17 julho 2019

Resenha - Algo Maravilhoso, Judith McNaught


Livro: Algo Maravilhoso (Sequels #2)
Autor(a): Judith McNaught
Editora: Bertrand
Páginas: 406
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Alex sabe que é diferente das outras garotas. Após a morte do pai, viu a situação financeira da família caminhar perigosamente rumo ao abismo, e coube a ela se tornar “o homem da casa”. Apesar das dificuldades, Alex ainda crê que alguma coisa extraordinária possa acontecer. No entanto, salvar a vida do belo Jordan Townsende, duque de Hawthorne e um famoso libertino, não estava em seus planos, assim como casar com a jovem que o livrara de uma bala no peito não estava nos de Jordan. O duque tem uma dívida com a srta. Lawrence... E ele nunca deixa de quitar seus débitos. Estabelecê-la em uma de suas propriedades, no interior, e, então, retornar a Londres e à cama de suas amantes parece ser o arranjo perfeito. Sua rotina não precisa ser abalada. Exceto que o espírito livre de Alex cativa Jordan, profunda e rapidamente. Um pouco tarde demais, o duque percebe que seu coração de pedra não é tão duro quanto imaginou, e sua esposa pode ser um perigo muito maior que aquela bala.

Alexandra Lawrence é uma jovem diferente das mocinhas de sua época. Corajosa, inteligente e vivaz, nossa protagonista perdeu o pai aos 14 anos e precisou assumir desde muito cedo a administração de seu lar e a situação financeira da família que beirava o abismo. Apesar da vida simples e das poucas regalias que se podia permitir, Alex via cada dificuldade como um obstáculo a ser superado, sempre acreditando que assim como a chegada de cada estação, havia a promessa de algo maravilhoso lhe acontecer.

O que ela não esperava era ver seus planos mudarem de maneira inesperada após salvar a vida do famoso libertino Jordan Townsende, duque de Hawthorne. Devido a um mal entendido, a reputação de Alex fica comprometida e não resta alternativa a Jason além de casar-se com a jovem a fim de livra-la de um escândalo. A verdade é que Jason deve a Alex sua própria vida e para quitar essa dívida decide prosseguir com o casamento e estabelecer a esposa em uma de suas propriedades no interior. Dessa forma poderia retornar a Londres e continuar com a vida regada a libertinagem. Ele só não imaginava que seu coração de desacreditado do amor seria conquistado pela garota inocente, sincera e generosa com quem se casara.

15 julho 2019

Resenha - Já disse que te amo?, Estelle Maskame


Livro: Já disse que te amo? (Já Disse Que Te Amo? #1)
Autor(a): Estelle Maskame
Editora: Arqueiro
Páginas: 336
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
PRIMEIRO VOLUME DA TRILOGIA JÁ DISSE QUE TE AMO. Romance, lealdade e drama em uma trilogia que envolve o leitor desde a primeira página. Três verões inesquecíveis de segredos, mágoas e amores proibidos e avassaladores. Eden Munro foi para a Califórnia aproveitar o sol, as praias e celebridades. Seria um verão maravilhoso se ela não tivesse que conhecer sua nova família, repleta de estranhos: um pai que não vê há três anos, uma madrasta simpática até demais e três irmãos postiços. Na casa chique, ela vai ter que ficar bem ao lado do quarto de Tyler Bruce, o mais velho dos irmãos. Ele tem olhos verdes que transbordam raiva e sarcasmo, um ego maior que uma mansão de Beverly Hills e cara de poucos amigos. Eden nunca tinha conhecido alguém tão desagradável e tão... intrigante. Aos poucos, Eden tenta entender o que faz de Tyler uma pessoa tão envolvente quanto o clima da Califórnia. Em meio às festas e às novas amizades, ela percebe que está se apaixonando pela única pessoa que não deveria. Já Disse Que Te Amo? é o primeiro livro da trilogia de Estelle Maskame, que teve mais de 4 milhões de acessos no Wattpad.

Eden não tem qualquer contato com o pai há três anos. Por isso quando recebe um convite para passar as férias de verão com ele e sua nova família na ensolarada Califórnia, a ideia lhe parece insana. ⠀Ela sabe que a ausência e a falta de esforço do pai em fazer parte da sua vida não o faz merecer sua companhia, mas a oportunidade de se afastar do clima chuvoso e dos problemas de Portland parece promissora. Por isso ela decide embarcar para Los Angeles e viver novas experiências no “Estado Dourado”.

Chegando à nova casa do pai, Eden é recepcionada pela madrasta e os dois filhos mais jovens, todos muito gentis e amáveis. Ela só não imaginava que Tyler - seu irmão postiço mais velho fosse tão grosseiro e arrogante. E para piorar a situação, seu vizinho de quarto.

13 julho 2019

Lançamentos da Faro Editorial (Julho/ 2019)



Feitos de Sol, Vinícius Grossos

E se você soubesse que o mundo está prestes a acabar, qual seria o último momento que você gostaria de guardar para sempre? E se fosse sua última chance de seguir seu coração e descobrir um mundo novo de possibilidades? E se você encontrasse o verdadeiro amor prestes a enfrentar o bug do Milênio? Essas eram algumas das dúvidas que Cícero tinha em mente, no auge de seus 15 anos e prestes a vivenciar a virada dos anos 2000. Mas tudo isso mudou no instante em que Vicente atravessou o seu caminho e colocou tudo de pernas para o ar. A Faro Editorial lança em julho “Feitos de Sol”, o novo romance de Vinicius Grossos, um dos mais amados autores nacionais de YA. Vinícius incluiu nesta obra cenas que ele próprio viveu: a luta por aceitação em um lar religioso e o medo do fim do mundo. Neste romance, vamos acompanhar os planos finais de dois meninos que viram suas vidas se entrelaçarem quando um grande desastre estava prestes a acontecer. Vicente, um jovem reprimido por uma família extremamente religiosa e conservadora. Cícero, um garoto criado apenas pela mãe com muito carinho, mas com enormes dúvidas quanto ao seu papel no mundo. Unidos pelo destino em busca da última edição de uma revista da qual eram fãs, Vicente e Cícero vão descobrir o valor da amizade e do primeiro amor, o peso do ódio e do preconceito, e meio a momentos inesquecíveis em uma das décadas mais fantásticas: os anos 90. Um a história delicada e divertida sobre o primeiro amor e suas consequências.


Da Liberdade Individual E Econômica - Princípios Do Pensamento Liberal, John Stuart Mill


"Se apenas uma pessoa fosse de opinião contrária, a humanidade não poderia silenciar a sua voz." Base para o pensamento político liberal moderno, este tratado de um dos maiores pensadores da história, debate o conceito de liberdade e exalta a individualidade, a diversidade e a inconformidade, como comportamento saudável das civilizações. Explorando quais são os limites do governo na vida do indivíduo, o autor foi um dos pioneiros a refletir o papel da autoridade social e a soberania individual. Trata-se de um relato poderoso, que conceitua princípios extremamente atuais. As palavras de Mill sobre a necessidade de proteger a liberdade individual da “tirania da maioria” continuam altamente influentes. Elas integram sua defesa da liberdade de expressão como um processo de determinação da verdade, bem como o direito de ser “protegido” da falsidade é o mesmo que ser “protegido ou impedido” da possibilidade de conhecer a verdade. Neste livro, você encontrará o pensamento sobre as liberdades básicas, suas máximas e suas objeções à intervenção dos governos e instituições.
Uma obra atemporal que constitui um documento histórico em que se baseiam todas as
discussões nas sociedades democráticas.

11 julho 2019

Resenha - O perfume da folha de chá, Dinah Jefferies


Livro: O perfume da folha de chá
Autor(a): Dinah Jefferies
Editora: Paralela
Páginas: 432
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora

Em 1925, a jovem Gwendolyn Hooper parte de navio da Escócia para se encontrar com seu marido, Laurence, no exótico Ceilão, do outro lado do mundo. Recém-casados e apaixonados, eles são a definição do casal aristocrático perfeito: a bela dama britânica e o proprietário de uma das fazendas de chás mais prósperas do império. Mas ao chegar à mansão na paradisíaca propriedade Hooper, nada é como Gwendolyn imaginava: os funcionários parecem rancorosos e calados, e os vizinhos, traiçoeiros. Seu marido, apesar de afetuoso, demonstra guardar segredos sombrios do passado e recusa-se a conversar sobre certos assuntos. Ao descobrir que está grávida, a jovem sente-se feliz pela primeira vez desde que chegou ao Ceilão. Mas, no dia de dar à luz, algo inesperado se revela. Agora, é ela quem se vê obrigada a manter em sigilo algo terrível, sob o preço de ver sua família desfeita.

perfume da folha de chá é uma obra recheada de segredos e aparências que nada condizem com a realidade dos personagens, a obra se passa num país chamado Ceilão que curiosamente é o Sri Lanka dos dias atuais, o que torna essa trama ainda mais interessante e prazerosa, não somente pelo contesto em que está inserida, mas também pelo cenário onde ela é construída.

Tudo se passa no ano de 1925 quando Gwendolyn Hooper, com 19 anos, vai para o Ceilão, já casada com Laurence, que é proprietário de uma fantástica fazenda de chá, ele é um dos maiores empresários do seu tempo.

