09 novembro 2019

Resenha - A Metade Sombria, Stephen King


Livro: A Metade Sombria
Autor(a): Stephen King
Editora: Suma de letras
Páginas: 464
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora

Criar George Stark foi fácil. Se livrar dele, nem tanto. Há anos, Thad Beaumont vem escrevendo, sob o pseudônimo George Stark, thrillers violentos que pagam as contas da família, mas não são considerados “livros sérios” pelo escritor. Quando um jornalista ameaça expor o segredo, Thad decide abrir o jogo primeiro, e dá um fim público ao pseudônimo. Beaumont volta a escrever sob o próprio nome, e seu alter ego ameaçador está definitivamente enterrado. Tudo vai bem. Até que uma série de assassinatos tem início, e todas as pistas apontam para Thad. Ele gostaria de poder dizer que é inocente, que não participou dos atos monstruosos acontecendo ao seu redor. Mas a verdade é que George Stark não ficou feliz de ser dispensado tão facilmente, e está de volta para perseguir os responsáveis por sua morte.


Metade Sombria é está de volta as livrarias como parte da Biblioteca Stephen King, coleção de clássicos do mestre do terror em edição especial com capa dura e conteúdo extra, o que é ótimo, pois o livro passou muitos anos esgotado nas livrarias. Uma ótima oportunidade para o leitor que não tenha encontrado essa obra anteriormente, chegou a hora de botar a leitura do Rei em dia.

O livro foi originalmente lançado em 1989, então vale a pena contar uma breve história dessa época da vida do autor para entender um pouco da motivação por trás da obra.

07 novembro 2019

Resenha - A Madona e a Vênus, Catarina Muniz


Livro: A Madona e a Vênus
Autor(a): Catarina Muniz
Editora: Universo dos livros
Páginas: 304
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora

1481, Florença, Itália. A cidade mais fremente do mundo, berço dos maiores pintores, arquitetos e escultores de toda a História, é o cenário de um intrincado triângulo amoroso entre a camponesa Francesca di Boscoli, a duquesa de Milão, Alessia Sforza, e o aspirante a pintor Vincenzo Mantovani. Francesca busca apenas paz em sua vida, já tão carregada de cicatrizes. Vincenzo espera ser reconhecido como um dos maiores artistas de seu tempo. E Alessia, a bela mecenas, busca impor sua vontade, custe o que custar! O Renascimento Cultural italiano é o pano de fundo deste romance que promete trazer ao leitor fortes emoções. Benvenuti!


Na Itália de 1481, conhecemos Francesca, uma jovem camponesa com grandes sonhos relacionados ao matrimonio. Em uma época em que os bons costumes ditavam tanto sobre o caráter da mulher e definiam toda a sua vida, a moça de beleza singular tão somente cuidada dos afazeres na casa que dividia com o pai viúvo e seus irmãos. Nas horas vagas ela contava os dias para finalmente casar-se com Giane, seu amado noivo.

Mas o que acontece quando todo o seu planejamento de futuro feliz foi construído com base em um amor frágil e egoísta?

05 novembro 2019

Resenha - O Instituto, Stephen King


Livro: O Instituto
Autor(a): Stephen King
Editora: Suma de letras
Páginas: 544
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
O novo livro de Stephen King, o Mestre do Terror, traz uma história inesquecível sobre um grupo de crianças com talentos especiais que precisam se unir para derrubar um grande mal. No meio da noite, em uma casa no subúrbio de Minneapolis, um grupo de invasores assassina os pais de Luke e sequestra silenciosamente o menino de doze anos. A operação leva menos de dois minutos. Quando Luke acorda, ele está no Instituto, em um quarto que parece muito o dele, exceto pelo fato de que não tem janela. E do lado de fora tem outras portas, e atrás delas, outras crianças com talentos especiais, que chegaram àquele lugar do mesmo jeito que Luke. O grupo formado por ele, Kalisha, Nick, George, Iris e o caçula, Avery Dixon, de apenas dez anos, está na Parte da Frente. Outros jovens, Luke descobre, foram levados para a Parte de Trás e nunca mais vistos. Nessa instituição sinistra, a equipe se dedica impiedosamente a extrair dessas crianças toda a força de seus poderes paranormais. Não existem escrúpulos. Conforme cada nova vítima vai desaparecendo para a Parte de Trás, Luke fica mais e mais desesperado para escapar e procurar ajuda. Mas até hoje ninguém nunca conseguiu fugir do Instituto. Tão aterrorizante quanto A incendiária e tão espetacular quando It: a Coisa, este novo livro de Stephen King mostra um mundo onde o bem nem sempre vence o mal.


Tim Jamieson é um ex-policial que aguardava um voo para Nova Iorque, ele estava à procura de emprego como segurança, mas tudo muda quando a companhia lhe oferece dois mil dólares para adiar o voo que estava lotado na ocasião. Tim decide então pedir carona e dormir e hotéis baratos de beira de estrada até chegar ao seu destino. No meio do caminho, ele encontra um anúncio para guarda noturno em Dupray, na Carolina do Sul e decide ficar um tempo na cidade.

28 outubro 2019

Resenha - Inspeção, Josh Malerman


Livro: Inspeção
Autor(a): Josh Malerman
Editora: Intrínseca
Páginas: 416
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Rapazes e garotas estão sendo criados em escolas especiais. Um grupo não sabe da existência do outro — até agora. No alto de uma torre embrenhada em uma floresta e isolada do restante do mundo, temos J. Ele é um dos vinte e seis rapazes de um internato que tem como objetivo formar prodígios em artes, ciências e atletismo. Até hoje J só teve contato com as outras pessoas que vivem ali: os colegas são sua única família e todos acreditam ser filhos do fundador da escola. A vida acadêmica é tudo o que conhecem — e tudo o que lhes é permitido conhecer. Mas J suspeita da existência de algo mais fora dali, para além da Torre em que vive, algo que não querem que ele veja. É então que começa a questionar. Qual o verdadeiro propósito daquele lugar? Por que os alunos não podem sair? E que segredos o pai está escondendo deles? Enquanto isso, do outro lado da floresta, em um internato muito parecido com o de J, uma jovem chamada K vem se fazendo as mesmas perguntas. Ao investigar os mistérios por trás de suas estranhas escolas, talvez os dois acabem descobrindo algo... que não deveriam.


A sexualidade é uma distração para o desenvolvimento do ser humano, então porque não eliminá-la?

Um grupo de 52 bebês é levado a duas torres no meio da floresta e divididos igualmente. De um lado os meninos, sobe o comando do P.A.I e acompanhados por uma equipe composta exclusivamente de homens. Do outro lado a M.Ã.E é a responsável pelas meninas e por uma equipe de mulheres. Essas crianças acreditam terem nascido da Árvore da Vida (?) e desconhecem a existência do sexo oposto.

25 outubro 2019

Resenha - Daqui pra baixo, Jason Reynolds


Livro: Daqui pra baixo
Autor(a): Jason Reynolds
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Will perdeu o irmão para a violência. Agora, precisa enfrentar sua realidade e descobrir se a vingança é capaz de aplacar sua dor. Aos 15 anos, Will conhece intimamente a violência. Ela está à espreita no dia a dia de seu bairro, nos avisos para que não volte tarde para casa, nos sussurros dos vizinhos sobre mais uma pessoa que foi morta. Dessa vez, os sussurros são sobre seu irmão mais velho. Shawn foi assassinado na rua onde a família mora. Contado do ponto de vista de Will, Daqui pra Baixo é uma narrativa ágil que se passa em pouco mais de um minuto — o tempo que o elevador do prédio leva para chegar ao térreo. Esse é o tempo que Will tem para descobrir se vai seguir as regras de sua comunidade ou se é possível não perpetuar o ciclo de violência. A regra número 1 é não chorar. A número 2, nunca dedurar alguém. A terceira, a crucial: se fazem algo com você ou com os seus, é preciso se vingar. A curta trajetória do elevador é ritmada pelas paradas em cada andar e por aqueles que aos poucos ocupam a cabine e os pensamentos de Will. Cada rosto tem uma história de vida e de morte. Will, em questão de segundos, vai definir a dele. Originalmente escrito em prosa, depois em verso, Daqui Pra Baixo faz a emoção — a confusão, a revolta, o medo — de um garoto armado que sai para vingar o irmão crescer também no peito de quem lê. Um livro impossível de ignorar.


