um garoto com uma câmera nas mãos que nunca viu algo tão triste e tão belo. Os dois se sentem excluídos e logo se tornam amigos. Porém, no momento em que Catherine mais precisa dele, Elliott é forçado a sair da cidade. Alguns anos depois, Elliott finalmente retorna, mas ele e Catherine agora são pessoas diferentes. Ele é um atleta bem-sucedido, e ela passa todo o tempo livre trabalhando na misteriosa pousada de sua mãe. Catherine ainda não perdoou Elliott por abandoná-la num momento difícil, mas ele está determinado a reconquistar a amizade dela ― e a ganhar seu coração. Bem quando Catherine está pronta para confiar outra vez em Elliott, ele se torna o principal suspeito em uma tragédia local. Apesar da desconfiança de todos na cidade, Catherine se agarra ao seu amor por Elliott. Mas um segredo devastador que ela esconde pode destruir qualquer chance de felicidade que os dois ainda têm.


Em uma pequena cidade da claustrofóbica Oklahoma, onde todos os habitantes se conhecem e a história de cada família se mistura com a da fundação da cidade, sua experiência no ensino médio é quase uma prévia de como será a sua vida adulta. É por isso que a mãe de Elliott fugiu daquele lugar sem olhar para trás. É por isso que seu primeiro amor queria fazer o mesmo.

23 fevereiro 2019

Lançamentos do Grupo Companhia das Letras (Fevereiro/ 2019)


Se a Rua Beale Falasse, James Baldwin

Lançado em 1974, o quinto romance de James Baldwin narra os esforços de Tish para provar a inocência de Fonny, seu noivo, preso injustamente. Livro que inspirou o filme dirigido por Barry Jenkins, vencedor do Oscar por Moonlight. Tish tem dezenove anos quando descobre que está grávida de Fonny, de 22. A sólida história de amor dos dois é interrompida bruscamente quando o rapaz é acusado de ter estuprado uma porto-riquenha, embora não haja nenhuma prova que o incrimine. Convicta da honestidade do noivo, Tish mobiliza sua família e advogados na tentativa de libertá-lo da prisão. Se a rua Beale falasse é um romance comovente que tem o Harlem da década de 1970 como pano de fundo. Ao revelar as incertezas do futuro, a trama joga luz sobre o desespero, a tristeza e a esperança trazidos a reboque de uma sentença anunciada em um país onde a discriminação racial está profundamente arraigada no cotidiano.


Cat Person e Outros Contos, Kristen Roupenian

Nesta reunião de doze contos que tratam de amor, desejo, poder e consentimento, Kristen Roupenian se revela uma das vozes mais originais e provocativas da ficção contemporânea. Kristen Roupenian era uma autora desconhecida até a publicação de “Cat person”, em dezembro de 2017, no site da revista New Yorker. Narrando o encontro de Margot, de vinte anos, com Robert, de 34, a história toma rumos inesperados ao abordar as expectativas frustradas, as questões de gênero e as relações pautadas pelas dinâmicas digitais. O conto ganhou alcance excepcional e se tornou um fenômeno editorial ao retratar, numa prosa surpreendente e eletrizante, o amor em nossos tempos. Ao longo de doze histórias, com tom ora sombrio, ora hilariante, a escritora explora com sensibilidade aguda e imaginação selvagem a realidade contemporânea com tintas por vezes absurdas — e até mesmo assustadoras. Esta reunião de contos apresenta uma galeria de personagens profundamente humanos e, por isso mesmo, estranhamente inquietantes, que buscam se relacionar em dias marcados por angústias, contradições, perversões e uma dificuldade intransponível de comunicação.