09 julho 2019

Resenha - Vilão, V. E. Schwab


Livro: Vilão (Villains #1)
Autor(a): V. E. Schwab
Editora: Record
Páginas: 364
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Uma história sobre ambição, inveja, desejo e superpoderes, da autora da série Tons de Magia.
Victor e Eli, dois jovens brilhantes, arrogantes e solitários, se conheceram na Universidade de Merit e logo se deram bem, identificando um no outro a mesma sagacidade e a mesma ambição. No último ano da faculdade, o interesse em comum numa pesquisa sobre adrenalina, experiências de quase morte e poderes sobrenaturais lhes oferece uma possibilidade antes inimaginável: de que uma pessoa, sob as condições certas, seja capaz de desenvolver habilidades extraordinárias. No entanto, quando colocam em prática essa teoria, as coisas dão muito errado. Dez anos depois, Victor foge da prisão, determinado a encontrar seu antigo amigo — agora inimigo. Para localizá-lo, ele conta com a ajuda de uma garotinha, Sydney, cuja natureza reservada esconde uma habilidade sem igual, mas extremamente perigosa. Enquanto isso, há dez anos Eli tem uma única missão: erradicar todas as pessoas ExtraOrdinárias que encontra — exceto sua ajudante, Serena, uma mulher enigmática e persuasiva, capaz de impor sua vontade a qualquer um. Armado com poderes terríveis e movido pela lembrança da traição e da perda, Victor caça seu arqui-inimigo em busca de vingança e de um embate no qual sabe que um dos dois deve morrer.

Victor Vale e Eliot Cardale se conheceram e ficaram amigos na universidade de Merit quando cursavam medicina. Ambos eram jovens brilhantes, arrogantes e ambiciosos e apesar da amizade, viviam uma constante disputa interna de quem era o melhor. Isso se intensificou no último ano de faculdade ao realizarem uma pesquisa e descobrirem que após uma EQM (experiência de quase morte), algumas pessoas desenvolviam poderes extraordinários, tornando-se os chamados EOS (ExtraOrdinários).

A fim de comprovar e estudar os efeitos da pesquisa, eles se submetem ao experimento. Victor adquire habilidades relacionadas ao controle da dor, enquanto a EQM de Eli o trás de volta ao mundo dos vivos com a capacidade de cura e regeneração. E o que em teoria deveria ser um avanço para ciência, se torna um caso de polícia.

07 julho 2019

Lançamentos da Editora Intrínseca (Julho/ 2019)



Um lugar bem longe daqui, Delia Owens

Por anos, boatos sobre Kya Clark, a “Menina do Brejo”, assombraram Barkley Cove, uma calma cidade costeira da Carolina do Norte. Ela, no entanto, não é o que todos dizem. Sensata e inteligente, Kya sobreviveu por anos sozinha no pântano que chama de lar, tendo as gaivotas como amigas e a areia como professora. Abandonada pela mãe, que não conseguiu suportar o marido abusivo e alcoólatra, e depois pelos irmãos, a menina viveu algum tempo na companhia negligente e por vezes brutal do pai, que acabou também por deixá-la. Anos depois, quando dois jovens da cidade ficam intrigados com sua beleza selvagem, Kya se permite experimentar uma nova vida — até que o impensável acontece e um deles é encontrado morto. Ao mesmo tempo uma ode à natureza, um emocionante romance de formação e uma surpreendente história de mistério, Um lugar bem longe daqui relembra que somos moldados pela criança que fomos um dia e que estamos todos sujeitos à beleza e à violência dos segredos que a natureza guarda. A obra foi incluída no clube de livros de Reese Witherspoon, que posteriormente adquiriu os direitos de adaptação cinematográfica e vai produzir o filme com a Fox 2000.


O labirinto do fauno, Guillermo del Toroi & Cornelia Funke


Quando estreou nos cinemas, O Labirinto do Fauno encantou público e crítica com sua história que mesclava sonho e realidade, trazendo para o universo da fantasia o cruel cotidiano da Espanha fascista de Franco. Mais de dez anos depois, a produção permanece conquistando fãs e mostrando que boas histórias são atemporais. Nesta edição mais do que especial, o escritor, diretor e roteirista mexicano Guillermo del Toro — a mente por trás do filme e um dos artistas mais inventivos dos últimos tempos — se une a Cornelia Funke, premiada escritora de contos de fadas modernos e autora da trilogia Mundo de Tinta, para narrar a jornada de uma menina pelo Reino dos Homens e pelo Reino Subterrâneo. No ano de 1944, Ofélia e a mãe cruzam uma estrada de terra que corta uma floresta longínqua ao norte da Espanha, um lugar que guarda histórias já esquecidas pelos homens. O novo lar é um moinho de vento tomado pela escuridão e pela crueldade do capitão Vidal e seus soldados, dispostos a tudo para exterminar os rebeldes que se escondem na mata. Mas o que eles não sabem é que a floresta que tanto odeiam também abriga criaturas mágicas e poderosas, habitantes de um reino subterrâneo repleto de encantos e horrores, súditos em busca de sua princesa há muito perdida. Uma princesa que, segundo os sussurros das árvores, finalmente retornou ao lar. No livro, a narrativa de Ofélia é intercalada com ilustrações e contos de fadas inéditos, baseados em elementos-chave de O Labirinto do Fauno. A obra é uma impactante ode ao poder das histórias, seja em imagens ou palavras, e a sua capacidade de transformar a realidade a nossa volta.



Medicina dos Horrores, Lindsey Fitzharris

Em Medicina dos horrores, a historiadora Lindsey Fitzharris narra como era o chocante mundo da cirurgia do século XIX, que estava às vésperas de uma profunda transformação. A autora evoca os primeiros anfiteatros de operações — lugares abafados onde os procedimentos eram feitos diante de plateias lotadas — e cirurgiões pioneiros, cujo ofício era saudado não pela precisão, mas pela velocidade e pela força bruta, uma vez que não havia anestesia. Não à toa, os mais célebres cirurgiões da época eram capazes de amputar uma perna em menos de trinta segundos. Trabalhando sem luvas e sem qualquer cuidado com a higiene básica, esses profissionais, alheios à existência de micro-organismos, ficavam perplexos com as infecções pós-operatórias, o que mantinha as taxas de mortalidade implacavelmente elevadas. É nesse cenário, em que se considerava mais provável um homem sobreviver à guerra do que ao hospital, que emerge a figura de Joseph Lister, um jovem médico que desvendaria esse enigma mortal e mudaria o curso da história. Concentrando-se no tumultuado período entre 1850 e 1875, a autora nos apresenta Lister e seus contemporâneos e nos conduz por imundas escolas de medicina, os sórdidos hospitais onde eles aprimoravam sua arte, as “casas da morte” onde estudavam anatomia e os cemitérios, que eles volta e meia invadiam para roubar cadáveres. Chocante e revelador, Medicina dos horrores celebra o triunfo de um visionário, cuja busca para atribuir um caráter científico à medicina terminou por salvar milhões de vidas.


As férias da minha vida
, Clara Savelli

Há muito tempo, Ísis sonha com sua viagem de quinze anos. Na cabeça dela, estava tudo certo: iria para a Disney com a melhor amiga, Viviane. Quando os pais da amiga mudam os planos porque querem que Brenda, irmã mais nova de Vivi, vá junto, a frustração é grande. Dois anos depois, a viagem dos sonhos vai finalmente se concretizar. Só que a comemoração dos quinze vai ser aos dezessete. E a viagem terá outro destino... Por influência de Cecília, a tia hilária de Vivi e Brenda, elas embarcam rumo à República Dominicana, um país que Ísis nem sabe apontar no mapa. Apesar de ser a adulta responsável pelo trio, Cecília vive com a cabeça no mundo da lua e só está preocupada com aplicativos de relacionamentos e as bebidas que o Caribe tem a oferecer. Ísis não faz ideia de como seus pais ultracontroladores concordaram com a viagem, mas, já que autorizaram, ela quer aproveitar ao máximo! Um mês de sol, praia, partidas de vôlei e tranquilidade... A República Dominicana era a descrição perfeita do paraíso. No entanto, o universo parece ter outros planos, que envolvem surpresas, reviravoltas e, quem sabe, até um novo amor. Em As férias da minha vida, Ísis vai descobrir que nem sempre a vida segue um roteiro. E que isso pode trazer experiências inesquecíveis.


O desaparecimento de Josef Mengele,  Olivier Guez


Josef Mengele, o médico nazista que ficou conhecido como Anjo da Morte no campo de concentração de Auschwitz, escolhia o destino de suas vítimas: as câmaras de gás, os trabalhos forçados ou seu laboratório, alimentado diariamente com anões, gigantes, deformados e gêmeos para pesquisas e experimentos macabros. Ele consegue escapar dos tribunais no fim da Segunda Guerra Mundial, mudando-se para a América do Sul em 1949, quando chega à Argentina. Escondido sob vários pseudônimos, Mengele acredita poder levar uma vida nova em Buenos Aires. A Argentina de Perón é benevolente, o mundo inteiro quer esquecer os crimes cometidos pelos nazistas. Mas a perseguição recomeça e o médico precisa fugir para o Paraguai e depois para o Brasil. Sua mudança de esconderijo para esconderijo não cessou até a sua morte misteriosa em uma praia brasileira no ano de 1979. Como um médico da mais temida organização nazista pôde passar despercebido por trinta anos? O desaparecimento de Josef Mengele é um mergulho em um mundo corrompido pelo fanatismo, a política, o dinheiro e a ambição, habitado por velhos nazistas, agentes do Mossad, espiões e ditadores. Olivier Guez traça a odisseia da fuga de Josef Mengele pela América do Sul, em um romance-verdade sobre sua vida clandestina depois da guerra.

