25 novembro 2017

Resenha - Principe Partido, Erin Watt

 
Livro: Principe Partido (The Royals #2)
Autor(a): Erin Watt
Editora: Essência
Páginas: 352
Adquira: Amazon
Livro cedido através da parceria com a editora
Reed tinha tudo na vida: beleza, status e dinheiro. As garotas da sua escola matariam para sair com ele, os caras queriam ser como ele, mas Reed nunca tinha dado a mínima para nada disso. Nem para a família. Até que Ella Harper apareceu na sua vida. Quando Ella chegou à mansão dos Royal, o que ele mais queria era que a nova hóspede sumisse, mas ela o conquistou e, agora, Reed irá fazer de tudo para mantê-la por perto. Ella lhe dá segurança, lhe transmite paz, o aconchega... sensações que há muito tempo não sentia. Porém Reed comete um deslize e Ella se afasta por completo, trazendo caos à família Royal. Reed vê seu mundo desmoronar e toda a esperança de viver um romance com Ella desaparece. A garota dos sonhos de Reed não quer mais saber dele, porque sabe que se ficarem juntos, isso vai destruí-los. Ella pode estar certa. 'Príncipe partido' é a aguardada continuação de 'Princesa de papel'.

ESSA RESENHA NÃO POSSUI SPOILER DO LIVRO ANTERIOR.
LEIA A RESENHA DE PRINCESA DE PAPEL.


Quando o furacão Royal entrou em sua vida, o máximo que Ella se permitiu imaginar, foi uma trajetória mais tranquila até a faculdade. Ao contrario de Callum, seus filhos não estavam dispostos a facilitar as coisas para a garota, ao contrário, eles queriam infernizá-la. Porém não demorou muito até que eles a conhecem de verdade e a amizade acontecesse.

Reed, os mais velhos dos Royal, sempre teve todos os privilégios que dinheiro e a beleza podiam proporcionar, e sabia disso. Porém, nunca deu valor ao que tinha. Ele fazia o que queria, quando bem entendia e a morte de sua mãe foi a gota d'água para fazê-lo extravasar tudo que havia de pior dentro dele. Reed reencontrou a paz quando aceitou os seus sentimentos por Ella e descobriu que era correspondido. Só que uma vida impune não poderia ter um final feliz assim. Só que ele tem certeza que dessa vez está sendo responsabilizado por algo que não causou.

Eu tinha passado os últimos dois anos tentando destruir tudo ao meu redor. Quem podia imaginar que o sucesso teria um gosto tão amargo. 

Seus namoro com Ella está acabado e se não quiser destruir o frágil relacionamento que vem construindo com seu pai, ele precisará correr atrás sozinho para resolver a situação toda. Será que a paz vai voltar a reinar na Mansão Royal?

Quando conheci a trilogia The Royal, não imaginava que estava prestes a iniciar um dos melhores livros de 2017. A escrita viciante da Erin Watt me conquistou de tal maneira que, pela segunda vez na vida, precisei da versão em inglês para matar minha curiosidade. O resultado foi uma ressaca literária terrível por precisar me despedir para sempre desses personagens que me conquistaram tanto.

Fiquei bem surpresa e empolgada quando a editora anunciou que o segundo volume sairia no segundo semestre. Ler em inglês não é meu forte, então não pensei duas vezes. Quando o livro chegou já me joguei nele para me apaixonar mais um pouquinho e entender aqueles por menores que passaram batidos na outra leitura. Resultado: suspirei, bufei e vibrei com o suspense novamente.

Não sou daquelas pessoas que se empolga com uma leitura quando já sabe o que vai acontecer, ao contrário. Reli poucos livros na vida, mas não da para explicar o quanto essa história mexe comigo. Não precisava mentira, precisava sim!, mas em Príncipe Partido foi inserido um elemento que sempre me conquista: narrativa alternada. A verdade é que a maior parte do livro é narrado pelo Reed e como todo o problema acontece com ele, se a história tivesse apenas um ponto de vista, se tornaria incompleta e talvez até chata. Mas o melhor foi conhecer mais a fundo esse personagem que me desperta sentimentos tão controverso.

Os Royal não conversam sobre seus sentimentos. Nós o enterramos. Fingimos que nada nos toca.

Sabe a maldição do segundo livro, que vem atingindo muiiiitas e muitas trilogias? Acontece quando o primeiro livro é incrível e nos enche de expectativas para a continuação, mas o resultado é pior do que não atingi-las... é um balde de água fria. Então, Erin Watt superou esse problema lindamente. Príncipe Partido não é apenas bom, ele consegue superar seu antecessor.

A história começa jogando nossa adrenalina lá em cima, tem uma virada no meio do caminho e o desfecho é simplesmente i-na-cre-di-tá-vel. Eu fiquei angustiada com o final do primeiro livro, mas aqui eu quase cai pra trás quando li. O último livro da trilogia promete mudanças ainda mais profundas na vida de Ella Harper.

Eu adoro a edição da Editora Planeta, que optou por seguir o padrão original das capas. A aplicação de brilho sob a coroa deixa a capa ainda mais linda. As lombadas estão lindas e reluzentes na minha estante. A diagramação é simples, com páginas amarelas e letras confortáveis. Há, vale ressaltar que essa trilogia tem o padrão de livro pequeno.

Eu provoquei todo esse sofrimento, mas sei que posso acabar com ele se ela me der uma chance.

Quem ainda não conheceu Ella e a família Royal, está perdendo uma leitura incrível.

- - - - -
Postagem válida para o TOP COMENTARISTA, Participe!
Valendo um exemplar de Dear Heart, eu odeio você!.

5 comentários

  1. Olá! Gostei de seu blog! Eu tenho um blog,mais o seu apareceu fácil no Google, o meu só aparece no Google se eu colocar o link (URL) do blog nas pesquisas, você fez algo pra postar ele no Google? Uma informação por favor, meu sonho é postar um blog ou site no Google!

    ResponderExcluir
  2. Me recordo muito bem da resenha do primeiro livro e claro que já estava na lista de desejados.
    Daí vem a resenha do segundo livro e a gente percebe que sim, pode e é melhor que o primeiro.
    Também gosto muito deste tipo de narrativa alternada, sei lá, acho que é como dar mais vida a história dos personagens!
    Quero muito conhecer esse romance e com isso, me jogar também no enredo!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Eu li essa trilogia em inglês antes de ser lançada aqui, e adorei todos os livros!!Esse livro eu devorei ele, e também acho que ele superou um pouco o primeiro livro. Achei que a história continuou ótima, e também gostei bastante por ter narrativa alternada. E o final desse livro foi muito surpreendente!!
    Agora estou louca pra comprar todos os livros, depois que o último for lançado aqui.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu li varias resenhas desse livro e tenho uma imensa vontade de ler o primeiro livro livro da série. A história é muito envolvente e tem uma premissa boa.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  5. Dreeh!
    Tenho o primeiro exemplar dessa série aqui, mas ainda não tive oportunidade de ler, porque me propus a ler as séries quando tiver todos os exemplares em mãos.
    Mas fico bem feliz em ver que nesse exemplar ouve um amadurecimento das escritoras e consequentemente das personagens e da trama e que não caiu na maldição do segundo livro, pelo contrário, tive a impressão por sua resenha que este é ainda melhor que o primeiro.
    Que dezembro seja repleto de realizações e o final de semana cheio de luz e paz!
    “Dentre os mais dignos predicados de um homem está o de saber dizer a verdade.” (Renato Kehl)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA dezembro 3 livros + 2 Kits papelaria, 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir


Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