William Holloman é um jovem de 15 anos que mora em um bairro violento dos Estados Unidos com sua família. Ele conhece de perto a dor de viver nessa cruel realidade, sempre com o receio de ser a próxima vítima que amanhecerá sem vida nas esquinas das ruas de onde reside.

Mas a vítima da vez é Shawn, seu irmão mais velho. E agora Will precisa tomar uma importante decisão: Seguir as regras locais e vingar a morte de Shawn ou sofrer essa dolorosa perda sem fazer nada - enquanto o assassino permanece impune.

23 outubro 2019

Resenha - Vozes do Joelma


Livro: Vozes do Joelma
Autor(a): Marcos DeBrito, Rodrigo de Oliveira, Marcus Barcelos, Victor Bonini e Tiago Toy
Editora: Faro
Páginas: 288
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Marcos DeBrito, Rodrigo de Oliveira, Marcus Barcelos e Victor Bonini são autores reconhecidos pela crueldade de seus personagens e grandes reviravoltas nas narrativas. As mentes doentias por trás dos livros A Casa dos Pesadelos, O Escravo de Capela, Dança da Escuridão, Horror na Colina de Darrington, Quando ela desaparecer, O Casamento, Colega de Quarto, e da série As Crônicas dos Mortos, se uniram para criar versões perturbadoras sobre as tragédias que ocorreram em um terreno amaldiçoado, e convidaram o igualmente perverso Tiago Toy para se juntar na tarefa de despir os homicídios, acidentes e assombrações que permeiam um dos principais desastres brasileiros: o incêndio do edifício Joelma. O trágico acontecimento deixou quase 200 mortos e mais de 300 feridos, além de ganhar as manchetes da época e selar o local com uma aura de maldição. Esse fato até hoje ecoa em boatos fantasmagóricos que envolvem a presença de espíritos inquietos nos corredores do prédio e lendas sobre lamúrias vindas dos túmulos onde corpos carbonizados foram enterrados sem identificação. Algo que nem todos sabem, é que muito antes do Joelma arder em chamas no centro de São Paulo, o terreno já havia sido palco de um crime hediondo, no qual um homem matou a mãe e as irmãs e as enterrou no próprio jardim. Devido às recorrentes tragédias que marcaram o local, há quem diga que ele é assombrado por ter servido como pelourinho, onde escravos eram torturados e executados. E sua maldição já fora identificada pelos índios, que deram-lhe o nome de Anhangabaú: águas do mal. Se as histórias são verdadeiras não se sabe... A única certeza é que a região onde ocorreu o incêndio tornou-se uma mina inesgotável de mistérios. E, neste livro, alguns deles estão expostos à loucura de autores que buscaram uma explicação.

Não me entendam mal, sei que chega a ser mórbido pensar assim, mas o incêndio do Edifício Joelma sempre me atraiu. Não pela tragédia em si, mas pela quantidade de histórias que, mesmo ao convergirem para um mesmo fim, ainda são tão diferentes.⠀

Quem são as mais de setecentas pessoas que estavam lá dentro na hora que o incêndio começou? O que se passou pela cabeça delas? Das que se salvaram, das que foram parar no telhado, de quem constatou que não aguentaria mais o calor. Sob a ótica de quatro autores, Vozes do Joelma nós da um vislumbre sobre qual poderiam ser algumas dessas histórias.

21 outubro 2019

Resenha - Conectadas, Clara Alves

 
Livro: Conectadas
Autor(a): Clara Alves
Editora:Seguinte
Páginas: 320
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Raíssa e Ayla se conheceram jogando Feéricos, um dos games mais populares do momento, e não se desgrudaram mais ― pelo menos virtualmente. Ayla sente que, com Raíssa, finalmente pode ser ela mesma. Raíssa, por sua vez, encontra em Ayla uma conexão que nunca teve com ninguém. Só tem um “pequeno” problema: Raíssa joga com um avatar masculino, então Ayla não sabe que está conversando com outra menina. Quanto mais as duas se envolvem, mais culpa Raíssa sente. Só que ela não está pronta para se assumir ― muito menos para perder a garota que ama. Então só vai levando a mentira adiante… Afinal, qual é a chance de as duas se conhecerem pessoalmente, morando em cidades diferentes? Bem alta, já que foi anunciada a primeira feira de Feéricos em São Paulo, o evento perfeito para esse encontro acontecer. Em um fim de semana repleto de cosplays, confidências e corações partidos, será que esse romance on-line conseguirá sobreviver à vida real?


A internet tem a capacidade de conectar pessoas dos lugares mais distantes do planeta. Raíssa e Ayla não estavam tão distantes assim, já que ambas moravam no estado de São Paulo, mas a probabilidade de se encontrarem ao acaso era quase insistente. E ainda assim, ali estavam elas.. criando uma conexão singular através da tela do computador. O grande problema, era que Ayla achava que estava falando com um menino, Leo, o melhor amigo de Raíssa.

19 outubro 2019

Resenha - Trono Destruído, Victoria Aveyard


Livro: Trono Destruído (A rainha vermelha #4.5)
Autor(a): Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Páginas: 504
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Nesta coletânea, que encerra a série A Rainha Vermelha, você vai descobrir mais sobre o universo avassalador da saga que já vendeu mais de meio milhão de exemplares no Brasil. Trono Destruído é uma coletânea especial para todos os leitores da série best-seller de Victoria Aveyard que ficaram com vontade de passar mais tempo com os personagens depois do fim de Tempestade Guerra. Com design especial, o livro traz os dois contos já publicados ("Canção da Rainha" e "Cicatrizes de Aço"), além de quatro histórias inéditas que darão aos leitores mais um vislumbre de seus personagens favoritos e a chance de conhecer caras novas. O volume conta ainda com mapas exclusivos, bandeiras, registros sobre a história de Norta e muito mais!

Aveyard é daquele tipo de autor que não se importa com o coração do leitor. Ela não tem pena de nos fazer se apaixonar por seus personagens, nem de matá-los. E, convenhamos, acabou dividindo o público ao longo da sua série. Para mim, Rainha Vermelha foi uma das melhores distopia que li e, apois essa coletânea de contos, posso dizer que seu lugar está totalmente assegurado.

Em meio às histórias já conhecidas da Rainha Coriane e da Capitã Farley - que eu achei desnecessário estarem inclusas aqui - somos presenteados com arquivos saídos direto dos estudos de Julian, a história de duas nobres prateada fugitivas - uma de Norta e outra de Lakeland e, enfim, o reencontro de Mare e Cal.

17 outubro 2019

Resenha - O Livro do Cemitério 2, Neil Gaiman


Livro: O Livro do Cemitério ( volume #2)
Autor(a): Neil Gaiman
Editora: Rocco
Páginas: 320
Adquira: Amazon

Na adaptação em quadrinhos deste premiado bestseller, feita pelo parceiro de longa data de Gaiman, P. Graig Russel, a fantástica e comovente história do jovem Nin consegue atingir novos patamares. No segundo volume, é pelas mãos dos talentosos artistas David Lafuente, Scott Hampton, Kevin Nowlan, Galen Showman e o próprio P. Craig Russel, que a saga do herói de carne e ossos e seus amigos espectrais chega a seu agridoce, mas esperançoso, fim.




Nin Owens cresceu órfã e aos cuidados dos espíritos de um cemitério próximo a residência onde sua família foi assassinada. Agora aos 11 anos sua sede por explorar mais do mundo dentro e fora dos portões do cemitério é evidente. Motivo pelo qual seu guardião Silas sabe que é chegada a hora de revelar ao garoto detalhes sobre a morte de sua família.

O problema é que o assassino chamado Jack ainda está a procura do garoto para concluir sua tarefa e por isso Nin precisa aprender mais sobre os perigos que o cercam no mundo dos vivos. Mas como aprender quando o garoto cresceu apenas na companhia dos mortos?

Pensando nisso, Silas permite que Nin frequente a escola da região. Mas para impedir que o garoto seja localizado, apaga todos os seus dados do registro escolar. Estar em meio aos vivos é como um sonho realizado para o Nin, no entanto, ele logo descobrirá que lidar com os vivos pode ser bem mais difícil do que com os mortos.

Com o passar dos anos, fica perceptível que nem mesmo todos os cuidados de Silas serão suficientes para proteger o garoto de enfrentar seu próprio destino. Nin precisará confrontar seu passado se quiser encontrar as respostas relacionadas à noite que mudou o rumo de sua vida. E, é nesse encontro de tirar o fôlego que o garoto e o leitor finalmente terão suas dúvidas sanadas.