05 julho 2019

Resenha - A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata, Mary Ann Shaffer e Annie Barrows


Livro: A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata
Autor(a): Mary Ann Shaffer e Annie Barrows
Editora: Rocco
Páginas: 304
Adquira: Amazon

O título conta a história de Juliet Ashton, uma escritora em busca de um tema para seu próximo livro. Ela acaba encontrando-o na carta de um desconhecido de Guernsey, Dawsey Adams, que entra em contato com a jornalista para fazer uma consulta bibliográfica. Começa aí uma intensa troca de cartas a partir da qual é possível identificar o gosto literário de cada um e o impacto  transformador que a guerra teve na vida de todos. As correspondências despertam o interesse de Juliet sobre a distante localidade e narram o envolvimento dos moradores no clube de leituras – a Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata –, além de servirem de ponto de partida para o próximo livro da escritora britânica. O clube, criado antes de existir de fato, foi formado de improviso, como um álibi para proteger seus membros dos alemães. O que nenhum dos integrantes da Sociedade imaginava era que os encontros pudessem aproximar os vizinhos, trazer consolo e esperança e, principalmente, auxiliar a manter, na medida do possível, a mente sã. As reflexões e as discussões a respeito das obras os livraram dos pensamentos sobre as dificuldades que enfrentavam e ainda serviram para aproximar pessoas de classes e interesses tão díspares, de pescador a frenólogo, de dona de casa a enfermeira. Instigada pela força dos depoimentos, a jornalista decide visitar Guernsey, onde a convivência com as pessoas que conheceu por cartas e a descoberta sobre as experiências dos ilhéus lhe dão uma nova perspectiva. A viagem proporciona à escritora mais do que material para seu livro. Guernsey oferece a chance de recomeçar após a Guerra, fazer amizades sinceras e encontrar o amor – em suas diversas formas. O que ela encontra por lá, e as relações que trava, mudam sua vida para sempre. A autora Mary Ann Shaffer não sobreviveu para assistir ao sucesso da sua estreia literária – ela morreu em fevereiro de 2008, aos 73 anos. A sociedade literária e a torta de casca de batata recupera um mundo que se perdeu entre os escombros da guerra, feito de camaradagem e solidariedade, delicadeza e simpatia. Nele, a guerra – e a morte – é vencida por um batalhão de personagens igualmente sensíveis e sedutores, que conduzem os leitores pelas mãos, através de um narrativa, humana e marcadamente feminina, até o fim.



Em janeiro de 1946, Juliet Ashton é uma escritora de 33 anos em busca de um tema inspirador para seu próximo livro. Ela quer escrever sobre algo em que possa mergulhar de cabeça e coração, mas um bloqueio criativo a vem impedido de prosseguir com sua obra.

O tema surge juntamente com uma carta de um desconhecido das Ilhas de Guernsey - local ocupado pelas tropas alemãs no período da Segunda Guerra. Após encontrar o endereço da jornalista em um antigo livro, Dawsey Adams entra em contato para fins de consulta bibliográfica. E para expressar seu amor pela literatura, escreve sobre o clube de leitura - A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata, criado por improviso para proteger seus integrantes durante os cinco anos em que Guernsey e seus moradores sofreram as consequências da guerra.

03 julho 2019

Resenha - Raízes do Mal, Gwenda Bond


Livro: Raízes do Mal (Stranger Things #1)
Autor(a): Gwenda Bond
Editora: Intrínseca
Páginas: 304
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora

Primeira história oficial do universo expandido de Stranger Things. Descubra o passado sombrio da mãe de Eleven e do médico perverso envolvido no projeto MKULTRA.  Uma das séries de maior sucesso dos últimos tempos, Stranger Things surpreendeu espectadores de todas as idades. Agora, a poucos meses da estreia da aguardada terceira temporada, a Intrínseca lança o primeiro livro oficial da série, que explora o passado de dois dos personagens mais enigmáticos da produção: Terry Ives, a mãe de Eleven, e o dr. Martin Brenner, o homem que separou as duas. Em plena década de 1960, os Estados Unidos estão passando por profundas mudanças políticas e sociais, e Terry Ives, estudante de uma cidadezinha em Indiana, se vê à parte dos acontecimentos. Cansada de ser uma mera espectadora das mudanças à sua volta, ela enxerga sua grande chance de entrar para a história ao se voluntariar para participar de um projeto ultrassecreto do governo chamado MKULTRA, realizado no laboratório de Hawkins. É lá que ela conhece o dr. Martin Brenner, um homem cruel capaz das maiores atrocidades para alcançar seus objetivos. Terry logo se vê presa em uma trama repleta de manipulações e perigos, travando com Brenner uma guerra em que a mente humana é o campo de batalha. E sua única chance de vitória reside em uma menininha com poderes sobre-humanos e um número no lugar do nome. Obra oficial de Stranger Things, Raízes do mal expande o universo da série, aprofundando a trama, e volta no tempo para explicar como os destinos de Terry, Brenner, Eleven e Eight se cruzaram pela primeira vez.


Terry Ives é uma jovem universitária que sonha em fazer parte de algo grandioso. Por isso quando chega ao seu conhecimento que na cidade onde vive um experimento secreto do governo está recrutando cobaias, ela nem pensa nas consequências e logo se dispõe a participar. Sem imaginar que essa decisão mudará completamente sua vida.

O experimento científico denominado MKULTRA é ministrado pelo Dr. Martin Brenner, um homem inescrupuloso, objetivo e frio que logo se mostrará capaz das maiores atrocidades para garantir os resultados desejados no projeto.

01 julho 2019

Resenha - A Fada Mamãe e eu, Sophie Kinsella


Livro: A Fada Mamãe e Eu
Autor(a): Sophie Kinsella
Editora: Galera Junior
Páginas: 176
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Ella tem um grande segredo: sua mãe é uma fada. Aliás, todas as mulheres de sua família têm poderes mágicos e asas lindas. Além de uma Smartvarinha capaz de produzir os mais interessantes feitiços, como criar a festa de aniversário perfeita, acelerar a fila do supermercado e fazer lindos e deliciosos cupcakes. Mas a mãe de Ella também tem certa... dificuldade para operar sua Smartvarinha, e nem sempre seus feitiços acabam saindo do jeitinho que se imaginou a princípio. Sorte a dela ter Ella sempre por perto para ajudar a resolver as coisas e fazer tudo voltar ao normal. O novo livro de Sophie Kinsella, feito sob medida para os pequenos, traz uma mensagem sobre as virtudes da paciência e sobre como a vida familiar não precisa ser perfeita para ser divertida e repleta de amor.

Na família de Ella Brook existe um grande segredo. Todas as mulheres embora pareçam comuns, são fadas. E com a ajuda de uma varinha e uma simples palavrinha mágica elas se transformam em fadas com asas lindas e coroas prateadas.

Além de fazer mágica, a mãe de Ella consegue voar e ficar invisível. E nos momentos em que não é uma fada, ela trabalha como executiva em um escritório. A mamãe de Ella é ótima em seu trabalho e em contar histórias na hora de dormir, mas quando opta por usar feitiços para facilitar as tarefas do dia a dia, nem sempre as coisas saem como o esperado, o que gera muita confusão e rende muita diversão.

29 junho 2019

Resenha - Tudo Que a Gente Sempre Quis, Emily Giffin


Livro: Tudo Que a Gente Sempre Quis
Autor(a): Emily Giffin
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Adquira: Amazon

Casada com um membro da elite de Nashville, Nina Browning leva a vida com que sempre sonhou. Recentemente, o marido ganhou uma fortuna vendendo seu negócio de tecnologia e o filho adorado foi aceito em Princeton. No entanto, às vezes Nina se pergunta se ela se afastou dos valores com que foi criada em sua pequena cidade natal. Tom Volpe é um pai separado que se divide entre vários empregos para criar a filha, Lyla. Ele finalmente começa a relaxar depois que a menina ganha uma bolsa de estudos na escola de maior prestígio de Nashville. Filha de uma brasileira e de origem menos abastada, Lyla nem sempre se encaixa em meio a tanta riqueza e privilégios, mas, na maioria das vezes, ela é uma adolescente típica e feliz. Então uma fotografia, tirada em um momento de embriaguez em uma festa, muda tudo. À medida que a imagem se espalha, as opiniões da comunidade se dividem. No centro das mentiras e do escândalo, Tom, Nina e Lyla são forçados a questionar seus relacionamentos mais íntimos, percebendo que tudo que sempre quiseram talvez não fosse tão perfeito assim.

mãe de Lyla a abandonou aos quatro anos, deixando para Tom o desafio de criá-la. E tudo ia bem. Ela respeitava o toque de recolher, era uma aluna dedicada, mantinha um diálogo aceitável com o pai e não se deslumbrava com o luxo dos colegas de classe. Por isso ele perdeu a cabeça naquela noite. Não foi por ela estar bêbada ou com a roupa que ele não gostou... foi pela mentira e, principalmente, pela foto que estava circulando por ai.