21 fevereiro 2019

Lançamentos da Faro Editorial (Fevereiro/ 2019)


Rumo ao Sul, Silas House

E se você descobrisse que viveu muito tempo sob perspectivas equivocadas? E que foi cruel com uma das pessoas que mais amava no mundo? Essa é a jornada...
Ao sul dos Estados Unidos, numa pequena cidade do Tennessee, o pastor Asher Sharp tem de encarar o seu próprio passado após uma das mais violentas enchentes que aquelas terras já enfrentaram. Então um casal gay pede abrigo ao pastor após ajuda-lo no socorro a outras pessoas, mas perderam tudo na inundação. Asher se vê diante de um dilema, quer abrigar os dois homens mas encara a recusa de sua esposa. Um fato que vai trazer à tona histórias enterradas de sua própria vida, da rejeição ao seu irmão, que era também seu melhor amigo. Algo que o faz questionar todos os valores daquela comunidade e tomar atitudes de ruptura, que desencadeiam uma série de outros eventos. Decidido a encontrar o irmão de quem ele se afastou e nem sabe o paradeiro, desejando salvar o filho de um ambiente asfixiante, ele parte numa viagem rumo ao sul. Um percurso em que toda a sua história é passada à limpo, em meio a belas paisagens, novas amizades e descobrindo um mundo imenso, muito diferente do seu, algo que pôde ensiná-lo sobre as coisas mais profundas da vida.


Quando ela Desaparecer, Victor Bonini

Uma garota de dezesseis anos desaparece durante uma excursão escolar. Mas não se trata de qualquer garota. Dois anos atrás, ela esteve à beira da morte, e quando foi encontrada, ninguém acreditou que sobreviveria. Agora, há dois meses desaparecida, não restam dúvidas de que esteja morta. Rastros de sangue e um colar arrancado são as únicas pistas. Pressionados, os policiais estão desesperados por respostas, mas ninguém na longa lista de suspeitos parece ter forte motivação para cometer um crime. Até que o caso vira de cabeça para baixo e segredos muito bem enterrados emergem para revelar o lado cruel de um lugar aparentemente tranquilo. No meio de tantos possíveis culpados, os inocentes é que estão mais aflitos… porque alguns deles começaram a morrer.


19 fevereiro 2019

Resenha - Sempre Teremos o Verão, Jenny Han


Livro: Sempre Teremos o Verão (Trilogia Verão #3)
Autor(a): Jenny Han
Editora: Intrínseca
Páginas: 256
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
A vida de Isabel Conklin é marcada pelas férias de verão. As outras estações do ano são como um intervalo, dias que passam lentamente enquanto ela espera que o sol lhe traga de volta o que mais ama: o mar, descanso, diversão e, principalmente, Conrad e Jeremiah Fisher. Os garotos da família Fisher sempre estiveram ao lado de Belly em suas aventuras. Conrad é ousado, sombrio, inteligente. Já Jeremiah, é confiável, engraçado, espontâneo. Mesmo sendo tão diferentes, os três constroem uma amizade que parece inabalável. Apenas parece... Tudo muda quando, em uma dessas férias, Conrad demonstra sentir algo por ela. O problema é que Jeremiah faz o mesmo. À medida que os anos passam, Belly sabe que precisará escolher entre os dois e encarar o inevitável: ela vai partir o coração de um deles. Na trilogia Verão, acompanhamos Belly dos 15 aos 24 anos. Em meio a descobertas e mudanças, ela se apaixona, se envolve em um triângulo amoroso, entra na universidade e descobre que amadurecer também significa tomar decisões difíceis. Primeiros romances jovens de Jenny Han, os três livros são agora relançados pela Intrínseca, com novas capas e traduções inéditas.



Muita coisa aconteceu desde o verão em que os meninos Fisher admitiram que Belly era mais do que sua irmãzinha postiça. O primeiro ano da faculdade está acabando e talvez ele leve junto seu namoro de quase dois anos.

Era incrível estar ao lado de uma pessoa que a conhecia desde sempre. Jeremiah era seu amigo mais sincero e nunca mediu esforços para lhe ver sorrir. Namorar com ele era fácil, natural, e parecia tão certo... até que não parecia mais. Belly tinha os seus segredos, mas nada chegava perto do que Jeremiah tinha escondido. Ela pensou que apenas Conrad partiria sei coração, mas essa parece ser a especialidade dos homens Fisher.