Se eu já havia me encantado pelo menino criado pelos mortos antes, aqui essa paixão só ficou mais em evidência. Embora longe dos humanos, os interesses e conflitos de Nin mudaram com o passar dos anos. Suas necessidades já não são as mesmas da infância, ele anseia por saber mais, por estar cercado de gente de sua idade e por se sentir parte de algo. Essa evolução do personagem foi completamente justificada, afinal mesmo criado em outro ambiente, Nin ainda é humano e por isso seus anseios e inseguranças surgiriam conforme sua visão de mundo se transformasse. ⠀

Nesse segundo volume temos muito mais cenas de ação e tensão, o que tornou quase impossível largar a HQ antes de sua conclusão. O final me deixou de coração partido, mas foi o correto para a evolução de Nin e de toda a sua história.


07 outubro 2019

Resenha - Reinações de Narizinho, Monteiro Lobato


Livro: Reinações de Narizinho
Autor(a): Monteiro Lobato
Editora: Companhia das letrinhas
Páginas: 248
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Reinações de Narizinho é o primeiro de uma série de livros que abriria as porteiras do Sítio do Picapau Amarelo para os pequenos leitores do Brasil. Com seu universo único e encantador, as aventuras que Narizinho, Pedrinho, Emília e tantos outros personagens vivem nos arredores do Sítio e no Reino das Águas Claras marcaram a história da literatura brasileira e consagraram Monteiro Lobato como o grande nome de nossa literatura infantojuvenil. Esta nova edição de luxo, organizada por Marisa Lajolo, vem acompanhada por um texto introdutório que explica o contexto cultural da época de publicação do livro e debate as questões polêmicas relacionadas à obra de Monteiro Lobato. Traz também notas de rodapé em formato de diálogo entre as personagens, que explicam o vocabulário e os costumes do Brasil da década de 1920, além de ilustrações que reinterpretam a turma do Sítio.


Em primeiro lugar quero parabenizar a editora Companhia das Letrinhas por essa edição incrível, ela já encanta pelas ilustrações maravilhosas e originais, mas o que foi realmente decisivo para minha escolha de pôr qual edição começar a ler Monteiro foi as observações existentes nelas, eles colocam pequenas janelas de diálogos entre Emília e Narizinho questionando e explicando gírias e termos comuns do período em que foi escrito, assim mantendo tudo o mais próximo possível do texto original e também trazendo para nossa época. Logo no início do livro temos uma introdução falando sobre o período histórico em que Monteiro escreveu o livro, assim explicando certas falas e atitudes de personagens que já não são de acordo com o nosso período.

04 outubro 2019

Resenha - 36 perguntas que mudaram o que sinto por você, Vicki Grant


Livro: 36 perguntas que mudaram o que sinto por você
Autor(a): Vicki Grant
Editora: Galera Record
Páginas: 252
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Inspirado por um estudo real de psicologia, popularizado pelo The New York Times e a coluna Modern Love. Hildy e Paul têm as próprias razões para participar de um estudo do departamento de psicologia da universidade local que tem o intuito de “facilitar uma proximidade pessoal e, talvez, resultar em um relacionamento”. O experimento consiste em 36 perguntas, algumas inofensivas, como Quando foi a última vez que cantou sozinho?; outras nem tanto, como Qual sua mais terrível memória? As questões ajudam os dois a desnudar para o outro — e para si mesmos — sentimentos muitas vezes reprimidos. Segredos são revelados; vulnerabilidades, expostas. Hildy e Paul chegam ao fim do questionário entre risos e lágrimas, e baiacus voadores! Mas a pergunta mais importante permanece: eles se apaixonaram?


Trinta e seis respostas e uma troca de olhares era o que separava Paul dos 40 dólares que estavam sendo pagos a quem participasse de um estudo na universidade local. Desempregado, ele se interessava por qualquer dinheiro que viesse fácil e esse era praticamente dado. Hildy pretendia puxar psicologia para sua grade a ser cursada e se voluntariar a uma atividade na área pareceu uma boa opção. Até ela descobrir o objetivo ao qual estava se submetendo.

02 outubro 2019

Resenha - Todas as suas Imperfeições, Colleen Hoover


Livro: Todas as suas (Im)perfeições
Autor(a): Colleen Hoover
Editora: Galera
Páginas: 304
Adquira: Amazon
Uma história de amor perfeita é suficiente para manter vivo o casamento entre duas pessoas imperfeitas? O acaso uniu Quinn e Graham duas vezes. A primeira delas, no que consideraram o pior dia de suas vidas, quando ela descobriu às vésperas do casamento que estava sendo traída pelo noivo e ele, pela namorada que pretendia pedir em casamento. A segunda, meses depois, em meio a encontros ruins. Deste reencontro surgiu um amor profundo e um relacionamento perfeito... ou talvez nem tanto. Com o passar dos anos e a frustração por não conseguirem ter filhos, Quinn e Graham acumularam silêncios e desconfianças. O casal se encontra no centro de um furacão, e seu futuro depende das promessas feitas quando o casamento ainda parecia uma praia paradisíaca.

Quinn e Graham se conheceram em um dos piores dias de suas vidas, enquanto ela descobria a traição do noivo às vésperas do casamento e ele a traição da namorada ao qual pediria em casamento. Emocionalmente abalados, o que resta para os ambos é apoio mutuo para sair de cabeça erguida dessa situação e esquecer esse episódio conturbado em que foram submetidos por seus respectivos ex.

Mas a vida tinha planos para Quinn e Graham, e é meses depois que a história de amor desse casal se inicia. Apaixonados e confiantes em relação ao que sentem, eles decidem casar e construir uma vida juntos. Um dos primeiros planos é aumentar a família, mas as tentativas frustradas de Quinn em engravidar a transformam em uma mulher amargurada e vazia. Com o passar dos anos, a situação no casamento torna-se insustentável, a infertilidade de Quinn destruiu todos os seus sonhos e nem mesmo o amor e paciência de Graham são suficientes para trazer sua esposa de volta.

30 setembro 2019

Resenha - O Labirinto do Fauno, Guillermo Del Toro e Cornelia Funke


Livro: O Labirinto do Fauno
Autor(a): Guillermo del Toro e Cornelia Funke
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Um dos filmes mais aclamados dos últimos tempos, O Labirinto do Fauno transborda das telas do cinema em obra que expande o universo de fantasia e horror da obra-prima de Del Toro. Quando estreou nos cinemas, O Labirinto do Fauno encantou público e crítica com sua história que mesclava sonho e realidade, trazendo para o universo da fantasia o cruel cotidiano da Espanha fascista de Franco. Mais de dez anos depois, a produção permanece conquistando fãs e mostrando que boas histórias são atemporais. Nesta edição mais do que especial, o escritor, diretor e roteirista mexicano Guillermo del Toro — a mente por trás do filme e um dos artistas mais inventivos dos últimos tempos — se une a Cornelia Funke, premiada escritora de contos de fadas modernos e autora da trilogia Mundo de Tinta, para narrar a jornada de uma menina pelo Reino dos Homens e pelo Reino Subterrâneo. No ano de 1944, Ofélia e a mãe cruzam uma estrada de terra que corta uma floresta longínqua ao norte da Espanha, um lugar que guarda histórias já esquecidas pelos homens. O novo lar é um moinho de vento tomado pela escuridão e pela crueldade do capitão Vidal e seus soldados, dispostos a tudo para exterminar os rebeldes que se escondem na mata. Mas o que eles não sabem é que a floresta que tanto odeiam também abriga criaturas mágicas e poderosas, habitantes de um reino subterrâneo repleto de encantos e horrores, súditos em busca de sua princesa há muito perdida. Uma princesa que, segundo os sussurros das árvores, finalmente retornou ao lar. No livro, a narrativa de Ofélia é intercalada com ilustrações e contos de fadas inéditos, baseados em elementos-chave de O Labirinto do Fauno. A obra é uma impactante ode ao poder das histórias, seja em imagens ou palavras, e a sua capacidade de transformar a realidade a nossa volta.


No ano de 1944, durante o regime político ditatorial de Franco, Ofélia e sua mãe grávida seguem rumo ao norte da Espanha em busca de um novo recomeço. O novo lar que as aguarda é um moinho de vento obscurecido pela maldade e crueldade do capitão Vidal e seus soldados, que usam da força para exterminar os rebeldes que se escondem na floresta.

Longe de casa e precisando lidar com a morte do pai que tanto amava e com a gravidez delicada da mãe, Ofélia sente-se solitária e desamparada. O homem ao qual futuramente deverá chamar de pai é desprezível e sua mãe cega pelo amor e pela “proteção” que Vidal pode lhes proporcionar não enxerga o destino cruel ao qual impôs a filha.