Aquelas pessoas nunca deixariam Nina Browning esquecer suas origens. E daí que seu marido era rico? Havia amor e uma boa dinâmica no casamento. Eles viviam em uma bolha social de aparências e ela se orgulhava de nunca ter sucumbido. Acreditava que havia passado os mesmos valores ao filho, até ver aquela foto...

27 junho 2019

Resenha - O Destino das Terras Altas, Hannah Howell


Livro: O Destino das Terras Altas (Os Murrays #1)
Autor(a): Hannah Howell
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Adquira: Amazon

Em O Destino das Terras Altas, primeiro livro da série Os Murrays, Hannah Howell nos apresenta o esplendor da Escócia medieval com uma saga de guerra entre clãs, lealdades divididas e amor proibido. Quando o destino coloca Maldie Kirkcaldy na mesma estrada que sir Balfour Murray e seu irmão ferido, ela lhes oferece seus serviços como curandeira. Ao saber que tem em comum com sir Balfour um juramento de vingança, decide seguir com ele para cumprir a sua missão. Mas ela não pode lhe revelar sua verdadeira identidade, sob o risco de ser acusada como espiã. Enquanto luta para negar o desejo que a dominou assim que viu o belo cavaleiro de olhos negros pela primeira vez, Maldie tenta a todo custo conservar o aliado. Balfour, por sua vez, sabe que não pode confiar nela, mas também não consegue ignorar a atração que nasceu entre os dois. E, ao mesmo tempo que persegue seu objetivo de destruir Beaton de Dubhlinn, promete descobrir os segredos mais profundos dela e conquistar o seu amor. Para isso, não deixará que nada se interponha em seu caminho.

Maldie Kirkcaldy é uma jovem curandeira com uma promessa à cumprir - matar seu pai, o poderoso Beaton de Dubhlinn, um homem desprezível que desonrou sua mãe, deixando-a grávida e na miséria. Quando o destino a põe no caminho de Balfour Murray e seu irmão em um confronto mal sucedido contra os soldados de Beaton, Maldie vê a chance de uma possível aliança e como estratégia, oferece seus serviços ao clã Murray.

Balfour sabe que não deveria confiar em Maldie, pois apesar de suas boas intenções, a jovem não fala muito sobre seu passado e deixa muitas perguntas sem respostas. No entanto, a atração que sente pela curandeira é inegável e ele decide que fará o possível para descobrir seus segredos e garantir um espaço em sua cama e em seu coração. Em contrapartida, Maldie também nutre sentimentos por Balfour e mesmo insegura, se entrega sem reservas à paixão desse highlander.

25 junho 2019

Resenha - Mister, E L James


Livro: Mister
Autor(a): E L James
Editora: Intrínseca
Páginas: 432
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Uma nova história de amor apaixonante escrita pela autora que arrebatou milhões de corações no mundo todo com a Trilogia Cinquenta tons de cinza. Depois de vender 7 milhões de livros só no Brasil e de ter três de suas obras transformadas em filmes de sucesso, E L James volta com Mister, um novo romance que vai deixar os leitores sem fôlego até a última página.
Maxim Trevelyan é inglês, bonito, rico, nunca precisou trabalhar e quase nunca dorme sozinho. Essa vida fácil muda quando uma tragédia acontece e Maxim herda um título de nobreza, as propriedades da família e toda a responsabilidade que vem com isso. É um papel para o qual ele não está preparado, e que agora deve se esforçar para desempenhar. Mas o maior desafio de Maxim vai ser lutar contra a atração por uma jovem enigmática que conheceu recentemente e que guarda um segredo do passado. Discreta, Alessia é misteriosa e sedutora, e logo o desejo de Maxim por ela se transforma em algo que ele nunca experimentou e não ousa nomear. Mas, afinal, quem é Alessia Demachi? O que ela esconde? Maxim será capaz de protegê-la do mal que a ameaça? E o que ela fará quando souber que ele também tem seus segredos? Do coração de Londres, passando pelo cenário rural da Cornualha até a sombria e ameaçadora beleza dos Bálcãs, Mister é uma história de amor e suspense que vai deixar os leitores de E L James apaixonados.


Maxim Trevelyan tem 28 anos, é inglês, rico e de beleza excepcional. Nascido em uma família nobre, ele nunca precisou trabalhar e nem se esforçar para garantir companhia. Suas preocupações eram tão somente com seus hobbies, dentre eles fotografia e música. Mas tudo muda com a morte precoce de seu irmão Kit, o primogênito e herdeiro dos Trevelyan. Com a tragédia, Maxim precisa assumir o controle dos negócios da família, as propriedades e o título que vem com ele, tornando-se o 13° Conde de Trevethick.

Aos 23 anos, Alessia Demachi fugiu de seu país, de sua família e do destino que lhe foi imposto. Sua chegada à Inglaterra foi conturbada, mas não o suficiente para ofuscar a esperança de um futuro melhor. Com muito esforço e perseverança, ela tenta refazer a vida juntando o pouco que ganha nas faxinas diárias e mantendo um padrão de vida simples e sem conforto. Até que seu caminho se cruza com o de Maxim.

23 junho 2019

Lançamentos do Grupo Companhia das Letras (Junho/ 2019)



O jogo da amarelinha, Julio Cortázar
Tão radical quanto inclassificável, a obra-prima de Julio Cortázar mudou para sempre a história da literatura — e chega agora em nova edição ao leitor brasileiro. “A verdade, a triste ou bela verdade, é que cada vez gosto menos de romances, da arte romanesca tal como é praticada nestes tempos. O que estou escrevendo agora será (se algum dia eu terminar) algo assim como um antirromance, uma tentativa de romper os moldes em que esse gênero está petrificado”, escreveu Julio Cortázar numa carta de 1959, quando iniciava a escrita do que viria a ser O jogo da amarelinha. Publicado em 1963, o relato de amor entre um intelectual argentino no exílio, Horacio Oliveira, e uma misteriosa uruguaia, a Maga, ao acaso das ruas e das pontes de Paris, é um marco da literatura do século vinte. A nova edição brasileira traz uma seleção de cartas do autor sobre a escrita e a recepção de O jogo da amarelinha, tradução de Eric Nepomuceno, projeto gráfico de Richard McGuire e textos de Haroldo de Campos, Mario Vargas Llosa, Julio Ortega e Davi Arrigucci Jr.

21 junho 2019

Resenha - A Rainha Aprisionada, Kristen Ciccarelli


Livro: A Rainha Aprisionada
Autor(a): Kristen Ciccarelli
Editora: Seguinte
Páginas: 369
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
No segundo volume da trilogia Iskari, uma nova heroína entra em cena para lutar pela liberdade de seu povo ― e de sua irmã ― em meio a um conflito que apenas começou. Firgaard foi governada durante décadas por um rei tirano e manipulador, capaz de condenar povos inteiros apenas para aumentar seu poder. Depois de uma grande batalha, Asha, sua filha, conseguiu derrotá-lo. E, assim, Dax, o primogênito, assumiu o poder ao lado de Roa, sua esposa. Roa é uma forasteira vinda das savanas ― um território sob o domínio de Firgaard, que há anos é oprimido e está prestes a entrar em colapso. O maior desejo da nova rainha, mesmo sabendo que não é bem-vinda em seu novo lar, é mudar a vida de seu povo. O que ela não esperava era encontrar uma chance de alterar o curso do destino e trazer de volta à vida sua irmã gêmea, Essie, morta quando criança em um terrível acidente. O único obstáculo? O novo rei.

Nesse livro teremos o protagonismo de Roa, conhecemos ela brevemente no primeiro volume da série como uma mulher Nativa que não passa muita confiança mas que acaba sendo de grande ajuda na hora de derrubar o Rei Dragão, assim vemos que ela se casa com Dax, se tornando a Rainha de Firgaard.

19 junho 2019

Resenha - Nunca Jamais Parte 3, Coleen Hoover e Tarryn Fisher


Livro: Nunca Jamais (Never Never #3)
Autor(a): Colleen Hoover e Tarryn Fisher
Editora: Galera
Páginas: 144
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Coleen Hoover junta-se mais uma vez a Tarryn Fisher neste thriller perfeito para os fãs de Antes de dormir e A garota no trem. Charlize Wynwood e Silas Nash foram melhores amigos desde pequenos. Mas, agora, são completos estranhos. O primeiro beijo, a primeira briga, o momento em que se apaixonaram... Toda recordação desapareceu. E nenhum dos dois tem ideia do que aconteceu e em quem podem confiar. No muito aguardado último volume da série Nunca jamais, Silas e Charlize devem mergulhar fundo em seu passado para descobrir quem são e quem querem se tornar. Correndo contra o tempo atrás das respostas, serão eles capazes de se reencontrar e reestabelecer os velhos laços, ou estará tudo perdido para sempre?