17 fevereiro 2019

Lançamentos da Editora Intrínseca (Fevereiro/ 2019)


Os Prós e Contras de Nunca Esquecer, Val Emmich

Joan Lennon é uma menina de 10 anos com um dom surpreendente: ela é capaz de lembrar, com exatidão de detalhes, tudo que aconteceu com ela. Sabe quantas vezes a mãe disse “sempre dá certo” nos últimos seis meses, lembra dos dias e dos motivos para ter chorado, mas compreende também que nem todos têm essa capacidade. A maioria das pessoas, ela sabe, esquece as coisas, mas Joan não quer ser esquecida pelos outros. Então quando depara no jornal com um concurso cultural intitulado “Próximo Grande Compositor”, ela encontra a resposta: uma boa música é impossível de ser esquecida. Ela só precisa achar o colaborador perfeito. E é aí que entra Gavin Winters. Amigo de faculdade dos pais de Joan, Gavin é um ator famoso de Los Angeles que no momento enfrenta a dor terrível de ter perdido subitamente o namorado, Sydney. Depois de ter um vídeo seu em surto vazado na internet, Gavin decide dar um tempo na casa dos velhos amigos. Logo que se conhecem, Gavin e Joan fazem um acordo peculiar: ele vai ajudar Joan com a música e em troca a menina vai contar tudo que se lembra de Sydney. Mas o que no início era reconfortante acaba se tornando uma tortura no momento em que Gavin é obrigado a encarar o fato de que o namorado talvez estivesse escondendo alguma coisa. Emocionante e divertido, Os prós e os contras de nunca esquecer é um livro de estreia surpreendentemente encantador, para ser lido com Beatles tocando ao fundo.


O Construtor de Pontes, Markus Zusak

Se em A menina que roubava livros é a morte quem conta a história, em O construtor de pontes, novo romance de Markus Zusak, presente e passado se fundem na voz de outro narrador igualmente potente: Matthew, o filho mais velho da família Dunbar. Sentado na cozinha de casa diante de uma máquina de escrever antiga, ele precisa nos contar sobre um dos seus quatro irmãos, Clay. Tudo aconteceu com ele. Todos mudaram por causa dele. Anos antes, os cinco garotos haviam sido abandonados pelo pai sem qualquer explicação. No entanto, em uma tarde ensolarada e abafada o patriarca retorna com um pedido inusitado: precisa de ajuda para construir uma ponte. Escorraçado pelos jovens e por Aquiles, a mula de estimação da família, o homem vai embora novamente, mas deixa seu endereço num pedaço de papel. Acontece que havia um traidor entre eles: Clay. É Clay, então, quem parte para a cidade do pai, e os dois, juntos, se dedicam ao projeto mais ambicioso e grandioso de suas vidas: uma ponte feita de pedras e também de lembranças — lembranças da mãe, do pai, dos irmãos e dele mesmo, do garoto que foi um dia, antes de tudo mudar. O tempo, assim como o rio sob a ponte, tem uma força avassaladora, capaz de destruir, mas também de construir novos caminhos. O construtor de pontes narra a jornada de uma família marcada pela culpa e pela morte. Com uma linguagem poética e inventiva, Markus Zusak nos presenteia mais uma vez com uma história inesquecível, uma trama arrebatadora sobre o amor e o perdão em tempos de caos.