27 setembro 2019

Resenha - O Livro do Cemitério, Neil Gaiman


Livro: O Livro do Cemitério (volume #1)
Autor(a): Neil Gaiman
Editora: Rocco
Páginas: 192
Adquira: Amazon

Bestseller do The New York Times e premiado com as medalhas Newbery (EUA) e Carnegie (Reino Unido), o romance O livro do cemitério, do cultuado escritor Neil Gaiman, ganha versão em quadrinhos adaptada por P. Craig Russell, parceiro de Gaiman em diversos livros, incluindo a versão em HQ de outro clássico do autor, Coraline. O livro é o primeiro de dois volumes que acompanham a trajetória de Ninguém Owens, ou Nin, um garoto como outro qualquer, exceto pelo fato de morar em um cemitério e ser criado por fantasmas. Cada capítulo nesta adaptação de Russell acompanha dois anos da vida do menino e é ilustrado por um artista diferente, apresentando uma variedade fascinante de estilos que dão ainda mais vida à atmosfera ao mesmo tempo afetuosa e sombria da história.

Em uma fatídica noite, um homem chamado Jack assassinou toda uma família, mas frustrou-se quando não encontrou sua última vítima – um bebê. O menino que já havia aprendido a andar e era extremamente curioso, despertou com o barulho que acontecia naquela casa e desceu do berço. Com a porta escancarada, o último integrante com vida naquela família caminhou até um cemitério próximo onde foi encontrado pelo Sr. e Sra. Owens, um casal falecido, cujas almas vagavam por ali.

Mas o homem chamado Jack não descansaria até concluir seu trabalho e seguiu o rastro da criança até o cemitério. Contudo, mais uma vez seus planos foram por água abaixo ao deparar-se com Silas, que se dizia zelador do cemitério, mas que na verdade era um vampiro que o fez esquecer o que buscava.

Decididos a ajudar, os Owens adotam a criança que passa a se chamar Ninguém Owens, ou Nin. Com o auxílio de Silas (que se tornou guardião do garoto) e dos demais espíritos do cemitério, Nin cresce protegido entre as lápides e jazigos e recebe a liberdade de andar por entre os mortos. Mas conforme cresce, seu espírito aventureiro e sedento por conhecimento o leva a muitas encrencas, aventuras, castigos e novas amizades.

Por dez anos, o cemitério era o único local que garantia a segurança de Nin, porém a vida do garoto ainda corria perigo fora dos muros daquele lugar. Acontece que o assassino de sua família ainda pretende encontrá-lo e concluir seu trabalho. Sua motivação não é evidente nesse volume, mas essa é a pergunta que fica em aberto durante toda a graphic novel. Qual seria a razão para Jack assassinar toda a família de Nin?

Com ilustrações de diversos artistas e uma trama muito bem desenvolvida e estruturada, a GN ganha vida no decorrer das páginas e nos faz embarcar nesse mundo que mistura fantasia e realidade. Devorei o livro de uma só vez e me encantei pelos personagens e suas características únicas, em especial Silas.

Para quem busca uma GN de qualidade ou simplesmente uma história de fantasmas, bruxas, lobisomens e vampiros, essa é a escolha certa.



25 setembro 2019

Resenha - Mortos não contam segredos, Karen M. McManus


Livro: Mortos não contam segredos
Autor(a): Karen M. McManus
Editora: Galera
Páginas: 352
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora


O segundo romance ainda mais irresistível da autora best-seller de Um de Nós Está Mentindo. Por trás das cercas brancas e dos gramados perfeitos da pacata cidadezinha de Echo Ridge, há segredos de natureza obscura. Ellery conhece as histórias a respeito da cidade natal de sua mãe e sabe que ali garotas desaparecidas não voltam para casa. Cinco anos atrás, a rainha do baile foi assassinada e o culpado jamais foi preso. Sua tia também foi uma das vítimas quando ainda era adolescente, mas a mãe pouco fala sobre isso, preferindo mascarar o luto com bebidas e remédios. Quando o vicio culmina em uma internação na clínica de reabilitação, Ellery e seu irmão gêmeo, Ezra, se mudam para a casa da avó em Echo Ridge e passam a testemunhar em primeira mão a sinistra fama da cidade. Antes mesmo do inicio das aulas, novas ameaças surgem em forma de pi-chações. Alguém deixa bem claro que a temporada de caça às rainhas do baile está aberta, e o nome de Ellery surge entre as possíveis vítimas. Poucos dias depois, outra garota desaparece e, des-ta vez, Ellery está determinada a descobrir quem está por trás de tudo isso. Mas quanto mais a menina se envolve com os segredos dos moradores, mais se põe na mira do responsável pelas mortes. Ellery está prestes a descobrir que segredos são perigosos, e é por isso que, em Echo Ridge, é melhor guardá-los para si.

pequena Echo Ridge é quase tudo o que esperamos em uma cidade pequena, exceto por seu curto histórico de assassinatos brutais. Ellery está ligada a primeira vítima e a falta de respostas décadas depois a deixou aficcionada por inquéritos policias. É a primeira vez que ela e seu gêmeo passaram um tempo considerável na cidade e o 'time' não poderia ser mais exato. ⠀

Um novo ano letivo, um novo baile de boas vindas, três novas rainhas anunciadas e um assassino de volta a ativa. Ameaças públicas começam com pixações e vandalismo, mas sem que nenhum suspeito seja identificado. Até que uma delas está desaparecida e cada hora que passa, parece ser tarde demais.

23 setembro 2019

Resenha - Vergonha, Brittainy C. Cherry


Livro: Vergonha
Autor(a): Brittainy C. Cherry
Editora: Record
Páginas: 420
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora

Um amor inesperado que surge de forma inusitada e arrebata a vida de Grace Harris. Grace Harris está perdida e sozinha em sua casa em Atlanta depois que o homem que ela pensou que ficaria a seu lado pelo resto da vida traiu sua confiança, partiu seu coração e saiu de casa, deixando seu casamento em suspenso. Grace resolve, então, passar o verão com a família em Chester, sua cidade natal, para respirar, dar um tempo de tudo. Sua vida está uma bagunça e o que ela precisa no momento é de um pouco de gentileza e compaixão. Por incrível que pareça, Grace encontra isso na pessoa mais improvável de todas: Jackson Emery, a ovelha negra da cidade. Conhecido como a erva daninha de Chester, ele é sinônimo de encrenca, e não faz nada para mudar essa imagem. Tendo perdido na infncia o que havia de mais valioso na vida, Jackson se tornou um homem amargurado e não dá a mínima para o que pensam dele. Os caminhos de Grace e Jackson acabam se cruzando de um jeito inusitado e a tristeza profunda que carregam atrai os dois como ímã. Ambos sabem que não foram feitos um para o outro, mas, como tudo vai acabar mesmo com o fim do verão, resolvem deixar rolar e se entregar a uma diversão passageira. Porém, o que Grace não imaginava é que seu coração, já destroçado, seria obrigado a aprender que certos relacionamentos são capazes de causar dores muito profundas, e que é sempre preciso fazer uma escolha.

Grace Harris imaginava ter feito à escolha certa quando uniu sua vida a Finn, era o casamento perfeito para a filha de um pastor e motivo de orgulho para sua família tradicional. Mas quinze anos depois o cenário é completamente diferente. Traída e enganada pelo marido, ela retorna a sua cidade natal em Chester – Georgia para se afastar das ruínas que restaram de seu casamento e receber o apoio da família. No entanto, o apoio surge de onde menos se espera.

Jackson Emery perdeu algo muito precioso na infância e junto a isso perdeu também a fé nas pessoas e em Deus. Amargurado e mal-humorado, ele é conhecido como a ovelha negra da cidade e faz jus ao apelido. Mas apesar de ser visto como um monstro, a verdade é que Jackson é um homem bondoso, que apesar de quebrado, também possui sentimentos e feridas profundas.