Charlie e Silas continuam perdendo a memória a cada 48 horas, eles não sabem quem são, em quem confiar e nem o motivo de estarem vivendo constantemente esse ciclo de resets. Por isso decidem manter a amnesia em segredo, escondendo a situação até mesmo da própria família.

Suas únicas pistas são as anotações e bilhetes que fizeram nos últimos dois dias para que pudessem se orientar antes do próximo apagão. E, é através dessas informações que eles traçarão um plano para desvendar o mistério da amnesia que ambos estão sofrendo.

Prefiro confiar em versões de nós mesmos de que não nos lembramos do que em pessoas que sequer conhecemos. 

Com a ajuda de antigos diários e cartas trocadas, descobriremos junto a Charlie e Silas a dimensão do amor que existia entre eles, antes que forças externas destruíssem tudo o que um significava para o outro. Enquanto lia, foi difícil não me apaixonar pelo casal e pelo sentimento puro que nutriam desde a infância. E ver esse amor se afogar em meio a tantos conflitos foi de doer o coração.

À medida que Charlie e Silas descobrem mais de si e adentram nas profundezas da vida que antes pertencia, o mistério começa a se desenrolar e com esse confronto entre verdade e realidade eles finalmente irão amadurecer e descobrir o que de fato possui maior importância na vida dos dois.

O desfecho foi tão simples que me surpreendeu, criei mil e uma teorias, mas de longe imaginei a significância do final escolhido pelas autoras. Sei que muitos leitores esperavam bem mais da obra, mas acredito que talvez a ideia de Colleen e Tarryn não fosse arrebatar ou chocar ninguém, mas mostrar que são as coisas mais simples que possuem um real significado na vida de cada um.

17 junho 2019

Resenha - Agora e Sempre, Judith McNaught


Livro: Agora e Sempre (Sequels #1)
Autor(a): Judith McNaught
Editora: Bertrand
Páginas: 350
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora

O premiado romance histórico da autora best-seller Judith McNaught com orelha assinada por Carina Rissi. Após perder os pais em um trágico acidente, Victoria Elizabeth Seaton é enviada para a Inglaterra, onde se espera que reivindique seu lugar de direito na sociedade inglesa. Assim que chega à suntuosa propriedade de Jason Fielding, ela é vista por seu tio Charles como a mulher perfeita para o sobrinho. Assustada com a má fama do marquês de Wakefield, Tory jamais pensaria que sob a frieza e a amargura de Jason haveria lembranças de um passado doloroso a atormentá-lo. Ele, por sua vez, acredita ser incapaz de amar de verdade, quem quer que seja. Juntos, Victoria e Jason descobrirão até que ponto se pode conter um coração que quer se entregar e todos os obstáculos que só um amor verdadeiro é capaz de vencer.


Após perder os pais em um acidente, Victoria Seaton é separada da irmã e enviada à Inglaterra para morar com tio Charles e seu sobrinho Jason Fielding, o endurecido e amargurado Marquês de Wakefield.

Antes mesmo de chegar ao novo lar, seu tio já arquiteta um plano para casá-la com Jason, acreditando que Victoria é a pessoa perfeita para amolecer o coração do Marquês. O que ele não sabia é que o coração da moça já pertencia a outro homem, e ela garante que Andrew irá busca-la no momento mais oportuno.

15 junho 2019

Resenha - Vem Comigo, Karma Brown


Livro: Vem comigo
Autor(a): Karma Brown
Editora: Verus
Páginas: 305
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Tegan Lawson tem tudo o que poderia querer da vida, incluindo Gabe, seu marido amoroso, e um bebê a caminho. Mas um acidente deixa a vida de Tegan tão devastada como o carro do qual ela foi resgatada. Entre a perda do bebê e a raiva incontrolável por Gabe, que estava dirigindo naquela noite, Tegan está afundando em tristeza. E, quando ela pensa que chegou ao fundo do poço, Gabe a lembra do ''pote dos desejos'', uma coleção das viagens e experiências dos sonhos do casal. E assim se inicia a aventura. Dos tumultuados mercados da Tailândia até os sabores da Itália e as ondas do Havaí, Tegan e Gabe embarcam em uma jornada para escapar da tragédia e encontrar o perdão. Mas, quando as coisas tomam um rumo chocante no Havaí, Tegan é forçada a encarar a verdade - e a decidir se a vida ainda vale a pena, mesmo que não seja exatamente como ela sonhou. Comovente e cheio de amor e esperança, Vem comigo é um livro inesquecível e uma celebração da força do espírito humano.

Tegan Lawson tem tudo o que sempre sonhou. Um marido carinhoso, uma família que a ama incondicionalmente e um bebê saudável a caminho. O futuro lhe reserva inúmeras possibilidades e a chegada do primeiro filho intensifica dia após dia seu desejo de ser mãe. Até que um trágico acidente muda completamente a trajetória de sua vida.

Desestruturada com a perda do bebê e culpando Gabe por estar dirigindo acima da velocidade e sem as duas mãos ao volante naquele fatídico dia, Tegan se afunda cada vez mais no luto e na depressão. E, é para ajudar a esposa a seguir em frente que Gabe sugere que usem o “pote dos desejos”, uma coleção de experiências e viagens que ambos sonhavam fazer juntos.

13 junho 2019

Resenha - Uma Mulher no Escuro, Raphael Montes


Livro: Uma Mulher no Escuro
Autor(a): Raphael Montes
Editora: Companhia das letras
Páginas: 256
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Um crime brutal cometido há vinte anos, uma única sobrevivente, o retorno calculado do assassino. Em quem Victoria deve confiar? Neste thriller psicológico, Raphael Montes une romance e suspense em uma narrativa intrincada e sedutora.Victoria Bravo tinha quatro anos quando um homem invadiu sua casa e matou sua família a facadas, pichando seus rostos com tinta preta. Única sobrevivente, ela agora é uma jovem solitária e tímida, com pesadelos frequentes e sérias dificuldades para se relacionar. Seu refúgio é ficar em casa e observar a vida alheia pelas janelas do apartamento onde mora, na Lapa, Rio de Janeiro. Mas o passado bate à sua porta, e ela não sabe mais em quem pode confiar. Obrigada a enfrentar sua própria tragédia, Victoria embarca em uma jornada de amadurecimento e descoberta que a levará a zonas obscuras, mas também revelará as possibilidades do amor. Um psiquiatra, um amigo feito pela internet e um possível namorado — qual dos três homens está usando tudo o que sabe para aterrorizar a vida de Vic? E o que afinal ele quer com ela? Na literatura nacional, Raphael Montes é unanimidade quando se trata de livros de suspense. Uma Mulher no Escuro traz sua primeira protagonista feminina e confirma o autor como um dos mais originais da atualidade — além de deixar o leitor intrigado do começo ao fim.


Uma mulher no escuro é uma leitura instigante. Porém, ao longo do livro, eu sentia que estava sendo tudo fácil demais. Conhecendo o estilo de narrativa do autor e tendo sido avisada por ele que tinha uma pegada de Dias Perfeiros, sabia que estava sendo induzida a acreditar em algo que não deveria ser. Redobrei a atenção e sentia que seria surpreendida no final, mas ele sempre se superou.

Raphael Montes guia o leitor da forma como sabe melhor. Ele desvia nossa atenção com coisas irrelevantes enquanto solta pequenas informações de maneira despercebida. Pela primeira vez minha linha de raciocínio estava correta, mas eu não levei muita fé e nem percebi os fatos que a confirmavam. Os sinais enviados pelos personagens eram muito confusos e eu acabei comemorando o desvendar do mistério antes do fim da história. E lógico, errei.

11 junho 2019

Resenha - Quando ela desaparecer, Victor Bonini


Livro: Quando ela desaparecer
Autor(a): Victor Bonini
Editora: Faro Editorial
Páginas: 272
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Uma garota de dezesseis anos desaparece durante uma excursão escolar. Mas não se trata de qualquer garota. Dois anos atrás, ela esteve à beira da morte, e quando foi encontrada, ninguém acreditou que sobreviveria. Agora, há dois meses desaparecida, não restam dúvidas de que esteja morta. Rastros de sangue e um colar arrancado são as únicas pistas. Pressionados, os policiais estão desesperados por respostas, mas ninguém na longa lista de suspeitos parece ter forte motivação para cometer um crime. Até que o caso vira de cabeça para baixo e segredos muito bem enterrados emergem para revelar o lado cruel de um lugar aparentemente tranquilo. No meio de tantos possíveis culpados, os inocentes é que estão mais aflitos… porque alguns deles começaram a morrer.


Quando adolescente, Sarah Meireles vivenciou um dos casos policiais mais emblemáticos de São Paulo. E agora, jornalista recém formada, decide trazer a público os bastidores do desaparecimento que chocou pelo grau de minuciosidade com o qual foi planejado. Um compilado de recortes de jornais e fotografias se somam ao relato do Detetive Conrado Bardelli, as entrevistas que ela mesma conduziu e a tudo que vivenciou naquele período, resultando em um livro reportagem sobre quem era e o que aconteceu com Francisca Silveira do Carmo.

