05 dezembro 2016

Resenha - Traços, Eduardo Cilto


Livro: Traços
Autor(a): Eduardo Cilto
Editora: Outro Planeta
Páginas: 272
Adquira: Saraiva | Livraria da Folha | Fnac | Buscapé | Livraria Cultura | Americanas
Livro cedido através da parceria com a editora
Quando Matheus aceitou acompanhar Beatriz na festa do colégio, jamais imaginou que terminaria a noite participando de um ritual místico (de veracidade duvidosa) para saber o que o futuro reservava para ele e a amiga. Assim que as velas que os cercavam se apagam e uma resposta esquisita encerra a cerimônia, Beatriz leva o resultado a sério e entende que deve fugir da cidade pequena para se encontrar com seu destino nas ruas da capital de São Paulo. Perdido no meio de tudo, Matheus é obrigado a repensar o que considera certo ou errado quando é convidado para participar do plano maluco de fuga e decide que precisa passar por cima dos limites impostos pelos pais para finalmente ser capaz de entender quem realmente é. Os dois amigos partem sozinhos para São Paulo e carregam consigo não somente as malas nas costas, mas também o peso de todos os problemas que achavam que estavam deixando para trás. Sem ter ideia do que estão enfrentando, Matheus e Beatriz descobrem mais sobre si mesmos, criam, quebram laços e encaram desafios que jamais pensaram que confrontariam enquanto contavam as moedas para realizar esse grande plano que iria mudar suas vidas para sempre.

Confesso que nunca acompanhei o canal do Eduardo Cilto, mas já ouvi dizer que é interessante em alguns momentos, por isso quando soube do lançamento de Traços pela Editora Planeta, imaginei que nada seria mais justo do que dar uma chance e ler o que ele tinha preparado para os leitores, afinal essa também seria uma forma bacana de conhecer mais de Cilto.


Partindo de uma premissa um pouco clichê, mas que pode ser considerada interessante, o livro nos apresenta Matheus, um menino comum, nerd e que sente algo além da amizade pela sua melhor amiga, Beatriz. Em contra partida Beatriz é totalmente o contrário. De opinião forte, não tem medo de pôr em prática qualquer pensamento que possa ter.

O grande trunfo do livro seria mostrar as consequências, descobertas e autoconhecimento dessa viagem e deste momento da vida dos nossos personagens. Analisando por esse aspecto, a ideia soa bastante interessante, este foi um dos motivos que me fez querer ler o livro do youtuber

Na prática é outra coisa. Beatriz, por diversas vezes, se mostra incoerente e um pouquinho inconveniente, e não é no bom sentido. Acho que um dos maiores problemas do livro é a falta de personagens carismáticos ou com qualidades que os fizessem únicos.

O livro pode ter um ou outro momento legal mesmo em meio aos clichês recorrentes, mas na maior parte as tramas são um pouco mal resolvidas e, por vezes, surreais e com alguns arcos meio que deixado para trás.

Em relação a edição física preciso parabenizar a Editora Outro Planeta, a capa é linda, daquelas que da vontade de ter na estante, as folhas são amarelas, a fonte grande e encontrei apenas alguns erros de revisão, mas nada que me incomodasse durante a leitura.

Em resumo, a ideia geral do livro é bastante chamativa e a escrita do autor é realmente boa, porém a execução foi bem falha e acabou por decepcionar no final, o que é uma pena. Infelizmente Traços entrou para a seleção de livros que eu não indicaria, mas como cada caso é um caso e a leitura pode funcionar de forma diferente para diferentes tipos de pessoa, indico que tire suas próprias conclusões.

2 comentários

  1. Eu fujo de qualquer coisa feita por Youtubers.
    Não é preconceito, apenas não curto e não gosto. Seja ali, naqueles vídeos sem noção, quanto nessa onda de livrinhos toscos que vem sendo lançados por eles.
    A capa é realmente bem bonita e atraente. Até a história seria, se não fosse a resenha..rs
    Não dá vontade ler!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Olá! Já eu acompanho o Eduardo Cilto há algum tempo, mas não li esse livro, apesar de ter curiosidade. O booktuber que iniciou minha paixão por assistir esse tipo de vídeos foi o Bruno Miranda e esse sim, assim que lançou o livro que ele escreveu, comprei imediatamente e li. E adorei! Tem uma história bem clichê mas ao mesmo tempo bem original. Já o do Eduardo, eu não posso opinar porque não li. Confesso que vim esperando uma resenha positiva, mas de qualquer forma, minha curiosidade não me permite aceitar sem tirar minhas próprias conclusões e descobrir o porquê de achar isso hahaha
    Beijos!

    Josy Souza
    www.estantedajosy.com.br

    ResponderExcluir


Mais que Livros - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
Miss Mavith - Design with ♥