19 setembro 2019

Resenha - Confidências de uma ex-popular, Ray Tavares


Livro: Confidências de uma ex-popular
Autor(a): Ray Tavares
Editora: Galera Record
Páginas: 434
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora

Da autora de Os 12 Signos de Valentina. Mais de 4 milhões de leituras no Wattpad. Beleza, poder, popularidade. O que mais uma garota pode querer? Renata acaba de ser expulsa de sua antiga escola. Perdeu seu status, seus amigos, seu namorado e sua antiga vida de privilégios. Agora, precisa recomeçar do zero, em um rígido internato católico. Possessa e nada disposta a construir novos laços de amizade por conta das frustrações do passado, ela se vê, de repente, perdida. Sem largar sua essência, a garota se equilibra entre lidar com o desprezo constante dos alunos do colégio, recusar as investidas do presidente de um grupo misterioso e, nesse meio, administrar seu interesse por um aluno em particular. Será que Renata vai conseguir superar seu passado e iniciar uma nova jornada mostrando uma nova versão de si mesma – ou insistirá em seus velhos erros?

De todos os castigos imagináveis que seus pais pudessem lhe aplicar, a reclusão nunca passaria pela cabeça de Renata. Os importantes Sr. e Sra. Vincenzo mal param em casa, porque ter esse trabalho? Porém, lá estava ela, indo para um internato no interior de São Paulo. Renata não pode dizer que estava perdendo muita coisa ao sair da capital, já que todos os seus amigos lhe deram as costas. Mas, ficar trancada em um campus isolado, ter que usar um uniforme horrendo e ainda assistir missa todos os domingos? Isso era um castigo desproporcional para quem havia se arrependido tanto de seus erros.

16 setembro 2019

Resenha - The Risk, Elle Kennedy


Livro: The Risk (Briar U #2)
Autor(a): Elle Kennedy
Editora: Paralela
Páginas: 384
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Todo mundo diz que eu sou uma garota má. Deve ser porque faço o que bem entendo e não estou nem aí para o que os outros pensam de mim. Apesar disso, dormir com o inimigo não faz meu tipo. Como filha do técnico de hóquei da Briar, minha vida estaria arruinada se eu me relacionasse com um jogador de um time rival. E essa é a definição de Jake Connelly. Estrela e capitão do time de Harvard, ele é arrogante, irritante e atraente demais pra ser verdade. E o pior é que eu preciso que ele tope fingir ser meu namorado para que eu consiga meu tão sonhado estágio na HockeyNet. Mas é claro que aquele gostoso idiota não vai facilitar: para cada encontro falso… ele quer um pra valer. O que significa que estou em apuros. Isso de ficar saindo às escondidas com Jake Connelly não tem como dar certo. Embora esteja cada vez mais difícil resistir ao desejo e ao sorriso de Jake, me recuso a me apaixonar por ele. Esse é o único risco que eu não vou correr.


Desde teve idade suficiente para entrar em um ringue de gelo, hóquei foi a prioridade na vida de Jake Connelly e diante da chance de encerrar a carreira universitária com o título nacional, ele vai exigir que todo o time esteja focado. Tudo que possa atrapalhar a concentração de sua equipe precisa ser cortada imediatamente. O pedido de seu capitão, leva o peguete de Brenna a dispensá-la, deixando garota furiosa. Não pelo fato em si - eles não iriam longe mesmo - mas porque Connelly finalmente conseguiu interferir na sua vida e isso era algo que Brenda Jesen nunca permitiria.

11 setembro 2019

Lançamentos da Faro Editorial (Setembro/ 2019)



A Devolvida, Donatella Di Pietrantonio

Considerado um dos grandes romances da Itália, onde vendeu mais de 250 mil exemplares, com direitos negociados para mais de 25 países, e adaptações no teatro e no cinema, a autora Donatella Di Pietrantonio traz uma história sensível e emocionante. Aos 13 anos, uma garota é levada do lar abastado onde vive para uma casa estranha e com pessoas que dizem ser seus pais e irmãos. Na pequena cidade italiana todos conhecem sua história: ela é a criança que os pais naturais, pobres e de família numerosa, “deram” a um parente que não podia ter filhos e que este a devolveu quando a menina frequentava o ensino médio, não por maldade, mas porque a vida pode ser mais complexa do que imaginamos e nos força a fazer escolhas dolorosas. Ela era a devolvida. Sentia-se como uma estrangeira na nova casa e, desde então, a palavra “mãe” travara em sua garganta. Privada até de um adeus por aqueles que sempre acreditou serem seus pais, ela se vê incrédula ao enfrentar o sofrimento de ser abandonada novamente de forma repentina. “Minha vida anterior me distinguiu, me isolou na nova família. Quando voltei, falava outra língua e não sabia mais a quem pertencia”. Forçada a crescer para reintegrar-se ao seu núcleo original, ela vive uma sensação de subtração, de gente esvaziada de significado, e nos ensina em meio à dor como encontrar sentido quando tudo parece desmoronar.

09 setembro 2019

Como comprar mais livros - Dicas e Descontos

Oi gente, tudo bem com vocês? Espero que sim! 

Faz tempo que não trazemos dicas de como comprar/ adquirir livros novos por aqui. E como sabemos que encontrar promoções interessantes e diminuir a lista de desejados é sempre uma meta para os amantes da literatura, hoje trago esse post especial contendo informações que valem a pena levar para a vida.




No mundo literário não é novidade que a lista de desejados de todo leitor que se preze vive um constante crescimento. Mensalmente as editoras lançam inúmeros livros incríveis e por mais que tentemos ser seletivos em adquirir apenas o que realmente consumiremos em breve, a verdade é que na prática, nem sempre conseguimos seguir essa regra.

Por isso, aqui vai dicas preciosas para vocês!

PROMOÇÕES -

Estejam sempre atentos aos valores cobrados nas "famosas" promoções. Geralmente temos ideia de preço dos livros que desejamos, mas nem sempre isso significa que o valor realmente irá compensar. Por isso sempre fique de olho nos preços de sites mais conhecidos e pesquise muito antes de definir onde comprar. Mas lembre-se, o frete também pode pesar dependendo de onde você reside. Então frete grátis ou fixo faz toda a diferença.

 SEBO/ DESAPEGO/ VENDA - 

Desapegar dos livros encalhados na estante ou daqueles que simplesmente não ganharam sua afeição também é uma ótima forma de adquirir espaço e conseguir uma graninha ou crédito para trazer novos livros para casa. Visite sebos em sua cidade, a experiência é enriquecedora e a oportunidade de encontrar obras desejadas por lá é promissora. Mas se sebo não for uma opção para você, venda a preço de desapego para outros leitores. Todo mundo saí ganhando nessa. <3

CUPONS DE DESCONTO - 

E aqui vai a dica que nós leitores amamos! Os cupons de desconto são os verdadeiros aliados na hora da compra. Eu ainda visito livrarias para conhecer os livros antes de comprá-los, mas minhas aquisições são feitas quase 100% via internet e com o uso de cupons. Atualmente existem muitos sites com esse serviço e o Cupom Valido é um dos meus queridinhos. Além de encontrarmos cupom para livros, o site possui parceria com lojas bem conhecidas, tais como a Americanas, Centauro, Carrefour, Netshoes, Saraiva, Submarino e muitos outros. São mais de 400 lojas parceiras, o que nos permite economizar em diversos segmentos. Basta acessar: https://www.cupomvalido.com.br e aproveitar!



Gostaram das dicas? Acrescentariam mais alguma nessa lista? Vamos conversar! 


06 setembro 2019

Resenha - As Férias da Minha Vida, Clara Savelli


Livro: As férias da minha vida
Autor(a): Clara Savelli
Editora: Intrínseca
Páginas: 336
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Três amigas. Uma viagem incrível para um resort no Caribe. Na bagagem, lembranças, descobertas e paixões inesquecíveis. Há muito tempo, Ísis sonha com sua viagem de quinze anos. Na cabeça dela, estava tudo certo: iria para a Disney com a melhor amiga, Viviane. Quando os pais da amiga mudam os planos porque querem que Brenda, irmã mais nova de Vivi, vá junto, a frustração é grande. Dois anos depois, a viagem dos sonhos vai finalmente se concretizar. Só que a comemoração dos quinze vai ser aos dezessete. E a viagem terá outro destino... Por influência de Cecília, a tia hilária de Vivi e Brenda, elas embarcam rumo à República Dominicana, um país que Ísis nem sabe apontar no mapa. Apesar de ser a adulta responsável pelo trio, Cecília vive com a cabeça no mundo da lua e só está preocupada com aplicativos de relacionamentos e as bebidas que o Caribe tem a oferecer. Ísis não faz ideia de como seus pais ultracontroladores concordaram com a viagem, mas, já que autorizaram, ela quer aproveitar ao máximo! Um mês de sol, praia, partidas de vôlei e tranquilidade... A República Dominicana era a descrição perfeita do paraíso. No entanto, o universo parece ter outros planos, que envolvem surpresas, reviravoltas e, quem sabe, até um novo amor. Em As Férias da Minha Vida, Ísis vai descobrir que nem sempre a vida segue um roteiro. E que isso pode trazer experiências inesquecíveis.

Imagina se hospedar por um mês num resort all inclusive em Punta Cana com sua melhor amiga, a irmã mais nova dela e uma responsável nem tão atenta assim? São as férias perfeitas e Isis estava disposta a aproveitá-la ao máximo.

Ao me deparar com esse cenário, sabia que o livro de estreia de Clara Savelli tinha grandes chances de me conquistar. Um romance de férias adolescentes, uma comemoração tardia dos 15 anos da protagonista. Mas vamos lá, os primeiros 20% foram exaustivos! Não pela escrita da autora que é super fluida, mas porque precisei me adaptei a algumas características que não curto muito.

04 setembro 2019

Resenha - Ano Um, Nora Roberts


Livro: Ano um (Crônicas da Escolhida #1)
Autor(a): Nora Roberts
Editora: Arqueiro
Páginas: 400
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
PRIMEIRO VOLUME DA TRILOGIA DISTÓPICA CRÔNICAS DA ESCOLHIDA.
Nora Roberts, que já vendeu mais de 500 milhões de livros no mundo, se aventura em um novo gênero! Tudo começa na noite de Ano-Novo. A doença se alastra rapidamente. Em questão de semanas, a rede elétrica para de funcionar, as leis e o sistema de governo entram em colapso e mais da metade da população mundial é dizimada.
Onde existia ordem, agora só há caos. E conforme o poder da ciência e da tecnologia diminuíam, a magia crescia e tomava o seu lugar. Uma parte dessa magia é boa, como a feitiçaria praticada por Lana Bingham no apartamento que divide com o amante, Max. Outra parte dela, no entanto, é inimaginavelmente maligna, e pode se esconder em qualquer canto, numa esquina, nos fétidos túneis sob o rio ou dentro daqueles que você mais ama e conhece... Espalham-se rumores de que nem os imunes nem os dotados estão a salvo das autoridades que patrulham as ruas devastadas, então Lana e Max resolvem deixar Nova York. Outros viajantes também seguem esperançosos para o oeste: Chuck, um gênio da tecnologia que mantém o bom humor em um mundo off-line; Arlys, uma jornalista que insiste em buscar e registrar a verdade; Fredinha, uma jovem com um otimismo que parece fora do lugar nessa paisagem desoladora; Rachel e Jonah, médica e paramédico, determinados a proteger uma jovem mãe e seus três bebês recém-nascidos. Em um mundo em que cada estranho no caminho pode representar a morte ou a salvação, nenhum deles sabe o que encontrarão. Porém, um novo horizonte os aguarda, a concretização de uma profecia ancestral que transformará a vida de todos os sobreviventes. O fim chegou. O início é o que vem agora.


Ninguém sabe o que causou o fim do mundo. Em um dia os McLeod estavam comemorando a chegada do ano novo, na semana seguinte, todos com quem tiveram contato estavam mortos. A Catástrofe é assim: rápida, implacável. É em meio ao caos, aqueles que são imunes precisam aprender como viver no novo mundo que está surgindo.

28 agosto 2019

Lançamentos do Grupo Companhia das Letras (Agosto/ 2019)



O aprendiz de assassino, Robin Hobb

Com personagens cativantes, tramas políticas complexas e lutas cheias de magia e reviravoltas, O Aprendiz de Assassino é tudo o que um fã do gênero pode esperar de uma ótima fantasia épica. Fitz tem seis anos de idade quando seu avô o joga aos pés de um guarda real e anuncia que a partir de então o pai deve cuidar do bastardo que produziu ― e o pai de Fitz é ninguém menos que Chilvary Farseer, o príncipe herdeiro dos Seis Ducados. Excluído pela realeza, mas importante demais para ser abandonado, Fitz é criado à sombra da corte, protegido pelo mestre dos estábulos e crescendo em meio aos criados e plebeus da Cidade de Torre do Cervo.
No entanto, um bastardo real é uma peça perigosa, e o rei Shrewd não demora a convocá-lo. Carregando no sangue a magia ancestral do Talento e uma habilidade ainda mais instintiva de se comunicar com os animais, Fitz passa a ser treinado para se tornar um assassino a serviço do rei. Quando saqueadores selvagens começam a atacar as regiões costeiras dos Seis Ducados, Fitz recebe sua primeira missão. Embora alguns o vejam como uma ameaça, o jovem bastardo vai provar que pode ser a chave para a sobrevivência do reino.



Nocturna, Maya Motayne

No primeiro volume de uma trilogia de fantasia inspirada na cultura latina, uma ladra capaz de mudar de aparência e um príncipe herdeiro se unem para proteger o reino de uma magia perversa. Depois de se libertar da dominação dos inglésios, o reino de Castallan não esperava passar por mais nenhuma crise. Mas Dez, o herdeiro, foi assassinado, e agora nobres e plebeus precisam aceitar que o destino do reino está nas mãos do príncipe Alfie, que passou meses fugindo de suas obrigações enquanto bebia tequila em alto-mar. De volta a Castallan, Alfie não consegue acreditar que seu irmão morreu e, tentando provar o contrário, se depara com Finn Voy. Graças a sua habilidade de assumir a aparência de qualquer pessoa, Finn está sempre usando um disfarce para se proteger dos traumas de seu passado e de qualquer um que se meter em seu caminho. Quando os destinos de Alfie e Finn se cruzam, eles acidentalmente libertam uma magia poderosa e antiga que, se não for detida, vai mergulhar o mundo em escuridão. Com o futuro de Castallan em suas mãos, o príncipe e a ladra terão de aprisionar essa magia obscura a qualquer custo, mesmo que, no caminho, precisem confrontar seus segredos mais sombrios.


Cinco Júlias, Matheus Souza

Em seu livro de estreia, o roteirista Matheus Souza apresenta cinco garotas que, de repente, têm seus maiores segredos revelados. De madrugada, sem o menor aviso, todas as mensagens que todo mundo já enviou por e-mail e pelas redes sociais vazaram na internet. Agora, basta digitar o nome de alguém num campo de busca para ler as conversas particulares que a pessoa já teve. Vários políticos são presos, milhares de fofocas de celebridades vêm à tona. E a vida de cinco adolescentes que têm o mesmo nome [Júlia] vira de cabeça para baixo. Em uma noite chuvosa no Rio de Janeiro, uma série de incidentes faz com que as cinco se encontrem. Cada uma tem o seu motivo, mas todas querem fugir da cidade o quanto antes. Assim, elas partem num carro de autoescola para São Paulo, numa viagem hilária e intensa, sofrida e maravilhosa ― como a própria adolescência.


                    O dom supremo
, Paulo Coelho e Henry Drummond


“Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver Amor, serei como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine.” “Eu achava que já tinha pensado tudo o que precisava pensar a respeito do Amor quando o sermão de Henry Drummond caiu em minhas mãos. A partir do momento em que li as palavras deste livro e tentei colocar em prática seus ensinamentos, minha vida mudou bastante.” ― Paulo Coelho O texto bíblico da Primeira Epístola de São Paulo aos Coríntios é um dos escritos mais famosos sobre o amor, mas de tanto ouvi-lo, será que ainda aprendemos com sua mensagem? Seguindo os passos do jovem pregador Henry Drummond, Paulo Coelho é capaz de redefinir tudo que conhecíamos a respeito do tema, inspirando-se no famoso discurso “The Greatest Thing in the World”. O resultado é um texto belíssimo e poderoso, que lista os nove elementos do amor ― paciência, bondade, generosidade, humildade, delicadeza, entrega, tolerância, inocência e sinceridade ―, e nos traz um ensinamento transformador sobre o que é mais importante para a fé. “O talento de escritor de Paulo Coelho, bem como sua excepcional capacidade em tocar as vidas de homens e mulheres por entre fronteiras e culturas, faz dele um mensageiro poderoso.” ― Ban Ki-Moon, Secretário-geral das Nações Unidas
“Acreditamos nas palavras de Paulo Coelho, em um de seus mais famosos livros: ‘Com a força de nosso amor e de nossa vontade podemos mudar nosso destino e também os destinos de outros’.” ― Barack Obama, ex-presidente dos Estados Unidos. “Paulo Coelho conhece o segredo da alquimia literária.” ― Kenzaburo Oe, prêmio Nobel de literatura


O perigo de uma história única,  Chimamanda Ngozi Adichie

Uma das palestras mais assistidas do TED Talk chega em formato de livro. Para os fãs de Chimamanda, e para todos os que querem entender a fonte do preconceito.
O que sabemos sobre outras pessoas? Como criamos a imagem que temos de cada povo? Nosso conhecimento é construído pelas histórias que escutamos, e quanto maior for o número de narrativas diversas, mais completa será nossa compreensão sobre determinado assunto.
É propondo essa ideia, de diversificarmos as fontes do conhecimento e sermos cautelosos ao ouvir somente uma versão da história, que Chimamanda Ngozi Adichie constrói a palestra que foi adaptada para livro. O perigo de uma história única é uma versão da primeira fala feita por Chimamanda no programa TED Talk, em 2009. Dez anos depois, o vídeo é um dos mais acessados da plataforma, com cerca de 18 milhões de visualizações. Responsável por encantar o mundo com suas narrativas ficcionais, Chimamanda também se mostra uma excelente pensadora do mundo contemporâneo, construindo pontes para um entendimento mais profundo entre culturas.
                                                     
                                                              
The Risk: O dilema de Brenna e Jake, Elle Kennedy

Todo mundo diz que eu sou uma garota má. Deve ser porque faço o que bem entendo e não estou nem aí para o que os outros pensam de mim. Apesar disso, dormir com o inimigo não faz meu tipo. Como filha do técnico de hóquei da Briar, minha vida estaria arruinada se eu me relacionasse com um jogador de um time rival. E essa é a definição de Jake Connelly. Estrela e capitão do time de Harvard, ele é arrogante, irritante e atraente demais pra ser verdade. E o pior é que eu preciso que ele tope fingir ser meu namorado para que eu consiga meu tão sonhado estágio na HockeyNet. Mas é claro que aquele gostoso idiota não vai facilitar: para cada encontro falso… ele quer um pra valer. O que significa que estou em apuros. Isso de ficar saindo às escondidas com Jake Connelly não tem como dar certo. Embora esteja cada vez mais difícil resistir ao desejo e ao sorriso de Jake, me recuso a me apaixonar por ele.
Esse é o único risco que eu não vou correr.


O ZahirPaulo Coelho

Segundo a tradição islâmica, o Zahir é algo ou alguém que acaba por dominar completamente o pensamento, sem que se possa esquecê-lo em momento algum. Para o narrador do novo romance de Paulo Coelho, o Zahir é sua esposa, Esther, com quem é casado há mais de dez anos. Tudo parecia ir bem entre eles, até o dia em que ela desaparece sem deixar vestígios. A polícia cogita hipóteses de seqüestro, assassinato e envolvimento com terroristas - ela foi correspondente de guerra no Oriente Médio - sem chegar a uma conclusão. Mas ele, o marido, sabe a resposta: ela simplesmente o abandonara sem se despedir, sem dizer para onde ia nem por que fazia isso. Esther saiu de sua vida e terminou ocupando sua mente pois, diante de tantas perguntas sem respostas, para ele se tornou impossível parar de pensar nela. Por que ela desistiu? Onde ela está agora? As interrogações não o deixam em paz e acabam por guiá-lo em uma viagem em busca da esposa desaparecida e de si mesmo. O nome do narrador de O Zahir não é revelado, mas sua biografia é contada em detalhes. O personagem é um escritor famoso que vende milhões de livros em todo o mundo, embora seja constantemente crucificado pela crítica; ele iniciou sua carreira de sucesso como compositor e chegou a trabalhar para gravadoras; na juventude, ele foi hippie e praticou magia, alquimia e diversas ciências ocultas, tendo participado de rituais, sociedades secretas, invocações, seitas exóticas e confrarias misteriosas; ele escreveu sobre o Caminho de Santiago e disseminou o conceito de guerreiro da luz. O personagem criado por Paulo Coelho escreve Tempo de rasgar, tempo de costurar, uma espécie de tratado sobre o casamento, em que expõe muito de sua vida ao lado de Esther.                                                

26 agosto 2019

Resenha - Nove desconhecidos, Liane Moriarty


Livro: Nove desconhecidos
Autor(a): Liane Moriarty
Editora: Intrínseca
Páginas: 464
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Nove pessoas se reúnem em um spa bem distante da cidade. A quilômetros da civilização, sem carro nem celulares, elas não têm qualquer contato com o mundo exterior. Apenas tempo para pensarem em si mesmas e se conhecerem melhor. Algumas estão lá para perder peso, algumas para tentar recomeçar a vida, outras por razões inconfessáveis até para elas mesmas. No meio de tanto luxo e mimo, sucos e meditação, todos sabem que vão precisar se esforçar nos próximos dez dias. Mas ninguém é capaz de imaginar o tamanho do desafio. Frances Welty, escritora de romances best-sellers, chega à Tranquillum House com um problema nas costas, um coração partido e um corte no dedo extremamente dolorido. Ela logo fica intrigada com os colegas de retiro — a maioria não parece precisar de fato de um spa. Mas quem mais a deixa curiosa é a diretora. Será que ela tem as respostas que Frances nem sabia que estava procurando? Será que Frances deve colocar suas dúvidas de lado e mergulhar em tudo que o spa tem a oferecer? Ou é melhor fugir enquanto é tempo? Não demora muito para que todos os hóspedes estejam se fazendo esta pergunta.

Venha para a Tranquillum House e obtenha nada menos que a satisfação total. Durante dez dias, os hospedes enfrentaram um isolamento não apenas físico – já que o SPA fica a quilômetros de qualquer civilização – mas total. Durante esse período eles não terão acesso a e-mail, telefone, internet. Conversar com os demais internos também não é amplamente permitido, mesmo aos que dividem quarto. Esse é só o primeiro passo para que eles passem por uma transformação completa no corpo e na alma.

24 agosto 2019

Resenha - E se fosse a gente?, Becky Albertalli & Adam Silveira


Livro: E se fosse a gente?
Autor(a): Becky Albertalli & Adam Silveira
Editora: Intrínseca
Páginas: 352
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Becky Albertalli, autora do sucesso Com Amor, Simon, se une a Adam Silvera para contar uma nova história de amor inesquecível. Em Com Amor, Simon, Becky Albertalli conquistou o público jovem com sua narrativa sensível e apaixonante sobre um menino gay prestes a viver uma grande história de amor. Em E se fosse a gente?, ela se une ao escritor Adam Silvera para narrar o encontro de dois garotos que não poderiam estar em momentos mais diferentes da vida, mas que vão desafiar os poderes do universo para ficarem juntos. De férias em Nova York, Arthur está determinado a viver uma aventura digna de um musical da Broadway antes de voltar para casa. Já Ben acabou de terminar seu primeiro relacionamento, e tudo o que mais quer é se livrar da caixa com todas as lembranças do ex-namorado. Quando eles se conhecem em uma agência dos correios, parece que o universo está mandando um recado claro. Bem, talvez não tão claro assim, já que os dois acabam tomando rumos diferentes sem ao menos saberem o nome ou telefone um do outro. Em meio a encontros e desencontros — sempre embalados por referências a musicais e à cultura pop ¬—, Ben e Arthur se perguntam: e se a vida não for como os musicais da Broadway e os dois não estiverem destinados a ficarem juntos? Mas e se estiverem? Aos poucos, eles percebem que às vezes as coisas não precisam ser perfeitas para darem certo e que os planos do universo podem ser mais surpreendentes do que eles imaginam.

Arthur está de férias em Nova York e estagiando no mesmo escritório de advocacia em que sua mãe trabalha. Ele tem 16 anos, nunca se apaixonou e está vivendo o primeiro verão longe dos amigos e da Georgia, local onde reside. Tímido e desajeitado, Arthur acredita em amor à primeira vista e acha que a vida deveria ter sua parcela de magia e emoção, assim como nos musicais da Broadway.

Ele ainda tem quatro semanas para aproveitar e conhecer Nova York, só não imaginava que a caminho do escritório em uma fila dos correios, encontraria sua cara metade.

22 agosto 2019

Lançamentos da Faro Editorial (Agosto/ 2019)



Melhor que a encomenda, Lauren Blakely

QUAL SERIA O ÚLTIMO LUGAR PARA VOCÊ ENCONTRAR O AMOR? Depois de várias desilusões, April desiste de buscar relacionamentos e passa a focar toda a energia no trabalho, até que surge uma daquelas reuniões familiares. Ela sente-se feliz solteira... mas encarar os interrogatórios de seus pais, da irmã e de todas suas tias casamenteiras durante um fim de semana prolongado é uma ideia desesperadora. Então, ela pensa numa solução prática: contratar um acompanhante. Parece uma tarefa simples: levar um namorado que deve servir tanto para impressionar a família quanto para afastar pretendentes indesejáveis. Theo é o candidato ideal. Lindo, simpático, atencioso e o principal: depois do fim de semana, ele recebe o pagamento e cada um segue sua vida. Esse era o plano... Só que dividir momentos engraçados e inventar histórias pode ter o efeito oposto...


Vozes do Joelma, Marcos Debrito/ Marcus Barcelos/ Rodrigo de Oliveira/ Victor Bonini

Marcos DeBrito, Rodrigo de Oliveira, Marcus Barcelos e Victor Bonini são autores reconhecidos pela crueldade de seus personagens e grandes reviravoltas nas narrativas. As mentes doentias por trás dos livros A Casa dos Pesadelos, O Escravo de Capela, Dança da Escuridão, Horror na Colina de Darrington, Quando ela desaparecer, O Casamento, Colega de Quarto, e da série As Crônicas dos Mortos, se uniram para criar versões perturbadoras sobre as tragédias que ocorreram em um terreno amaldiçoado, e convidaram o igualmente perverso Tiago Toy para se juntar na tarefa de despir os homicídios, acidentes e assombrações que permeiam um dos principais desastres brasileiros: o incêndio do edifício Joelma. O trágico acontecimento deixou quase 200 mortos e mais de 300 feridos, além de ganhar as manchetes da época e selar o local com uma aura de maldição. Esse fato até hoje ecoa em boatos fantasmagóricos que envolvem a presença de espíritos inquietos nos corredores do prédio e lendas sobre lamúrias vindas dos túmulos onde corpos carbonizados foram enterrados sem identificação. Algo que nem todos sabem, é que muito antes do Joelma arder em chamas no centro de São Paulo, o terreno já havia sido palco de um crime hediondo, no qual um homem matou a mãe e as irmãs e as enterrou no próprio jardim. Devido às recorrentes tragédias que marcaram o local, há quem diga que ele é assombrado por ter servido como pelourinho, onde escravos eram torturados e executados. E sua maldição já fora identificada pelos índios, que deram-lhe o nome de Anhangabaú: águas do mal. Se as histórias são verdadeiras não se sabe... A única certeza é que a região onde ocorreu o incêndio tornou-se uma mina inesgotável de mistérios. E, neste livro, alguns deles estão expostos à loucura de autores que buscaram uma explicação.


Pense como um nerd, Bill Nye

DESPERTE O SEU LADO NERD E RESOLVA QUALQUER PROBLEMA! Ninguém melhor que um dos maiores nomes da cultura pop para mostrar como viver de forma prática, inteligente e divertida. Neste livro, Bill Nye, the science guy, apresenta os princípios da vida nerd e mostra que usar esse lado trará imensos benefícios para você e também para o mundo ao seu redor. Há diversos aspectos geniais e curiosos em cada um de nós, só precisamos explorar o nosso potencial. E este livro irá lhe mostrar como! “Eu amo a cultura nerd, mas quero fazer um alerta sobre uma parte boa e outra não. A maior atenção ao aprendizado de ciência, tecnologia, engenharia e matemática é algo fantástico. Mas tornar ‑ se fanático por personagens de histórias em quadrinhos, por exemplo — pode ser apenas divertido. Não é o mesmo que estudar matemática e ciências para compreender as complexidades do clima, para planejar um cultivo resistente a doenças ou pragas... O geek pode ser movido pelo mesmo instinto de acumulação de informações, mas a aplicação do conhecimento é algo diferente e exige mais dedicação.” O AUTOR: BILL NYE é um... nerd! E tem sido a face pública da ciência e da descoberta por décadas. Apresentador do Bill Nye — the Science Guy, programa de tevê premiado com o Emmy, Nye é cientista, engenheiro, comediante, inventor e autor de diversos best-sellers do The New York Times. Ele é o CEO da The Planetary Society, formou-se em engenharia mecânica na Universidade Cornell e possui sete títulos de doutor honoris causa.



                    Low Carb: A dieta cetogêninca
, Leanne Vogel

O GUIA COMPLETO DE RECEITAS LOW CARB: LANCHES, BEBIDAS, REFEIÇÕES COMPLETAS, DOCES, SOPAS E MUITO MAIS! Transforme seu organismo em uma máquina de queimar calorias com as receitas low carb deste livro. Com as refeições desenvolvidas pela especialista em dieta cetogênica, Leanne Vogel, você conseguirá fazer uma reeducação alimentar sem deixar de comer o que gosta, reduzir medidas com mais saúde e sem perder o prazer à mesa.A chave de tudo é: comer mais gorduras! Todos nascemos com um instinto para consumir alimentos gordurosos e ricos em nutrientes, mas alguma coisa se perdeu pelo caminho e a dieta cetogênica foi desenvolvida para recolocar o organismo em seu curso natural. E se você já começou a trilhar o caminho, cortando carboidratos, mas ainda não alcançou os melhores resultados? Neste livro, você encontrará as estratégias necessárias. Você verá como é simples e rápido perder peso e ter muito mais disposição!

20 agosto 2019

Resenha - O mapa que me leva até você, J. P. Monninger


Livro: O mapa que me leva até você
Autor(a): J.P. Monninger
Editora: Verus
Páginas: 304
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Um romance de tirar o fôlego sobre amor, perda e planos que, quando menos se espera, valem a pena ser alterados. Cada vez mais próxima da vida adulta, Heather Mulgrew tem toda a sua trajetória mapeada. Ela planejou uma viagem pela Europa com as amigas depois da formatura na faculdade e então o início da próspera carreira no Bank of America, sempre em direção a uma vida estável em que tudo é muito bem pensado. Mas todos os caminhos mudam quando, em um trem, Heather conhece Jack, o apaixonante aventureiro que altera o curso da viagem e da vida dela. Lançando o cuidadoso itinerário de Heather ao vento, eles acompanham o diário do avô de Jack em sua viagem pela Europa após a Segunda Guerra Mundial: Viena, Budapeste, Turquia — lugares exóticos que servem para aproximar os dois ainda mais. Quando o fim da viagem se aproxima, Jack pede a Heather para ficar com ele e continuar viajando, deixando de lado os planos que ela traçou com tanto cuidado. Porém ela o convence a voltarem juntos para os Estados Unidos. A questão é que Jack tem um segredo que pode mudar tudo. E o mundo de Heather está prestes a ser abalado por completo.


Heather Mulgrew gosta de tudo muito bem planejado. Sua agenda sempre presente é uma das responsáveis por isso. A eurotrip com suas melhores amigas foi planejada por meses e será o divisor da sua vida. Quando voltar, ela será funcionária de um importante banco de investimentos, morando sozinha em uma mega cidade. É a vida que ela buscou e que nunca havia questionado. Até conhecer Jack.

Ele parece um pouco irritante mas mexe com Heather. O encontro em um trêm noturno rumo a Amsterdã tem ares de romance e, após uma de suas amigas precisar voltar para casa mais cedo, a ideia de abandonar seu roteiro para seguir o de Jack se torna irresistível.
A narrativa começa devagar, apresentando os personagens, ambientado o leitor.. mas eu sentia que estava faltando algo para me arrebatar. A proposta da história, dos personagens explorarem a Europa guiados por um velho diário escrito em um período pós guerra, é super romântica e prometia cenários lindos! Porém, não estavam funcionando comigo e demorei muito para entender o porquê. O livro parece um roteiro de filme Cult e nunca consigo gostar deles. Os diálogos caricatos, com uma pegada meio intelectual, as piadas são sem graça... É o tipo de experiência que não sei explicar, apenas sentir.

Jack é um viajante com alma de poeta incompreendido. Em alguns momentos ele é extremamente fofo, e me fez repensar a forma como planejo meus roteiros de viagem, mas a maior parte do tempo ele é só irritante. Entendo os medos dele e as decisões que seu segredo - super previsível - o impeliam a tomar. Mas nada lhe dava o direito de ser tão desprezível. Eu me identifiquei muito com a Heather, com seu censo de organização e me sentia muito insultada quando Jack começava a criticar todos os seus planos.

O desfecho do livro é para deixar qualquer um, que não seja fã de Nicholas Sparks, indignado. É um final totalmente sem respostas e, depois de pular alguns trechos, fechei o livro sabendo que ele não era pra mim. O que me tranquiliza, porque há muito potencial.

Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