Você Nasceu Para Isso, Michelle Sacks

Se perguntarem a sua versão da história, você vai contar a verdade. Ou não? Sam Hurley, professor, e sua esposa Merry, cenógrafa, trocam os confortos de Nova York por um estilo de vida completamente diferente em uma casinha isolada na Suécia. Apesar do quadro idílico que o casal com um bebê recém-nascido em paisagens de contos de fada representa, problemas com raízes muito profundas ameaçam o relacionamento. Sam, que nunca contou à esposa que na verdade foi demitido da universidade, também mente sobre seu dia a dia na nova cidade. Merry, por sua vez, sempre escuta do marido que nasceu para ser dona de casa, mas não sabe o que fazer com o ódio que alimenta por todas as tarefas cotidianas: a jardinagem sem-fim, a arrumação da casa, o preparo de refeições para a família e os cuidados com um bebê que por ora só parece dar trabalho. O instável equilíbrio da família se perde por completo com a visita da melhor amiga de Merry, a glamourosa Frank. Ela conhece Merry muito bem, conhece sua história, e agora, com a proximidade, é capaz de ver quem Sam realmente é. Mas Frank tem os próprios segredos, e, à medida que sua narrativa se junta à história do casal, fica claro que ela sofre pelos próprios pecados e talvez não seja capaz – ou não queira – salvar ninguém. Você nasceu para isso retrata a escuridão que há no cerne dos relacionamentos mais íntimos. Sem heróis e permeada por uma teia de segredos, obsessão e inveja, é um relato violento de vidas que quase nunca são o que parecem e das partes de nós que não somos capazes de admitir.



O Quinto Risco, Michael Lewis
O renomado jornalista Michael Lewis faz uma análise ácida do início do governo Trump, chamando a atenção para os perigos que ele representa. Quando a eleição de Donald Trump foi confirmada, todas as agências federais se prepararam para receber a equipe de transição do futuro presidente. Só que ninguém apareceu. Após semanas de espera, os poucos enviados por Trump demonstraram brutal desinteresse no que os servidores de carreira e líderes dos departamentos tinham a lhes passar. Pior ainda: eles pareciam desconhecer por completo as funções dos setores que comandariam e ter currículos bastante questionáveis — sem falar nos casos em que havia conflitos de interesse. Michael Lewis foi atrás de alguns desses antigos funcionários, aos poucos afastados de seus cargos, a fim de ouvir o que eles teriam a dizer sobre a atitude de Trump e os possíveis riscos da nova gestão que mais os apavoravam. Sua surpresa, porém, foi perceber que uma das principais ameaças contra a nação americana (e o mundo) é representada pela figura do próprio presidente. Na escala de possíveis situações emergenciais, o quinto risco é tudo aquilo que desconhecemos, que nem sequer cogitamos que possa acontecer, o imponderável. É natural que ele exista em certa medida. Mas o que fazer quando quem deveria tentar se inteirar de tudo a fim de minimizá-lo simplesmente lava as mãos e prefere se refugiar na ignorância? De que forma o desprezo pelo conhecimento demonstrado por aqueles em posição de liderança ameaça a existência da humanidade? Um retrato sombrio do período de transição e dos primeiros meses do governo Trump.

15 fevereiro 2019

Resenha - International Guy 2, Audrey Carlan


Livro: International Guy (#2)
Autor(a): Audrey Carlan
Editora: Verus
Páginas: 416
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
International Guy é a agência de Parker Ellis, um dos maiores especialistas do mundo em vida e amor, que tem como missão ajudar as mulheres em questões tão diversas quanto se sentir sexy e poderosas, aprender a administrar um império empresarial ou conquistar o homem dos seus sonhos. Parker e seus dois sócios atendem mulheres ricas do mundo todo, como atrizes de Hollywood, membros da realeza e CEOs de multinacionais bilionárias. E, às vezes, eles não podem evitar que as coisas esquentem e vão parar na cama de suas clientes. Literalmente. Parker adora sua vida de playboy e não está procurando compromisso. Afinal, há um mundo inteiro à sua frente: os negócios o levam de Paris a Milão, de Berlim ao Rio de Janeiro. Mas, conforme ele pula de cidade em cidade ― e de cama em cama ―, é possível que acabe encontrando mais que sexo ao longo do caminho... No segundo volume da série, o trabalho começa em Milão, onde os executivos vão ajudar mulheres comuns a descobrir a arte da sedução. O próximo compromisso é com uma empresária de San Francisco em busca de um parceiro. A terceira cliente, uma CEO de Montreal, desconfia de que há um espião em sua equipe ― e faz uma proposta tentadora a Parker, abalado após uma traição.