09 junho 2019

Resenha - A Garota Que Lia As Estrelas, Kiran Millwood Hargrave


Livro: A Garota Que Lia As Estrelas
Autor(a): Kiran Millwood Hargrave
Editora: Jangada
Páginas: 264
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora


Isabella mora numa ilha cercada de lendas e sonha em visitar as terras distantes que seu pai, um cartógrafo, um dia mapeou. Quando sua melhor amiga desaparece, ela decide fazer parte da equipe de busca e, guiada por mapas antigos e o conhecimento que tem das estrelas, viaja pelos Territórios Esquecidos da ilha, repletos de perigos e criaturas horríveis. Mas sob os rios secos e florestas mortas, uma lenda feroz está despertando de seu sono....


Desde a chegada do tirano governador Adori na Ilha de Joya, a vida do povo que ali habitava em harmonia tem sido restrita de todas as formas. O direito de ir e vir não mais existe e parte da população foi banida para os territórios esquecidos, onde a qualidade de vida e chance de sobrevivência é escassa. Aos que ficaram no vilarejo de Gromera, cabe aceitar essa triste sorte. Afinal qualquer indicio de rebelião é motivo de prisão e execução.

E é em Gromera que conhecemos Isabella, uma garota de 13 anos que sonha em viajar e conhecer as terras distantes e proibidas que seu pai, o melhor cartógrafo de Joya, um dia mapeou. Sua chance acontece quando Lupe, sua melhor amiga desaparece nos Territórios Esquecidos da Ilha e Isabella com seus mapas antigos e habilidade em ler as estrelas adquiridos através dos ensinamentos do pai, se junta à equipe de busca.

07 junho 2019

Lançamentos da Faro Editorial (Junho/ 2019)


Onde Mora o Coração, Jill Shalvis


Em meio a amigos e filhotinhos de seu pet shop, Willa Davis leva uma vida de enorme realização profissional. Mas falta algo: a seção de sua vida “relacionamentos amorosos” anda paralisada. E nada parece estar a caminho para mudar esse destino. Keane também anda desiludido depois de muitos desencontros. Mas após receber a tarefa de cuidar da temperamental gata de sua tia-avó, ele procura uma especialista no assunto, e o destino joga suas cartas. Ele não faz a mínima ideia de quem seja a proprietária da loja de animais, mas Willa sabe exatamente quem ele é… Alguém que no passado já partiu seu coração. E nada é fácil quando se trata de duas pessoas que se fecharam para o amor. Os amigos entram em ação. Mas tão diferentes? Tão improváveis? Será que Keane mudou? Será que Willa é capaz de perdoar? Esta é uma história divertida sobre quais escolhas valem a pena e sobre como podemos evitar o olhar viciado que sabota as oportunidades...
e, também, sobre aceitar a sorte quando ela aparece.

05 junho 2019

Namorada podre de rica, Kevin Kwan


Livro: Namorada podre de rica (Podres de Ricos #2)
Autor(a): Kevin Kwan
Editora: Record
Páginas: 462
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Depois de descobrir que seu lindo namorado, um simples professor de história da Universidade de Nova York, é, na verdade, o herdeiro de uma das famílias mais ricas de Cingapura e de sobreviver a todas as tentativas orquestradas pela mãe dele, a poderosa Eleanor Young, para tentar separá-los, Rachel Chu acha que, agora, está preparada para qualquer coisa. Ah, ela não poderia estar mais enganada... Às vésperas de seu casamento com Nick, ela recebe a visita de um homem que sempre sonhou conhecer: seu próprio pai. Isso acaba arrastando o casal para um mundo capaz de deixar até o herdeiro de uma das maiores fortunas da Ásia de queixo caído. Em Xangai, eles conhecem a realidade dos novos-ricos, que, ao contrário dos chineses do continente, cuja fortuna vem sendo acumulada e multiplicada ao longo de várias gerações, não têm o menor pudor em ostentar. De uma hora para a outra, viajar de jatinhos particulares pela Ásia não era nada perto do Boeing 747-8i privativo no qual, em vez de quatrocentos assentos, há uma sala de cirurgia equipada com uma UTI e um lago de carpas! Em Namorada podre de rica, a aguardada continuação do best-seller que conquistou milhões de fãs no mundo inteiro e que foi adaptado para o cinema, Kevin Kwan narra, com seu humor satírico e perspicaz, uma história onde (quase) nada é inventado e nos faz mergulhar no mundo glamoroso e inacreditável das pessoas mais ricas da China.


ESSA RESENHA NÃO POSSUI SPOILER DO LIVRO ANTERIOR.
LEIA A RESENHA DE ASIÁTICOS PODRES DE RICOS.


Depois que o furação Eleonor Young atravessou a vida do jovem casal de professores, Nick e Rachel precisaram de um período para se reaproximarem. E mesmo que sua sogra tivesse destruído o seu mundo - isso depois de jogá-la aos tubarões -, ela se sentia culpada pela família do namorado não estar presente no dia de seu casamento. Não que Eleonor pudesse ser contrariada de fato quando queira algo, ainda mais se tivesse uma revelação bombástica para jogar em cima de alguém.

03 junho 2019

Lançamentos da Editora Intrínseca (Junho/ 2019)


Mister, E L James

Maxim Trevelyan é inglês, bonito, rico, nunca precisou trabalhar e quase nunca dorme sozinho. Essa vida fácil muda quando uma tragédia acontece e Maxim herda um título de nobreza, as propriedades da família e toda a responsabilidade que vem com isso. É um papel para o qual ele não está preparado, e que agora deve se esforçar para desempenhar. Mas o maior desafio de Maxim vai ser lutar contra a atração por uma jovem enigmática que conheceu recentemente e que guarda um segredo do passado. Discreta, Alessia é misteriosa e sedutora, e logo o desejo de Maxim por ela se transforma em algo que ele nunca experimentou e não ousa nomear. Mas, afinal, quem é Alessia Demachi? O que ela esconde? Maxim será capaz de protegê-la do mal que a ameaça? E o que ela fará quando souber que ele também tem seus segredos? Do coração de Londres, passando pelo cenário rural da Cornualha até a sombria e ameaçadora beleza dos Bálcãs, Mister é uma história de amor e suspense que vai deixar os leitores de E L James apaixonados.

E se fosse a gente?, Becky Albertelli & Adam Silvera

Em Com amor, Simon, Becky Albertalli conquistou o público jovem com sua narrativa sensível e apaixonante sobre um menino gay prestes a viver uma grande história de amor. Em E se fosse a gente?, ela se une ao escritor Adam Silvera para narrar o encontro de dois garotos que não poderiam estar em momentos mais diferentes da vida, mas que vão desafiar os poderes do universo para ficarem juntos. De férias em Nova York, Arthur está determinado a viver uma aventura digna de um musical da Broadway antes de voltar para casa. Já Ben acabou de terminar seu primeiro relacionamento, e tudo o que mais quer é se livrar da caixa com todas as lembranças do ex-namorado. Quando eles se conhecem em uma agência dos correios, parece que o universo está mandando um recado claro. Bem, talvez não tão claro assim, já que os dois acabam tomando rumos diferentes sem ao menos saberem o nome ou telefone um do outro. Em meio a encontros e desencontros — sempre embalados por referências a musicais e à cultura pop —, Ben e Arthur se perguntam: e se a vida não for como os musicais da Broadway e os dois não estiverem destinados a ficarem juntos? Mas e se estiverem? Aos poucos, eles percebem que às vezes as coisas não precisam ser perfeitas para darem certo e que os planos do universo podem ser mais surpreendentes do que eles imaginam.

Areia Movediça, Malin Persson Giolito

A vida de Maja Norberg parecia incrível: ela era jovem, bonita, inteligente e popular. Nada iria dar errado. Até que houve o tiroteio na escola: seu namorado e sua melhor amiga estão mortos e ela é a única acusada dos crimes. Maja não consegue refazer mentalmente os caminhos que a colocaram nessa situação, mas uma coisa é certa: ela é a adolescente mais odiada da Suécia. Após nove meses na prisão, é hora do julgamento. Os advogados estão usando todos os recursos possíveis para provar sua inocência, mas a promotoria, a mídia e os olhares de todos à sua volta nitidamente desejam o oposto. Narrado do ponto de vista de Maja, que trata o leitor como um confidente, Areia movediça entrelaça as memórias da garota a um cenário de tensão racial e econômica que, aos poucos, ajuda a revelar as peças de um surpreendente quebra-cabeças. Panorama perspicaz de uma juventude desmoronando, o livro toca em temas como imigração, conflito de classes e o isolamento adolescente, embalados por uma ótima narrativa de crime e tribunal.


Este é o mar
, Mariana Enriquez


Lendas do rock nunca fenecem. E tudo porque entregaram a vida às Luminosas, seres atemporais que se alimentam dos aspectos mais pungentes da devoção humana. Kurt Cobain? Lenda criada por Violeta. Sid Vicious? Gina. Jim Morrison? Marianne. No universo de Este é o mar, se tornar uma verdadeira lenda do rock envolve seres mitológicos femininos e um mundo intenso e sombrio, marcado pelo esquecimento e pelas lembranças que atravessam gerações.
Helena é uma das responsáveis por manter a engrenagem do fanatismo a todo vapor, incitando os jovens fãs humanos a darem tudo de si e a consumirem seu ídolo. No entanto, não quer ser apenas uma abelha operária. Para se tornar uma Luminosa, precisa criar uma nova Lenda. Agora, tendo a morte como aliada, sua missão é eternizar James Evans, o vocalista da banda Fallen — uma árdua tarefa em meio à era da fugacidade dos desejos. Após a repercussão de As coisas que perdemos no fogo, que consagrou o estilo da autora em unir horror a aspectos do cotidiano, Este é o mar traça na esfera do mitológico os aspectos mais perturbadores e indizíveis da essência humana. Um retrato visceral da adolescência e da nossa sociedade, que reafirma Mariana Enriquez como uma das vozes mais potentes da literatura argentina contemporânea.

Noite em Caracas,  Karina Sainz Borgo

Violência, anarquia e desintegração ditam o ritmo em Caracas. Nesse cenário desolador, Adelaida Falcón tem a vida destroçada pela morte da mãe. Logo depois do enterro, ela se depara com sua casa ocupada por um grupo de mulheres. Ao procurar ajuda, tenta falar com a vizinha, Aurora Peralta, conhecida como “a filha da espanhola”, mas a encontra morta. Em cima da mesa da sala, Adelaida vê documentos que podem mudar sua vida, dando início a uma jornada pela própria sobrevivência. Noite em Caracas retrata a saga de uma mulher que enfrenta situações extremas, enquanto precisa aceitar a ausência definitiva da mãe homônima, em um país que também desaparece aos poucos. Ela narra sua história entremeando lembranças de um passado não muito distante, de uma vida simples como filha de professora em um grande centro urbano, com um presente no qual resistir se torna um ato de amor e coragem.

Ponti,  Sharlene Teo

Cingapura, 2003. Sem amigos e abandonada pelo pai, a adolescente Szu vive à sombra da mãe, Amisa, uma ex-atriz que ganha a vida ao lado da irmã como médium, em uma casa caindo aos pedaços. Quando Szu conhece Circe, uma menina privilegiada e sarcástica, as duas constroem uma amizade intensa, um alívio para o ambiente tóxico controlado por Amisa e a inadequação que Szu sente no colégio. Mas não demora muito para que Circe fique fascinada pela intocável ex-atriz e as três estabeleçam uma dinâmica que as marcará para sempre. Dezessete anos depois, Circe está lidando com os desdobramentos de um divórcio complicado, quando um projeto novo surge no trabalho: a refilmagem do filme cult de terror dos anos 1970 Ponti!, a obra que definiu a curta carreira de Amisa. De uma hora para outra, Circe perde o chão e mergulha nas memórias das mulheres que ela conheceu, na culpa e em um passado que ameaça sua consciência tranquila. Contado pela perspectiva das três mulheres em momentos distintos de suas vidas, Ponti, livro considerado “Incrível” por Ian McEwan, é uma história original sobre amizade e memória no breve espaço de algumas décadas. Um retrato generoso da avassaladora solidão da adolescência e um vislumbre de como pequenas e grandes tragédias podem nos tornar monstros.

130 anos: Em busca da República,  Pedro Malan, Edmar Bacha e outros
No dia 15 de novembro de 1889, no Campo de Santana, no centro do Rio de Janeiro, o marechal Deodoro proclamava o início da nossa República. Éramos à época um país que havia abolido a escravidão recentemente, com a população de apenas 14 milhões de habitantes, dos quais 82% eram analfabetos e 90% viviam em áreas rurais. Agora, em 2019, com 208 milhões de habitantes, somos uma sociedade majoritariamente urbana, com 7% da população analfabeta, mas ainda repleta de contrastes sociais, com índices de desenvolvimento muitas vezes inferiores aos alcançados por países com trajetórias semelhantes à nossa. Para analisar essa história, 38 pensadores brasileiros identificam os desafios, avanços e retrocessos da nossa República em textos curtos que levantam as principais questões dos nossos últimos 130 anos. Cada capítulo do livro cobre uma década e é composto por três textos: um sobre sociedade e política, outro sobre Estado e direito, e outro sobre governo e economia. Seguindo os pontos de vista particulares dos autores, diferentes e complementares entre si, cabe ao leitor juntar as peças do mosaico apresentado para entender o processo que culminou com a República como a conhecemos em 2019 e os desafios que se anunciam para o futuro.

30 maio 2019

Resenha - Oblivion Song, Robert Kirkman


Livro: Oblivion Song: Canção do Silêncio (Oblivion Song #1)
Autor(a): Robert Kirkman
Editora: Intrínseca
Páginas: 144
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Anos atrás, 300 mil habitantes da Filadélfia foram transportados para Oblivion, uma nova dimensão aterrorizante que surgiu de forma inexplicável e destruiu áreas da cidade. Os desaparecidos tentam sobreviver enfrentando seres monstruosos em um ambiente inóspito e atordoante, marcado por raros momentos de calmaria. O governo investiu muitos recursos em incursões para resgatar as vítimas, mas depois de dez anos as buscas foram encerradas. Mesmo lamentando a perda de entes queridos, a vida seguiu seu curso para grande parte da cidade, e monumentos, memoriais e museus foram erguidos em homenagem aos que se foram. No entanto, se depender do cientista Nathan Cole, ninguém vai ficar para trás. Nathan desenvolveu uma tecnologia extremamente instável que lhe permite visitar Oblivion todos os dias. Ele arrisca a própria vida em viagens solitárias, perigosas e muitas vezes infrutíferas na tentativa de resgatar sobreviventes. Cada vez que volta de lá, se mostra mais determinado. Mas o que Nathan procura? Por que não consegue resistir ao chamado de Oblivion, à canção silenciosa de um mundo prestes a ruir e a levá-lo junto? Criador de The Walking Dead — série vencedora do prestigiado Eisner Awards —, Robert Kirkman retorna com seu talento para contar histórias de caos em cenários pós-apocalípticos. Oblivion Song: Canção do Silêncio narra o luto, os traumas e os limites impensáveis que ultrapassamos para consertar os erros do passado. Com o traço único de Lorenzo De Felici, o primeiro volume reúne os seis fascículos iniciais da série.



Anos atrás, uma parte considerável de cidadãos da Filadélfia foi inexplicavelmente transferida para Oblivion, uma dimensão aterrorizante habitada por formas de vida estranhas e ameaçadoras. Sobreviver e manter a sanidade enquanto buscavam por salvação, foi o objetivo das 300 mil pessoas que sequer imaginavam o que havia acontecido.

Em busca de respostas e sobreviventes, o governo financiou pesquisas para resgatar as vitimas desse terrível incidente, e o cientista Nathan Cole era um dos responsáveis por essas missões de resgate.

28 maio 2019

Resenha - O que aconteceu com Annie, C.J. Tudor


Livro: O que aconteceu com Annie
Autor(a): C.J. Tudor
Editora: Intrínseca
Páginas: 288
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Quando Joe Thorne era adolescente, sua irmã mais nova desapareceu. Vinte e cinco anos depois, um e-mail anônimo o leva mais uma vez ao passado: “Eu sei o que aconteceu com sua irmã. Está acontecendo de novo.” Atolado em dívidas e bem longe do vilarejo onde cresceu, Joe precisa escapar das pessoas perigosas que estão atrás dele, mas também vê a oportunidade de resolver o que arrasta consigo há mais de duas décadas. Retornar a Arnhill parece a única opção. Mas voltar também significa abrir velhas feridas e reencontrar pessoas e lugares que ele nunca mais pensou que veria. Afinal, alguns segredos são grandes demais — e Joe não faz ideia de onde está se metendo. Neste suspense de ares sobrenaturais, o leitor é carregado por reviravoltas sombrias que o deixam na expectativa até o fim. O que Aconteceu com Annie é uma viagem ao lugar mais escuro de um passado que precisa ser esquecido.


Cidades como Arnhill costumam viver em um ciclo eterno de sua estrutura social. Valentões infernizam a vida dos desajustados e namoram a garota mais bonita da escola. Quando adultos, assumem cargos de influência na cidade e geram a nova leva de valentões. Dificilmente alguém vai embora, e os segredos se perpetuam por gerações.

26 maio 2019

Lançamentos do Grupo Companhia das Letras (Maio/ 2019)



Daisy Jones e The Six, Taylor Jenkins Reid
Uma História de Amor e Música

Embalado pelo melhor do rock’n’roll, um romance inequecível sobre uma banda dos anos 1970, sua apaixonante vocalista e o amor à música. Da autora de Em Outra Vida, Talvez?. Todo mundo conhece Daisy Jones & the Six. Nos anos setenta, dominavam as paradas de sucesso, faziam shows para plateias lotadas e conquistavam milhões de fãs. Eram a voz de uma geração, e Daisy, a inspiração de toda garota descolada. Mas no dia 12 de julho de 1979, no último show da turnê Aurora, eles se separaram. E ninguém nunca soube por quê. Até agora. Esta é história de uma menina de Los Angeles que sonhava em ser uma estrela do rock e de uma banda que também almejava seu lugar ao sol. E de tudo o que aconteceu ― o sexo, as drogas, os conflitos e os dramas ― quando um produtor apostou (certo!) que juntos poderiam se tornar lendas da música. Neste romance inequecível narrado a partir de entrevistas, Taylor Jenkins Reid reconstitui a trajetória de uma banda fictícia com a intensidade presente nos melhores backstages do rock’n’roll.

24 maio 2019

Resenha - Imperfeitos, Lauren Layne


Livro: Imperfeitos (Recomeços #2)
Autor(a): Lauren Layne
Editora: Paralela
Páginas: 256
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Quantas vezes um mesmo coração aguenta ser despedaçado? Essa é a pergunta que atormenta Michael St. Claire, o ex-bon vivant que, após ser rejeitado por Olivia e abandonado pelo melhor amigo, deixa o glamour nova-iorquino para trás e vai trabalhar num clube de tênis numa cidadezinha no Texas. Há um motivo secreto por trás dessa escolha geográfica: é lá que se encontram seu pai biológico e seu meio-irmão, Devon, que não fazem ideia de sua existência. O que o plano de Michael não previa era conhecer Chloe, a garota mais inteligente, sarcástica e original que ele já vira. Em pouco tempo, eles se tornam grandes amigos, e quando Michael descobre que Chloe é apaixonada por Devon ele resolve que irá ajudá-la. Mas será que dois corações rejeitados conseguem, juntos, construir um recomeço? Ou irão apenas se machucar, perdidos na eterna busca por aceitação e pertencimento?


ESSA RESENHA NÃO POSSUI SPOILER DOS LIVROS ANTERIORES.
LEIA A RESENHA DE EM PEDAÇOS E COMO UM FILME.


Michael St. Claire perdeu seu pai, seu melhor amigo e o amor da sua vida. A mais recente perda veio com a descoberta que o homem a quem sempre chamou de pai, provavelmente só lhe deu um sobrenome para incobrir a infidelidade da esposa. E agora Michael atravessou o país arquitando um plano para chegar até seu meio irmão, Devon.

22 maio 2019

Lançamentos da Editora Intrínseca (Maio/ 2019)



F*deu Geral, Mark Manson
Um livro sobre esperança?

Vivemos em uma época interessante. Materialmente, nunca estivemos melhor - temos mais liberdade, mais saúde e mais riqueza do que em qualquer momento da história da humanidade. No entanto, tudo ao redor parece terrivelmente f*dido: aquecimento global, governantes horrorosos, economia em crise e todos constantemente ofendidos nas redes sociais. Temos acesso a tecnologia, educação e comunicação de maneiras que nossos ancestrais jamais sonhariam e, mesmo assim, sentimos essa desesperança esmagadora. O que está acontecendo, afinal? Se você também está se fazendo essa pergunta, o livro de Mark Manson é sua próxima leitura obrigtória. Em A Sutil Arte de Ligar o F*da-se, Manson, de maneira brilhante, deu forma à ansiedade que permeia a vida moderna - agora, em F*deu Geral, ele desvia seu olhar das falhas inevitáveis de cada indivíduo para as inúmeras calamidades que tomam o mundo. Ao trazer desde pesquisas psicológicas a pérolas da sabedoria atemporal de filósofos como Platão e Nietzsche (e Tom Waits), Manson disseca religião e política e trata de como as duas, desconfortavelmente, vieram a se assemelhar. Também explora nossa relação com o dinheiro, o entretenimento e a internet, e desafia de modo franco nossas definições de fé, felicidade, liberdade e, até mesmo, a própria definição de esperança. Um passeio inusitado e divertido pela dor em nossos corações e o estresse em nossas vidas


O que aconteceu com Annie, C.J. Tudor

Quando Joe Thorne era adolescente, sua irmã mais nova desapareceu. Vinte e cinco anos depois, um e-mail anônimo o leva mais uma vez ao passado: “Eu sei o que aconteceu com sua irmã. Está acontecendo de novo.” Atolado em dívidas e bem longe do vilarejo onde cresceu, Joe precisa escapar das pessoas perigosas que estão atrás dele, mas também vê a oportunidade de resolver o que arrasta consigo há mais de duas décadas. Retornar a Arnhill parece a única opção. Mas voltar também significa abrir velhas feridas e reencontrar pessoas e lugares que ele nunca mais pensou que veria. Afinal, alguns segredos são grandes demais — e Joe não faz ideia de onde está se metendo. Neste suspense de ares sobrenaturais, o leitor é carregado por reviravoltas sombrias que o deixam na expectativa até o fim. O que Aconteceu com Annie é uma viagem ao lugar mais escuro de um passado que precisa ser esquecido.

Raízes do Mal, Gwenda Bond
Série Stranger Things Vol. 1
Primeira história oficial do universo expandido de Stranger Things. Descubra o passado sombrio da mãe de Eleven e do médico perverso envolvido no projeto MKULTRA. Uma das séries de maior sucesso dos últimos tempos, Stranger Things surpreendeu espectadores de todas as idades. Agora, a poucos meses da estreia da aguardada terceira temporada, a Intrínseca lança o primeiro livro oficial da série, que explora o passado de dois dos personagens mais enigmáticos da produção: Terry Ives, a mãe de Eleven, e o dr. Martin Brenner, o homem que separou as duas. Em plena década de 1960, os Estados Unidos estão passando por profundas mudanças políticas e sociais, e Terry Ives, estudante de uma cidadezinha em Indiana, se vê à parte dos acontecimentos. Cansada de ser uma mera espectadora das mudanças à sua volta, ela enxerga sua grande chance de entrar para a história ao se voluntariar para participar de um projeto ultrassecreto do governo chamado MKULTRA, realizado no laboratório de Hawkins. É lá que ela conhece o dr. Martin Brenner, um homem cruel capaz das maiores atrocidades para alcançar seus objetivos. Terry logo se vê presa em uma trama repleta de manipulações e perigos, travando com Brenner uma guerra em que a mente humana é o campo de batalha. E sua única chance de vitória reside em uma menininha com poderes sobre-humanos e um número no lugar do nome. Obra oficial de Stranger Things, Raízes do mal expande o universo da série, aprofundando a trama, e volta no tempo para explicar como os destinos de Terry, Brenner, Eleven e Eight se cruzaram pela primeira vez.


Era da Destruição - Parte 1, Jeff Lemire
Série Black Hammer Vol. 3

Ao unir elementos de grandes clássicos dos quadrinhos, tramas únicas e personagens complexos, Black Hammer se tornou uma das HQs mais bem-sucedidas dos últimos tempos. Vencedora do prestigiado Eisner Awards, a história dos cinco heróis decadentes que se veem presos em uma cidade fora dos limites do tempo — e de suas tentativas de escapar desse purgatório — conquistou muitos fãs no Brasil e no mundo. Ao vencerem o poderoso e maligno Antideus, os maiores heróis de Spiral City desapareceram sem deixar vestígios. Todos acreditam que eles estão mortos, mas há dez anos vivem isolados em uma pacata fazenda, relegados ao esquecimento e à melancolia de dias sem glória. Obrigados a disfarçar seus poderes, sua natureza e suas origens aos olhos dos habitantes locais, eles personificam uma típica família disfuncional, tentando criar para si uma vida comum, mas que ainda é atormentada pelos mistérios que envolvem sua chegada e sua permanência na cidade. O terceiro volume reúne os cinco primeiros fascículos de Era da destruição. Nesta primeira parte, grandes segredos começam a ser revelados quando os ex-heróis recebem uma visita inesperada que tanto pode lhes mostrar o caminho para casa, como ser um prenúncio do caos e da destruição que estão por vir. Criada por Jeff Lemire e Dean Ormston, a série Black Hammer é uma história arrebatadora sobre memória, família, o peso do passado e o medo do futuro.


Why Not,  Raquel Landim
O Brasil assistiu nos últimos anos ao rápido crescimento da JBS, que, nas mãos dos irmãos Wesley e Joesley Batista, saiu da condição de pequena empresa familiar para transformar-se em gigante mundial. Já no auge do sucesso, Joesley trocou seu iate Blessed (“Abençoado”, em inglês) por um novo e maior, que batizou de Why Not (“Por que não?”). O sugestivo nome parecia indicar os rumos que os irmãos estavam dispostos a percorrer. Por que não subornar políticos para aprovar leis que favorecessem a empresa? Por que não crescer contando com atalhos e privilégios de uma rede estatal de benefícios? Por que não gravar políticos, clandestinamente e em situações comprometedoras, tendo em vista uma possível delação premiada? Narrando esse caso no ritmo de um thriller político e empresarial, após dois anos de apuração e mais de uma centena de entrevistas, a jornalista Raquel Landim remonta em Why Not a história da JBS desde sua origem até os bastidores da negociação do polêmico acordo de colaboração premiada, que garantiria imunidade judicial aos irmãos Batista apesar de seus crimes. Com inegável talento para negócios, Wesley e Joesley perceberam desde cedo que poderiam crescer ainda mais se contassem com a ajuda do governo, mesmo que para isso tivessem que adotar métodos nada convencionais, dando início ao que se tornaria um dos maiores esquemas de corrupção já descobertos em uma empresa privada brasileira. Todos os detalhes desta incrível história os leitores acompanharão em Why Not como se fossem um observador invisível no submundo do poder e da ganância.


Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