ESSA RESENHA NÃO POSSUI SPOILER DO LIVRO ANTERIOR.
LEIA A RESENHA DO VOLUME 1.


O melhor marketing é o boca a boca e depois de atender a realeza de Mônaco e a queridinha de Hollywood, a Internacional Guy tem as melhores recomendações possível. Na capital das passarelas, um estilista de lingerie decide compor seu desfile com mulheres reais. A ideia é fantáscia, mas além da falta de experiência, muitas delas não conseguem ver sua beleza e sensualidade. Que dirá demostrar isso ao mundo. De volta a América, duas CEOs precisam solicitam sua ajuda para questões completamente diferentes. Em San Francisco é necessário encontrar um parceiro e procriador para o legado da rainha das finanças, enquanto em Montreal, vazamento de informações comerciais estão criando sérios problemas em uma empresa de tecnologia. Mais um caso para toda a equipe, inclusive Wendy.

13 fevereiro 2019

Resenha - A Guardiã dos Vazios, Victoria Schwab


Livro: A Guardiã dos Vazios (The Archived #2)
Autor(a): Victoria Schwab
Editora: Bertrand
Páginas: 322
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Um mundo rico e criativo, repleto de segredos e escolhas difíceis, em que amor e perda parecem ser duas faces da mesma moeda. O segundo livro da série A Guardiã de Histórias Mackenzie Bishop é uma das Guardiãs do Arquivo, um domínio secreto onde descansam as Histórias dos mortos ― registros de sua vida armazenados em corpos. Se uma História desperta, ela pode enlouquecer e tentar fugir ― e cabe a Mac garantir que cada uma seja devolvida à sua prateleira. No entanto, Mackenzie não se sente mais tão apta para o trabalho. Os acontecimentos do verão passado a assombram, e, quando os pesadelos que a perseguem começam a se insinuar mesmo durante o dia, ela sabe que algo está errado. Estaria lentamente perdendo a sanidade ou será que algo ainda mais sinistro a está perseguindo? Enquanto isso, pessoas começam a desaparecer sem deixar vestígios, e, quando Mackenzie acaba tornando-se a principal suspeita, ela se vê na obrigação de descobrir o verdadeiro culpado. Caso contrário, ela corre o risco de perder tudo ― seu papel de Guardiã, suas memórias… e até sua vida.

ESSA RESENHA POSSUI SPOILER DO LIVRO ANTERIOR.
LEIA A RESENHA DE A GUARDIÃ DE HISTÓRIAS.


Guardiã dos Vazios se inicia pouco após os últimos acontecimentos de seu antecessor, quando a jovem Mackenzie Bishop precisou enfrentar um inimigo inesperado para manter os segredos do Arquivo protegido. Tal evento esgotou física e emocionalmente nossa guardiã, colocando sua vida em perigo e levantando questionamentos sobre sua permanência no Arquivo.

Duas semanas após todo o ocorrido, Mac carrega muitos traumas que vem afetando seu trabalho e vida pessoal. E por mais que tente garantir ao Arquivo que sua saúde emocional está intacta e aos pais que tudo esta bem, a verdade é que nada está como antes.

11 fevereiro 2019

Resenha - Sem você não é verão, Jenny Han


Livro: Sem você não é verão (Verão #2)
Autor(a): Jenny Han
Editora: Intrínseca
Páginas: 240
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
A vida de Isabel Conklin é marcada pelas férias de verão. As outras estações do ano são como um intervalo, dias que passam lentamente enquanto ela espera que o sol lhe traga de volta o que mais ama: o mar, descanso, diversão e, principalmente, Conrad e Jeremiah Fisher. Os garotos da família Fisher sempre estiveram ao lado de Belly em suas aventuras. Conrad é ousado, sombrio, inteligente. Já Jeremiah, é confiável, engraçado, espontâneo. Mesmo sendo tão diferentes, os três constroem uma amizade que parece inabalável. Apenas parece... Tudo muda quando, em uma dessas férias, Conrad demonstra sentir algo por ela. O problema é que Jeremiah faz o mesmo. À medida que os anos passam, Belly sabe que precisará escolher entre os dois e encarar o inevitável: ela vai partir o coração de um deles.


ESSA RESENHA NÃO POSSUI SPOILER DO LIVRO ANTERIOR.
LEIA A RESENHA DE O VERÃO QUE MUDOU MINHA VIDA.


Todos os verões da vida de Belly foram em Cousins Beach com seu irmão e sua mãe, a melhor amiga dela, Susanneh, e seus dois filhos. No último verão, a iminência da faculdade era uma lembrança concreta de que as coisas iriam mudar. Em poucos anos nenhum dos quatro sairiam do colégio e seria difícil todos se reunirem na praia, mas pensar que nunca mais voltaria naquele lugar... isso era inimaginável.

09 fevereiro 2019

Resenha - A Irmã da Lua, Lucinda Riley


Livro: A Irmã da Lua (As sete irmãs #5)
Autor(a): Lucinda Riley
Editora: Arqueiro
Páginas: 592
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Em A Irmã da Lua, quinto volume da série As Sete Irmãs, duas jovens separadas por um século têm suas vidas entrelaçadas numa emocionante história sobre fé, tradição, paixão e sobrevivência. Entre as filhas adotivas de Pa Salt, Tiggy D’Aplièse é conhecida como a instintiva e sensível. Envolvida em sua carreira na proteção de animais selvagens, ela não sabe se está preparada para seguir as pistas de suas origens, deixadas pelo pai. Ao aceitar um novo emprego nas belíssimas Terras Altas escocesas, Tiggy fica apaixonada pela remota propriedade, administrada pelo enigmático Charlie Kinnaird. O belo cirurgião cardíaco acabou de herdá-la e enfrenta problemas para reerguê-la e transformá-la em um santuário para as espécies nativas. Em seu novo lar, Tiggy encontra o velho cigano Chilly, que altera totalmente seu destino. Ele conta que ela não só possui um sexto sentido, proveniente dos ancestrais, como há tempos foi previsto que ele a levaria até suas origens na Espanha, nas montanhas sagradas de Sacromonte, à sombra da magnífica Alhambra. Escrito com a notável habilidade de Lucinda para entrelaçar enredos emocionantes e nos transportar para épocas e lugares distantes, A irmã da lua é uma brilhante continuação para a aclamada série das Sete Irmãs, e uma leitura saborosa e reveladora.


Irmã da Lua é o quinto volume da série As sete irmãs escrito pela autora Lucinda Riley que narra à história de seis meninas adotadas por um velejador muito rico conhecido como Pa Salt. Quando adotou cada filha, Pa decidiu batiza-las com o nome de cada estrela da constelação das sete irmãs. No entanto, a sétima irmã que deveria receber o nome de Mérope, nunca apareceu. 

Após conhecermos as histórias de Maia, Ally, Estrela e Ceci, chegou a vez de desvendarmos os mistérios por trás da adoção de Taígeta, mais conhecida como Tiggy e conhecermos sua verdadeira origem e a história de seus antepassados. A história de Tiggy se inicia em Inverness, Escócia no período de novembro de 2007. Depois da morte da Pa Salt, a jovem de 26 anos aceitou um emprego nas terras altas da Escócia para trabalhar em meio ao que sempre amou, a natureza. Responsável pelos animais da propriedade Kinnaird, em especial dos gatos selvagens recém-chegados, Tiggy segue uma rotina feliz e tranquila, sem imaginar que parte de seu destino está para se cumprir nessas terras.

07 fevereiro 2019

Resenha - O Verão Que Mudou Minha Vida, Jenny Han

Livro: O verão que mudou minha vida (Trilogia Verão #1)
Autor(a): Jenny Han
Editora: Intrínseca
Páginas: 240
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
A vida de Isabel Conklin é marcada pelas férias de verão. As outras estações do ano são como um intervalo, dias que passam lentamente enquanto ela espera que o sol lhe traga de volta o que mais ama: o mar, descanso, diversão e, principalmente, Conrad e Jeremiah Fisher. Os garotos da família Fisher sempre estiveram ao lado de Belly em suas aventuras. Conrad é ousado, sombrio, inteligente. Já Jeremiah, é confiável, engraçado, espontâneo. Mesmo sendo tão diferentes, os três constroem uma amizade que parece inabalável. Apenas parece... Tudo muda quando, em uma dessas férias, Conrad demonstra sentir algo por ela. O problema é que Jeremiah faz o mesmo. À medida que os anos passam, Belly sabe que precisará escolher entre os dois e encarar o inevitável: ela vai partir o coração de um deles. Na trilogia Verão, acompanhamos Belly dos 15 aos 24 anos. Em meio a descobertas e mudanças, ela se apaixona, se envolve em um triângulo amoroso, entra na universidade e descobre que amadurecer também significa tomar decisões difíceis. Primeiros romances jovens de Jenny Han, os três livros são agora relançados pela Intrínseca, com novas capas e traduções inéditas.


As férias de verão são aquele período mágico do ano. Belly aguardava ansiosa por aquelas semanas de liberdade, quando passava o dia de roupa de banho, nadava a qualquer momento, e o principal, reencontrava Conrad e Jeremiah.

Eu media a minha vida em verões, como se realmente só começasse a viver em junho, quando chegava àquela praia, àquela casa.

04 fevereiro 2019

Resenha - A Missão Traiçoeira, Erin Beaty


Livro: A Missão Traiçoeira (O Beijo Traiçoeiro #2)
Autor(a): Erin Beaty
Editora: Seguinte
Páginas: 456
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Sage Fowler abandona seu posto como aprendiz de casamenteira e se envolve em uma nova missão secreta ao lado do capitão Alex Quinn no segundo volume da série O Beijo Traiçoeiro.
Depois de se provar uma espiã habilidosa e uma casamenteira estrategista, Sage Fowler passou a ocupar uma posição confortável na alta sociedade, dando aulas para as princesas do reino de Demora. Quando surge a oportunidade de participar de uma nova missão secreta, porém, Sage quer aproveitar a chance para servir ao seu reino mais uma vez — e ficar mais próxima de seu noivo, o capitão Alexander Quinn. Alex não fica nada feliz com a ideia, já que está determinado a proteger a namorada de qualquer perigo. A insistência de Sage em fazer parte da missão faz com que eles se desentendam cada vez mais e, quando um conflito com um reino vizinho resulta em uma tragédia, os dois acabam separados. Para completar a missão de Alex — e a sua própria —, Sage precisará contar com a ajuda de aliados inesperados para sobreviver em um território inimigo e salvar o reino de Demora mais uma vez.



Em O Beijo Traiçoeiro, Sage Fowler enfrentou perigos ao se envolver em uma missão secreta da realeza enquanto era aprendiz de casamenteira. Sua inteligência e desenvoltura foram características reconhecidas que lhe garantiram cargos importantes, ela agora é tutora das princesas e príncipe de Demora e pessoa de confiança da rainha, posições que lhe garantem uma vida de tranquilidade no palácio, mas de longe é a vida que Sage sonhou.

A verdade é que Sage sente saudades de Alex Quinn, seu noivo e capitão do exército que cumpre missão longe de Tennegol. E para aplacar essa saudade ela continua aperfeiçoando seus conhecimentos de luta com os soldados do reino.

Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